Secretário de Esportes de São José do Jacuri é suspeito de matar a ex-namorada

160

O secretário de esportes do município de São José do Jacuri, na região do Rio Doce, Anderson Christian de Oliveira, de 37 anos, mais conhecido como Momó, é o principal suspeito de ter matado a tiros, na madrugada deste domingo (11), a ex-namorada e também funcionária da prefeitura, Natália Epifânia de Oliveira, 23. Ele está sendo procurado pela Polícia Militar.

O crime ocorreu em um sítio, localizado na região de Córrego Ferreira, na zona rural da cidade de São Pedro do Suaçuí. A irmã da vítima, uma adolescente de 17 anos, presenciou a morte da irmã. Ela disse para a polícia que Natália vinha recebendo ameaças do ex-namorado após os dois terminarem o relacionamento há cerca de seis meses.

Aos policiais militares, a adolescente disse que quando Momó chegou até a festa, a irmã dela estava abraçada a um amigo. O suspeito teria efetuado três disparos contra a cabeça da vítima, que caiu ao chão já morta no local.

O amigo que estava abraçado a ela, disse que não percebeu os disparos e que, quando ouviu o barulho, achou que se tratava de “bombinhas” estourando. Ele disse que imediatamente olhou para baixo e viu a vítima toda ensanguentada. O amigo também apresentava um ferimento em um dos dedos da mão, possivelmente causado por um tiro de raspão.

Arma

Após a chegada dos policiais ao sítio, um homem que teria fugido do local procurou os militares para entregar a arma do crime. Ele disse que o secretário de esportes, após matar a ex-namorada, correu para o estacionamento do sítio e jogou a arma, um revólver calibre .38, dentro de seu carro e depois fugiu em um veículo do tipo Gol.

A testemunha disse que ficou sem saber o que fazer no momento e decidiu sair do sítio. Após procurar um advogado, ele foi aconselhado a voltar ao local e entregar a arma para a polícia. Os organizadores da festa não foram encontrados.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma viatura da Polícia Militar já tinha passado no local antes do crime e pedido que os organizadores encerrassem a festa até às 22h30. O pedido foi desrespeitado. O crime ocorreu por volta de 1h.

A perícia da Polícia Civil esteve no local e constatou que a vítima morreu após receber três disparos de arma de fogo, um no ouvido direito, outro no ouvido esquerdo e um no queixo.

Luto

A morte brutal de Natália Epifânia gerou um clima de tristeza na pequena cidade de São José do Jacuri, que segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatíticas (IBGE), tem uma população estimada de 6.431 habitantes.

Em conversa com a reportagem, o prefeito do município Claudio da Juca (DEM), disse que o secretário foi exonerado do cargo e que a vítima era recepcionista da Secretaria Municipal de Saúde.

“Era uma menina sem defeitos. Um crime desses em uma cidade pequena como a nossa, a cidade está em luto. Eu exonerei ele na manhã deste domingo, porque nada justifica o que ele fez. Nós não compactuamos com isso e nem podemos. Foi feminicídio, que está em alta no país. Em cidade pequena, quando isso acontece, o impacto é maior. Ninguém esperava isso dele, sempre foi muito tranquilo”, disse.

A Polícia Militar continua realizando diligências para tentar encotnrar o suspeito.

Fonte: O Tempo