Sintonia perfeita: Mário Marcus reforça que tem o melhor vice e assegura que vai apoiar a candidatura de Marco Antônio a deputado federal

8
Prefeito e vice trocaram elogios mútuos e apoio incondicional em torno da governabilidade/CORREIO DE MINAS

“Tenho o melhor vice que poderia ter”. Assim expressou o prefeito Mário Marcus (DEM) ao ser questionado pela imprensa local hoje pela manhã, no Solar Barão do Suassuí, durante entrevista coletiva em que fez um balanço de seu primeiro ano de governo. Mário e o Marco Antônio trocaram elogios mútuos e reafirmaram a sintonia que une os dois políticos desde as primeiras horas em que a chapa foi formada, evidenciando que a pré candidatura do vice do prefeito não abala o relacionamento. “A escolha do vice na minha chapa foi pessoal pela sua integridade e fizemos uma dobradinha para desenvolver um trabalho diferenciado. Tivemos uma votação pela expressiva pela confiança conquistada”, assinalou Mário.

Ao ser perguntado se apoiaria o vice prefeito, o prefeito foi taxativo e declarou apoio integral a candidatura de Marco Antônio (PSDB) a deputado federal. “Eu respeito sua decisão e sua candidatura não vai abalar nossa união em relação a administração do Município. Se ele for candidato jamais vou deixar de apoiá-lo”, assegurou, afirmando por outro lado que vai prestar apoio irrestrito a candidatura de Glaycon Franco a reeleição. “Se for eleito, Marco Antônio vai nos atender integralmente. Mas sua candidatura não cria dificuldade a governabilidade”, assinalou afirmando que o vice não precisa afastar-se do cargo em caso de candidatura em 20108.

“Acredito que não precisa de resposta”, disse prontamente o vice prefeito após a fala do prefeito. Marco disse que aceitou o convite para ser vice prefeito em função dos valores de Mário Marcus, reforçando que sua candidatura não fasta os dois amigos. Marco afirmou que não acredita na tese de candidatura da terra e sim candidatura regional. “Recebi convites para ser vice, mas quando fui convidado pelo Mário não tive dúvidas. Não estou virando às costas ao nosso grupo, pelo contrário. Temos 90 mil eleitores, número suficiente para eleger um federal e dois estaduais”, resumiu, prestando apoio incondicional ao colega Mário Marcus e a aprovação do governo neste primeiro ano de gestão.