Surto de covid-19: asilo tem 5 óbitos e 31 contaminados e vira epicentro na região

53

Mais um asilo é alvo de um surto de covid-19 na região. Hoje (18), a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Firme confirmou mais 6 casos positivos para o coronavírus, todos abrigados da Casa de Acolhimento de Porto Firme (Asilo). Trata-se de 3 mulheres com idade de 61, 63 e 71 anos e 03 homens com idade de 63, 69 e 72 anos. Os pacientes se encontram estáveis.
Foi realizada a coleta do teste PCR para COVID no dia 15/08/2020 e enviada para a Universidade Federal de Viçosa.

Casa de Acolhimento de Porto Firme (Asilo) / DIVULGAÇÃO


A situação
O asilo chegou a 5 óbitos e 31 internos contaminados. Segundo o Diretor da Casa de Acolhimento, Josemar Vidigal, os casos foram detectados após testes a partir do dia 25 de julho. Dois dias depois, aconteceu a intervenção sanitária no asilo e a gestão está sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde para tentar conter e controlar o contágio.
Antes do surto, a direção havia apresentado um plano de combate ao covid-19, já diante do caso ocorrido na vizinha Piranga. Segundo Josemar, os infectados, muitos já passaram pelo período de quarentena, estão em isolamento social em uma ala.
No prédio em anexo, onde funcionava o antigo hospital, foram transferidos os não contaminados. Segundo Josemar, a ocupação desta ala já estava prevista pela direção já prevenindo de possíveis contaminados. O asilo tem 57 internos de diferentes cidades da região.
“Quero agradecer a Permalaf e ao grupo Sóamor pela ajuda e a contribuição ao nosso asilo. Também a Patrícia do Cartório que muito se engaja em prol da instituição. Temos também recebido ajuda da Universidade Federal de Lavras e do SEDESE que contribuem para reestruturação do asilo. Infelizmente, este surto, como ocorreu em outros asilos, serve como alerta pela falta de apoio do poder público a estas instituições”, assinalou.
Com menos de 12 mil habitantes, Porto Firme tem 90 infectados, 5 óbitos e a cidade vive um alerta epidemiológico.