Briga, confusão e agressão em bar

Por volta de 01:00 da manhã de domingo (21) a PM de Barbacena (MG) foi acionada pelo 190 para responder a relatos de uma briga generalizada em um estabelecimento comercial na área central da cidade. Após a rápida resposta das equipes no local, constatou-se que a situação havia se acalmado, porém o proprietário do estabelecimento, informou às autoridades sobre o ocorrido.

Segundo a vitima de 27 anos, se encontrava no local e ao realizar o pagamento de sua comanda em um dos box, questionou a divisão dos valores entre os amigos e relatou a um funcionário do box que estava havendo um cobrança indevida o que gerou uma discussão; logo apos isto, ao se afastar do box foi agredido por um individuo que não foi capaz de identificar, informou que foi atingido por um soco no rosto e que veio a cair ao solo. Relatou que foi informado por conhecidos que um dos autores se tratava de um funcionário do local porem não foi identificado.

A vítima foi prontamente encaminhada ao Hospital Regional, onde recebeu atendimento médico e permaneceu sob observação. Durante este período, um familiar compareceu ao hospital e posteriormente se dirigiu ao estabelecimento em busca de informações adicionais, incluindo imagens das câmeras de segurança para esclarecer o incidente porém as imagens das câmeras de segurança nao foram fornecidas.

Adolescente agride pais e esfaqueia funcionária de escola

Vítima foi atacada pelas costas e segue internada no Hospital João XXIII Pronto Socorro

Um adolescente, de 17 anos, foi detido após agredir os pais e esfaquear uma funcionária, de 46 anos, de uma escola no bairro Renascença, na região Noroeste de Belo Horizonte, na noite dessa terça-feira (26).

Conforme o boletim de ocorrência, os pais alegaram que o filho sofre de transtorno mental desde os 12 anos e que fazem o acompanhamento medico dele junto ao Centro de Referência em Saúde Mental (Cersam).

Na noite de ontem, ainda na casa da família, que fica no bairro Concórdia, na mesma região, segundo o pai, o jovem entrou em “surto psictico” e tentou esfaqueá-lo. Os dois entraram em luta corporal e, ao se desvencilhar, o adolescente chutou a mãe e saiu de casa com a faca em mãos, dizendo que faria uma “chacina” em uma escola.

De imediato, os pais chamaram a polícia. Contudo, quando militares chegaram ao endereço da escola, no bairro Renascença, o menino já havia esfaqueado uma servidora.

Uma testemunha contou que o adolescente atacou a mulher pelas costas. Ela foi atingida por facadas no braço e no dorso. Ainda segundo o registro policial, a última facada fez com que a lâmina da faca se quebrasse, ficando alojada nela.

A vítima foi socorrida pelo Samu e levada para o Hospital João XXIII Pronto Socorro. À Itatiaia, uma familiar da vítima contou que o estado de saúde é delicado, mas estável.

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) confirmou que o jovem faz acompanhamento no sistema de saúde mental do município.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria Estadual de Saúde e com a Polícia Civil e aguarda os posicionamentos.

FONTE ITATIAIA

Padrasto que obrigou enteado de 8 anos a comer mato e brita é indiciado em MG

Mãe do menino, que presenciou toda a ação, também foi indiciada por omissão em Uberlândia, no Triângulo Mineiro

homem de 40 anos que obrigou o enteado de 8 anos a comer mato e brita foi indiciado pela Polícia Civil pelo crime de tortura em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. A agressão teria sido motivada pelo fato da criança pedir mais comida após o almoço. A mãe do menino, de 34 anos, que presenciou toda a ação, também foi indiciada por omissão.

A ação, que ocorreu em 12 de fevereiro no estacionamento do prédio onde eles moram no bairro Esperança, foi filmada por um vizinho, que denunciou o caso para a polícia. As imagens mostram o homem caminhando em direção ao canteiro do estacionamento e pegando uma quantidade de mato, que ordenou que o enteado ingerisse.

Diante da recusa do menino, ele o agrediu com um tapa no rosto e o forçou a mastigar o material. Posteriormente, obrigou o menino a comer britas, desferindo novas agressões quando a criança resistiu.

O vizinho que denunciou o caso relatou que toda a ação foi acompanhada pela mãe do menino, que inicialmente negou os fatos, mas acabou confessando após assistir às imagens. O padrasto também assumiu as agressões, alegando que ficou irritado com o enteado após o menino pedir mais comida após o almoço.

Ambos foram presos em flagrante e conduzidos para a delegacia da Polícia Civil, ainda na época do crime. Segundo o boletim de ocorrência, eles afirmaram ser usuários de drogas. O garoto foi encaminhado para uma casa de acolhimento da cidade.

FONTE O TEMPO

Polícia Civil investiga caso de agressão a bebê de um ano e oito meses em MG

Coordenadora de creche de Poços de Caldas (MG) foi quem acionou Conselho Tutelar ao notar hematomas na criança.

A Polícia Civil instaurou inquérito nesta sexta-feira (16) para investigar a agressão de um bebê de um ano e oito meses em Poços de Caldas (MG). A coordenadora de uma creche da cidade foi quem notou hematomas na criança e acionou o Conselho Tutelar para relatar o caso.

O caso foi registrado pela Polícia Militar na quinta-feira (15), quando os militares foram acionados a comparecerem à UPA, onde teria dado entrada uma criança com lesão no braço. No local, os policiais foram informados que a coordenadora de uma creche disse que a criança compareceu à unidade de ensino com sinais de ferimentos na boca e manchas roxas pelo corpo. A coordenadora acionou o Conselho Tutelar e a mãe da criança, que foi levada à UPA.

O bebê passou por atendimento e, conforme o boletim de ocorrência, apresentava lesões na boca, marca roxa na perna esquerda, marca roxa no final da costela no lado esquerdo, cicatriz na testa e um galo na cabeça, também do lado esquerdo. Ainda segundo o BO, as marcas não eram recentes e poderiam ser de um ou mais dias.

O que a mãe disse à PM

De acordo com o BO, a mãe acusou o pai da criança pelas agressões. Segundo consta no documento, ela disse à polícia que tem uma medida protetiva contra o homem, que deixou a casa dela na segunda-feira (12), por conta desta decisão.

Ela disse ainda, segundo a polícia, que o pai do bebê continuou comparecendo na casa dela e que na quarta-feira (14) teria jogado a criança na cama, fazendo com que o bebê acertasse a cabeça na parede. No BO, a mãe também o acusou de agressões físicas contra ela.

A mãe ainda foi questionada sobre onde o pai da criança estaria, mas, de acordo com a PM, ela não soube informar.

O Conselho Tutelar foi quem pediu o registro do boletim de ocorrência para que pudesse tomar medidas de proteção à criança.

Polícia Civil investiga

A Polícia Civil informou à EPTV, afiliada TV Globo, que, além do inquérito para investigar a agressão, outro também foi instaurado para apurar o possível descumprimento de medida protetiva contra a mãe da criança.

O delegado responsável pelo caso, José Armando Ferraz, ouviu o pai e a mãe da criança na manhã desta sexta. De acordo com ele, o homem negou qualquer tipo de agressão. A mulher, ao contrário do que havia afirmado no BO, disse não ter presenciado agressões.

“Ele negou qualquer tipo de agressão, disse que apenas houve um acidente com ele foi pegar a criança e deslocou o braço da criança. Eu quis confirmar isso com a mãe e ela disse que não presenciou nenhuma agressão, falou que a criança chegou a cair, o que lesionou a cabeça. Disse que a perna talvez tenha machucado na creche e sobre ele ter supostamente jogado a criança na cama, ela disse que não presenciou o pai a fazer isso. Ela ainda disse que a boca da criança machucou não sabe como, que amanheceu um dia e estava machucada. Ela”, falou o delegado.

Sobre a versão dada ao BO, em que a mãe disse que o pai teria jogado a criança na cama, o delegado reforçou que ela falou não ter presenciado. Ela apenas disse que houve descumprimento da medida protetiva.

“[Sobre a versão no BO] não sei se ela estava nervosa quando fez o boletim de ocorrência. Ela só enfatizou que o pai teria descumprido medida protetiva, mas tal fato está sendo apurado na Delegacia da Mulher”, disse o delegado.

Conforme o delegado, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência, que foi encaminhado ao Juizado Especial. O documento agora será analisado pelo Ministério Público, que poderá solicitar novas diligências.

“Há princípio [o pai da criança] não será indiciado, pois não há provas de que ele teria praticado a agressão. A não ser que tenha um fato novo e uma testemunha mude a versão dos fatos. Se for constatado que ele descumpriu medida protetiva, ele será indiciado”, completou o delegado.

FONTE G1

Homem é agredido com picareta na cabeça em encontro de família

A vítima teria sido convidada pelo autor a ir embora, por estar muito bêbado

Está internado no Hospital João XXIII um homem de 28 anos, que foi agredido com pauladas na cabeça durante uma briga familiar em Jaboticatubas, na região metropolitana. O suspeito do crime é o ex-cunhado da vítima, de 30 anos, que também foi conduzido.

A polícia esteve na Santa Casa de Lagoa Santa, para onde a vítima das agressões foi encaminhada pelos próprios familiares, no final da noite desse domingo (28). De acordo com testemunhas, vítima e autor estavam na mesma casa, fazendo uso de bebidas alcoólicas. A vítima teria sido convidada pelo autor à ir embora, por estar muito bêbado. Nervoso, o homem teria pego o filho pequeno à força, contrariando a família.

Ainda de acordo com testemunhas, a vítima teria pego uma picareta para agredir o ex-cunhado, que conseguiu tomar a ferramenta das mãos da vítima, vindo a dar uma paulada em sua cabeça em seguida.

O autor saiu do local, mas foi encontrado pela polícia em uma estrada horas depois da confusão.

A vítima estava com um mandado de prisão em aberto e, por isso, segue escoltada no Hospital João XXIII.

FONTE ITATIAIA

Tio é suspeito de agredir três crianças de Minas que passavam férias no DF

Caso aconteceu na noite desta segunda-feira (15/1). De acordo com a polícia, as três crianças estavam sendo agredidas dentro da casa. Tia era omissa e tio está foragido

Uma menina, de 7 anos, e dois meninos, de 9 cada, foram resgatados, na noite dessa segunda-feira (15/1), por policiais militares das Polícias Militares do Distrito Federal e de Goiás, vítimas de maus-tratos.

De acordo com a PMDF, as três crianças estão passando as férias na casa dos tios. O Conselho Tutelar de Valparaíso de Goiás soube do caso após uma denúncia anônima, que dizia que, dentro do imóvel, no Residencial Santa Maria, as crianças estavam sendo agredidas.

No local, ficou constatado que o tio batia nas crianças e a tia se omitia. Os policiais notaram, também, marcas de agressões por todo o corpo das crianças. Os três menores foram encaminhados para o Instituo Médico-Legal (IML), e os pais deles, que moram em Minas Gerais, foram comunicados do caso.

A tia das crianças foi conduzida à 20ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) para o registro da ocorrência. O tio é considerado foragido.

FONTE ESTADO DE MINAS

Traficante é preso ao tentar agredir policial

Na noite de terça-feira (26), durante patrulhamento no Bairro São Cristovão, em Barbacena, a Polícia Militar viu um homem, 21 anos, alvo de denúncias como autor de tráfico de drogas. No momento da abordagem, quando determinaram que os suspeito se postasse em posição para busca pessoal, ele ficou exaltado iniciando umaresistência passiva, não acatando em um primeiro momento a ordem de colocar as mãos sobre a cabeça.

Após ser advertido quanto a sua conduta por crime de desobediência, o mesmo aceitou que fosse realizada busca pessoal, onde nada de ilícito foi localizado. Ao ser indagado quanto às denúncias que recaia sobre ele de tráfico de drogas, o homem ficou novamente exaltado e iniciou uma série de xingamentos, desacatando os militares e ainda tentou desferir um soco em um dos integrantes da equipe PM. Ele foi preso por desacato.

Médico é preso suspeito de abusar de paciente em hospital de MG; outras quatro vítimas procuraram a polícia

As investigações tiveram início em maio deste ano a partir da denúncia de uma paciente atendida por ele em um hospital público

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra um médico, de 37 anos, investigado por crime sexual ocorrido na cidade de Nova Serrana, na região Centro-Oeste, em Minas. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (31).

Conforme a corporação, as investigações tiveram início em maio deste ano a partir da denúncia de uma paciente atendida por ele em um hospital público em Nova Serrana.

“Assim, iniciamos os levantamentos e identificamos outras quatro vítimas das cidades de Cláudio, São Sebastião do Oeste e Divinópolis. De posse dessas informações, representamos pelos mandados judiciais cumpridos nesta manhã, no bairro Niterói, em Divinópolis”, explicou.

A reportagem da Itatiaia entrou em contato com a prefeitura de Nova Serrana e aguarda um posicionamento.

FONTE ITATIAIA

Médico é preso suspeito de abusar de paciente em hospital de MG; outras quatro vítimas procuraram a polícia

As investigações tiveram início em maio deste ano a partir da denúncia de uma paciente atendida por ele em um hospital público

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra um médico, de 37 anos, investigado por crime sexual ocorrido na cidade de Nova Serrana, na região Centro-Oeste, em Minas. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (31).

Conforme a corporação, as investigações tiveram início em maio deste ano a partir da denúncia de uma paciente atendida por ele em um hospital público em Nova Serrana.

“Assim, iniciamos os levantamentos e identificamos outras quatro vítimas das cidades de Cláudio, São Sebastião do Oeste e Divinópolis. De posse dessas informações, representamos pelos mandados judiciais cumpridos nesta manhã, no bairro Niterói, em Divinópolis”, explicou.

A reportagem da Itatiaia entrou em contato com a prefeitura de Nova Serrana e aguarda um posicionamento.

FONTE ITATIAIA

Mulher é agredida e tem o rosto cortado pelo ex companheiro em Conselheiro Lafaiete (MG)

Na manhã dessa segunda-feira, 02/10, a equipe policial foi acionada para comparecer na Policlínica Municipal em Conselheiro Lafaiete onde segundo informações, uma mulher (30 anos) havia sido agredida.

Na Policlínica foi feito contato com a vítima após receber atendimento médico. Ela relatou que separou-se de seu ex companheiro há algum tempo, porém, na data de hoje, ao deslocar par o seu local de trabalho em determinado momento visualizou seu ex companheiro se aproximando dela.

Ela disse que enquanto passava pela Rua Pernambuco, ele se aproximou e a segurou e por trás dela, passou um objeto contra o rosto dela, causando um corte no lado esquerdo. Em seguida, o autor evadiu.

Ainda relatou que foi socorrida pelos guardas municipais e levada para a Policlínica Municipal.

A Polícia Militar realiza diligências acerca do fato.

FONTE FATO REGIONAL CONGONHAS

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.