Censo Previdenciário: 14.908 pensionistas e aposentados terão seus pagamentos suspensos

Suspensão será efetivada na folha de fevereiro a ser paga em março de 2024 

Nesta terça-feira (20/2), o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) publicou no Diário Oficial do Executivo  a lista dos 14.908 nomes de pensionistas e aposentados ou afastados preliminarmente do Poder Executivo que não realizaram o Censo Cadastral Previdenciário em 2023 e também não regularizaram a situação em 2024. Para estes nomes, a partir de março deste ano, o pagamento do benefício referente ao mês de fevereiro estará suspenso. Para conferir a lista completa com os nomes clique aqui.

Ipsemg / Divulgação

De acordo com o edital de suspensão são 11.835 aposentados e 3.073 pensionistas do Ipsemg irregulares quanto à atualização cadastral obrigatória.

Esse público terá o pagamento reestabelecido após a realização extemporânea do Censo Cadastral por meio de link no site do Instituto (www.ipsemg.mg.gov.br), botão “Censo RPPS”, que será aberto no período de 8/3 até 6/4/2024.

Também permanecem em situação irregular cerca de 10 mil servidores ativos. Esses estão sujeitos a penalidades administrativas caso não regularizem a situação no período disponibilizado.

Censo Cadastral Previdenciário

O 1° Censo Cadastral Previdenciário do Regime Próprio de Previdência Social de Minas Gerais (RPPS) foi realizado entre os meses de junho a dezembro de 2023. Em janeiro deste ano foi dada uma nova oportunidade para aqueles que não atenderam à convocação para realização do Censo, contudo, mesmo com a reabertura do sistema, muitos deixaram de realizar o recenseamento que é obrigatório. Mais informações neste site

FONTE AGÊNCIA MINAS

13º salário vai ser PAGO neste mês para IDOSOS e trabalhadores com valor de até R$ 20 mil

A antecipação do 13º salário está disponível! Agora, os clientes da Caixa Econômica Federal (CEF) têm a chance de solicitar a antecipação desse benefício, usufruindo do valor extra para quitar dívidas, realizar compras essenciais ou até mesmo planejar uma viagem dos sonhos.

antecipação do 13º salário pode ser adquirida para clientes que recebem o salário diretamente em uma conta bancária da Caixa Econômica ou para aposentados e pensionistas do INSS que tenham a instituição como banco responsável.

É importante ressaltar que essa oportunidade de antecipar o 13º salário é exclusiva e restrita a determinados grupos, sendo uma medida que não tem previsão de ser adotada novamente pelo Governo Federal. Confira abaixo as condições que garantem o acesso a essa vantagem.

Características da antecipação do 13º salário

Você pode antecipar valores entre R$ 500 e R$ 20 mil, calculados com base na parcela líquida do seu 13º ou na sua capacidade de pagamento. A opção selecionada será aquela que apresentar o menor valor. 

O vencimento da operação coincide com a data do crédito da parcela antecipada do 13º, dentro do prazo máximo de 330 dias. O pagamento do montante antecipado ocorre na data de vencimento do contrato.

Para verificar a possibilidade de parcelamento do 13º salário junto à sua empresa/órgão/entidade/instituto, bem como a data de disponibilização do crédito, é recomendável realizar uma consulta prévia. Essa antecipação oferece flexibilidade e facilidade financeira.

Ao optar pela antecipação, você terá juros pré-fixados, determinados pela taxa em vigor no momento da contratação. Esses juros são somados ao valor principal e quitados no término do contrato. 

Além disso, é aplicado o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) no momento da contratação, conforme a legislação vigente. Essa modalidade proporciona clareza nas condições de pagamento, garantindo transparência e praticidade.

Quem tem direito à antecipação do 13º salário?

Tem direito o cidadão interessado na antecipação do 13º salário que possui conta de depósito com crédito salário na Caixa e tem pelo menos 12 meses de vínculo empregatício.

Aposentados e pensionistas permanentes do INSS com recebimento do benefício em uma conta de depósito na Caixa, também podem aproveitar a oportunidade de antecipação do 13º salário. Consulte as condições específicas para cada situação e garanta essa facilidade.

FONTE FDR

Meu INSS: aposentados e pensionistas ganham mais opções para ter descontos em serviços e produtos

Criada pelo Governo Federal, a plataforma do Meu INSS é responsável por reunir diversos serviços e benefícios para aposentados e pensionistas pelo Instituto Nacional do Seguro Social. Recentemente, novas instituições passaram a disponibilizar facilidades por meio da plataforma. 

O anúncio da inclusão foi realizado recentemente pelo Governo FederalA partir de agora, os bancos PAN e Itaú farão parte das instituições que oferecem descontos em serviços para aposentados e pensionistas.

Além deles, os beneficiários que recebem outros pagamentos por meio do INSS, como o BPCtambém terão direito às novas facilidades. No total, seis bancos já estão incluídos na plataforma. São eles: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Mercantil, Banco PAN e Itaú.

Confira mais detalhes sobre os benefícios disponíveis por meio do Meu INSS:

  • As vantagens estão disponíveis por meio do cartão virtual do Instituto Nacional; 
  • O documento pode ser obtido de duas formas;
  • A primeira delas é por meio do site Meu INSS;
  • Outra opção é o aplicativo Meu INSS, que está disponível para Android e iOS;
  • Em ambas as opções ele deverá buscar pela seção “emitir carteira do beneficiário”;
  • Em seguida, será preciso selecionar uma foto para a carteira do beneficiário;
  • Na página seguinte ele deverá clicar no quadrado informando que está “ciente que ao apresentar a carteira os dados do benefício serão compartilhados através do QR Code”, e em seguida, clicar em “continuar”;
  • Após essas etapas, a carteira do beneficiário ficará disponível;
  • Segundo o Instituto Nacional, mais de 1,1 milhão de carteiras foram geradas até o início deste mês;
  • Com elas, é possível conseguir descontos em farmácias, shows e cinemas;
  • Além disso, o aposentado ou pensionista também garante acesso a serviços, telemedicina, seguros, viagens, entre outros;
  • O documento serve ainda como comprovante de vínculo do aposentado ou pensionista com o INSS.

FONTE FDR

INSS retoma importante julgamento que afetará a vida de milhares de aposentados

O aguardado julgamento da revisão da vida toda do INSS teve sua data remarcada pelo Supremo Tribunal Federal para 28 de fevereiro, despertando grande interesse entre os aposentados. 

Muitas dúvidas cercam essa tese, que propõe o recálculo do benefício do INSS considerando os salários contribuídos em todos os anos, inclusive antes de 1994, quando uma mudança na legislação previdenciária impactou as regras de cálculo das aposentadorias.

A proposta ganha relevância devido à alteração realizada em 1999, que desconsiderou os recolhimentos feitos antes de julho de 1994 (Plano Real), motivando a busca por uma revisão nos valores dos benefícios previdenciários.

O Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu, em 2022, o direito aos aposentados de buscar na justiça a revisão do benefício, considerando todas as contribuições realizadas e optando pelo cálculo que proporcione a maior renda mensal. 

Em resposta, o Instituto Nacional do Seguro Social apresentou um recurso visando restringir essa decisão, excluindo determinados casos. O INSS busca limitar a revisão de benefícios já extintos. 

Assim, haveria a proibição do pagamento de diferenças anteriores a 13 de abril de 2023, data da publicação do acórdão do STF, e impedir a revisão de casos judiciais que foram negados conforme a jurisprudência da época.

Impactos da nova revisão da vida toda do INSS

A revisão da vida toda, em discussão, destaca a problemática do fator previdenciário, criado para conter os pedidos de aposentadoria, mas que, na prática, resultou na diminuição dos benefícios. 

A fórmula, considerada “esdrúxula” pela CNTM, levava em conta idade, tempo de contribuição, expectativa de vida e sobrevida. Até 2019, a reforma da previdência de Bolsonaro aposentou por tempo de contribuição sob essa fórmula, reduzindo benefícios.

Apesar da reforma, em casos específicos, o fator previdenciário ainda pode ser aplicado, mas com limitações. O processo em discussão destaca que a fórmula aprovada, devido à sua complexidade, dificulta a compreensão pelos trabalhadores, além de reduzir significativamente os valores dos benefícios.

Os advogados que buscam a revisão da vida toda estão apreensivos com o posicionamento do ministro Luís Roberto Barroso, atual presidente do STF, no contexto da ação que trata do fator previdenciário. 

Barroso sustenta que, se declarada a inconstitucionalidade do artigo 3º da Lei 9.876, não seria viável permitir ao segurado escolher entre as regras, conforme proposto na revisão da vida toda. 

O processo 1.012, ligado à revisão da vida toda, está vinculado ao 2.111, gerando preocupações sobre o desfecho dessa questão técnica para os segurados.

FONTE FDR

14º salário do INSS foi confirmado? Entenda a novidade

Aprovação é aguardada pelos aposentados e pensionistas em todo o país. O 14º salário do INSS funcionária como um bônus na renda dos brasileiros. Entenda como está a proposta atualmente e se há chances de aprovação.

Durante a pandemia de Covid-19 alguns auxílios e pagamentos adicionais foram feitos. Nesse período a proposta do 14º salário do INSS foi criada. A ideia era oferecer uma “renda extra” aos aposentados e pensionistas.

O projeto é aguardado pelos aposentados e pensionistas do INSS desde então. Entenda melhor do que se trata esse extra e como está o andamento do processo para aprovação.

14º salário do INSS

O projeto é de 2020 e previa um pagamento extra, nos moldes do 13º.
Ou seja, o INSS pagaria uma parcela a mais no valor de um salário mínimo, atualmente em R$ 1.412.
Aposentados, pensionistas, e pessoas que recebem auxílio-doença, auxílio reclusão, auxílio-acidente e salário-maternidade teriam direito ao pagamento extra.
Por outro lado, quem recebe o BPC não teria direito ao pagamento, pois, não tem direito ao 13º.

Aprovação do 14º salário do INSS

Acontece que o projeto esbarra em algumas questões, uma delas é o fato de que a pauta é um projeto de lei.
Isso significa que para entrar em vigor o texto precisa ser analisado e debatido, podendo até ser alterado, ou seja, uma possível aprovação demoraria.
Além disso, todos os pagamentos feitos pelo INSS estão incluídos na previsão orçamentário do Instituto.
O 14º salário não está, o que mostra que não existe de fato uma previsão de pagamento.
Inclusive, essa aprovação depende também da disponibilidade de orçamento do Governo Federal.
O que se tem hoje é um projeto de lei, que ainda deverá ser analisado pela Câmara e pelo Senado.
Essa análise ainda não tem data prevista para acontecer, inclusive, a última movimentação do projeto foi em 16 de junho de 2022.

FONTE FDR

Aposentados em 2024 são Contemplados com 10 Benefícios; veja quais!

Com o avançar da idade, aos 65 anos, os idosos brasileiros adquirem o direito de receber diversos benefícios por parte do governo brasileiro. Tais benefícios abrangem uma vasta gama que vai desde a isenção de impostos até um valor mensal.

Conheça os Benefícios para aposentados

Esses benefícios surgem como uma ação tomada pelo Governo Federal para auxiliar os cidadãos nesta fase da vida. Antes de aproveitar essas regalias, os idosos têm de conhecer seus direitos e procurar os órgãos encarregues da concessão desses benefícios.

Remédio de Graça & Isenção de IPTU

Dentre os privilégios encontramos o Benefício de Prestação Continuada (BPC): valor mensal de um salário-mínimo cedido a idosos em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Ainda no conjunto dos benefícios, está a oportunidade de usufruir de medicamentos gratuitos através do programa Farmácia Popular, mediante a apresentação de uma receita médica. Em determinados municípios brasileiros, é possível isentar também o pagamento de IPTU, desde que cumpridas as condições estabelecidas por cada município.

Isenção do Imposto de Renda & Prioridade em Processos Judiciais

Outro benefício é a isenção do Imposto de Renda, dirigido a idosos que recebem pensões ou aposentadorias do INSS e que possuam uma renda anual inferior a R$ 24.751,74. Por lei, os idosos possuem ainda prioridade em processos judiciais e em órgãos públicos, uma vez que essa população tem direito a um atendimento prioritário para que possa ser atendida mais rapidamente.

Viagens e Transporte Gratuitos

Um privilégio bastante relevante é o direito ao uso gratuito do transporte público e a obtenção de passagens grátis para viagens interestaduais; para ter acesso a isto, é necessário ter em posse a carteira do idoso.

Meia-entrada em Eventos & Vagas de Estacionamento Reservadas

Um benefício interessante e que nem todos conhecem é o da meia-entrada que, além dos estudantes, também é concedido aos idosos para eventos culturais, de lazer e esportes. Há ainda a reserva de 5% das vagas para idosos nos estacionamentos públicos ou privados.

Mais Benefícios e Informações

Todos esses são benefícios que muito podem ajudar os idosos no seu cotidiano. Ao fazer valer esses direitos, os idosos ganham maior autonomia e segurança em seus dias, elevando assim seu bem-estar e qualidade de vida.

FONTE BM&C NEWS

Urgente! INSS começa a notificar aposentados e pensionistas com problemas na prova de vida

Fique atento se não vai ser acionado

Os aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílios de longa duração do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) desde janeiro de 2023 não precisam ir ao banco para fazer a prova de vida anual.

Isso porque, cabe ao INSS fazer a comprovação de vida do segurado e não mais o inverso, conforme previsto na Portaria 1.408.

Em outras palavras, significa que cabe ao próprio INSS utilizar as bases de dados de órgãos, entidades ou instituições, mantidos ou administrados pelos órgãos públicos federais, estaduais, municipais e privadas para checar se os segurados estão vivos. Isso é feito com o cruzamento de informações.

No entanto, 4.351.557 pessoas nascidas em janeiro, fevereiro e março em todo país serão chamadas a comprovar que estão vivas.

Problemas na comprovação do INSS

Cabe mencionar que as pessoas acima mencionadas se enquadram nos casos em que o INSS não consegue fazer a comprovação de vida por não encontrar o beneficiário em nenhuma base de dados.

Por conta disso, é enviada uma notificação via aplicativo ‘Meu INSS’, Central 135, e/ou notificação bancária informando que a prova de vida ainda não foi efetivada.

A saber, já foram notificadas 3.089.043 pessoas nascidas em janeiro e fevereiro.

Nesta quinta-feira (1º), será a vez de 1.262.514 que fazem aniversário em março que estão há mais de 12 meses sem realizar a prova de vida.

Como proceder?

Os segurados que receberem a notificação devem procurar o INSS ou o banco onde recebem o benefício para realizar a prova de vida.

E atenção! Passados 60 dias após as notificações via aplicativo ‘Meu INSS’, Central 135, e/ou notificação bancária, não havendo a comprovação de vida, o pagamento poderá ser bloqueado.

Neste período, o segurado pode realizar a prova de vida no aplicativo ou site ‘Meu INSS’, rede bancária ou se dirigir à uma agência do INSS.

O que vale como comprovante?

Confira algumas das operações que são válidas para a prova de vida do INSS:

  • Acessar o aplicativo ‘Meu INSS’ ou apps que tenham certificação e controle de acesso;
  • Atendimento em Agência da Previdência Social;
  • Receber pagamento de benefício com biometria;
  • Fazer empréstimo consignado com biometria;
  • Fazer atualizações no Cadastro Único (CadÚnico).

Contudo, vale ressaltar que os segurados ainda podem realizar a prova de vida presencialmente, em agências bancárias e unidades do INSS.

Como era?

A prova de vida acontecia anualmente nas instituições financeiras pagadoras de benefícios. O procedimento era presencial, com apresentação de documento de identificação com foto a um funcionário ou feito por biometria nos terminais de autoatendimento.

Ainda mais, desde 2020, os segurados também podem fazer a prova de vida por biometria facial. O procedimento é feito por reconhecimento facial, com o uso da câmera do celular do cidadão pelo aplicativo ‘Meu INSS’.

Servidores públicos

Por fim, cabe mencionar que a prova de vida para servidores públicos federais inativos e pensionistas da União é feita somente nos aplicativos Sougov.br e Gov.br ou na agência bancária onde o pagamento é realizado. O procedimento deve ser realizado no mês de aniversário do servidor/beneficiário.

Fonte: Instituto Nacional do Seguro Social

FONTE BRASIL123

IDOSOS de 60,65 anos em diante recebem PACOTES DE SURPRESAS HOJE (31/01) e 10 benefícios são confirmados

Os idosos no Brasil têm direitos garantidos pelo governo federal que muitas vezes não são conhecidos por eles. É importante conscientizar esse grupo sobre as vantagens e benefícios aos quais têm direito para que possam usufruir de uma melhor qualidade de vida.

Em várias cidades brasileiras, os idosos com mais de 65 anos têm o direito à isenção do pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Essa isenção varia de acordo com a legislação local, levando em consideração fatores como o valor do imóvel e a renda do idoso.

Aposentados e pensionistas com mais de 65 anos também podem ser isentos da declaração do Imposto de Renda. No entanto, é importante destacar que essa isenção se aplica apenas aos idosos com uma renda anual inferior a R$ 24.751,74, conforme estabelecido pela Receita Federal.

Prioridade em processos na Justiça e órgãos públicos

O Estatuto do Idoso assegura aos idosos a prioridade em processos e procedimentos em empresas de serviços públicos, instituições financeiras, Defensoria Pública da União, entre outros órgãos. Essa garantia visa agilizar e facilitar o acesso dos idosos a seus direitos.

Os órgãos públicos e empresas privadas que prestam serviços à população são obrigados a fornecer um atendimento preferencial imediato e individualizado aos idosos. Essa medida visa garantir que os idosos tenham acesso a serviços e atendimento de qualidade, respeitando suas necessidades especiais.

Meia-entrada em eventos de cultura e lazer

Os idosos têm o direito à meia-entrada em eventos culturais, artísticos, esportivos e de lazer. Essa medida visa incentivar a participação dos idosos nessas atividades, proporcionando-lhes acesso a eventos e entretenimento a um preço mais acessível.

Os idosos com mais de 65 anos têm direito à gratuidade no transporte coletivo urbano. Para usufruir desse benefício, basta apresentar um documento que comprove a idade. Essa medida visa facilitar a mobilidade dos idosos e garantir que eles possam se locomover pela cidade com mais facilidade.

Além da gratuidade no transporte urbano, os idosos têm direito a até duas vagas gratuitas nos transportes coletivos interestaduais, por veículo, desde que recebam até dois salários mínimos. Essa medida visa facilitar as viagens dos idosos para outras cidades e estados, permitindo que eles visitem familiares e tenham acesso a serviços em outras localidades.

Cota de vagas em estacionamento

A legislação brasileira determina que 5% das vagas em estacionamentos públicos e privados sejam reservadas para pessoas com mais de 60 anos. Essa medida visa garantir que os idosos tenham acesso a vagas de estacionamento próximas a estabelecimentos comerciais e serviços públicos, facilitando sua locomoção.

Além de terem acesso ao Sistema Único de Saúde (SUS), os idosos podem obter medicamentos gratuitos por meio do Programa Farmácia Popular. Essa iniciativa visa garantir o acesso aos medicamentos essenciais para o tratamento de doenças comuns na terceira idade, proporcionando um melhor cuidado à saúde dos idosos.

Benefício de Prestação Continuada (BPC)

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) concede o Benefício de Prestação Continuada (BPC) aos idosos com mais de 60 anos que recebam até um salário mínimo. Esse benefício é uma forma de garantir uma renda mínima aos idosos em situação de vulnerabilidade social.

Esses são apenas alguns dos direitos garantidos aos idosos no Brasil. É fundamental que os idosos tenham conhecimento desses benefícios para que possam exigir seus direitos e desfrutar de uma vida mais digna e confortável. O governo federal tem o papel de promover e assegurar esses direitos, mas cabe a todos nós, como sociedade, contribuir para que eles sejam respeitados e efetivamente aplicados.

FONTE REVISTA DOS BENEFÍCIOS

Pessoas com mais de 65 podem ganhar gratuidade na renovação da CNH em breve; entenda

Um projeto de lei está prevendo a gratuidade no processo de renovação da CNH de pessoas com mais de 65 anos. Confira mais informações aqui.

Motoristas idosos podem ter uma grande economia futura. Além dos exames de aptidão física e mental necessários para a renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), em alguns estados brasileiros, idosos com mais de 65 anos podem alcançar a isenção total de taxas relacionadas à atualização desse documento.

A renovação da Carteira é uma necessidade requerida periodicamente para todos os condutores. Esse procedimento é essencial para alterar a validade do documento, e os motoristas que não o realizam podem receber penalidades.

Recentemente, um novo projeto de lei tem previsto a gratuidade da renovação da CNH para pessoas com mais de 65 anos. Quer saber mais informações a respeito? Fique por aqui e confira as informações que reunimos para você.

Como funciona a isenção da renovação da CNH para idosos?

No momento, a isenção de taxas para renovação da Carteira para idosos é um direito assegurado a apenas alguns grupos específicos e as regras variam de acordo com cada estado, uma vez que são definidas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Existe um Projeto de Lei (PL) de número 4036/2020, promovido pelo ex-deputado federal Léo Moraes, do Podemos-RO, que propõe a isenção das taxas de renovação da habilitação para idosos com mais de 65 anos. Entretanto, o PL ainda não obteve aprovação, logo ainda não possui validade legal.

Na maioria dos estados, esse benefício busca atender àqueles que:

  • Estão em estado de vulnerabilidade social, com renda per capita de até dois salários mínimos;
  • Estão cadastrados no Cadastro Único.

Mas quando é necessária a renovação?

Os novos prazos para a renovação, aprovados no ano de 2021, são:

  • Motoristas com até 49 anos: devem renovar a CNH a cada 10 anos;
  • Motoristas entre 50 e 69 anos: devem renovar a CNH a cada 5 anos;
  • Motoristas com 70 anos ou mais: devem renovar a CNH a cada 3 anos.

Por fim, vale lembrar que o processo é realizado pelo Detran e inclui exames médicos para atestar a aptidão física e mental do motorista.

FONTE SEU CRÉDITO DIGITAL

Novidades sobre o 13º salário do INSS gera euforia entre os aposentados

O primeiro pagamento do ano ainda nem foi concluído, mas já tem quem esteja procurando sobre o 13º salário do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O crédito que é liberado em duas parcelas concede para o aposentado ou pensionista um salário extra no ano. E novidades já foram anunciadas.

De acordo com apuração do jornal Valor, o 13º salário do INSS não será antecipado em 2024. Desde a pandemia o pagamento do 13º tem sido adiantado para o primeiro semestre do ano, com a liberação das duas parcelas até junho. Neste ano, porém, não há interesse do governo em adiantar o benefício.

Quem vai receber o 13º salário do INSS?

O pagamento do 13º salário do INSS é feito em duas parcelas. A primeira liberação equivale a 50% do benefício pago ao aposentado, enquanto a segunda parcela deposita 50%, mas tem desconto do Imposto de Renda para quem é contribuinte.

Aqueles que estão recebendo algum benefício previdenciário a menos de um ano terão acesso ao pagamento do 13º de forma proporcional. Os depósitos serão feitos para aqueles que recebem:

Aposentadoria;
Pensão;
Auxílio-doença;
Auxílio-reclusão.
O BPC (Benefício de Prestação Continuada) não dá direito ao 13º porque não é um salário, mas sim um benefício assistencial.

Pagamento do 13º salário do INSS

Seguindo a lei atual, sem antecipação o 13º salário do INSS será pago nos meses de agosto e novembro. Os valores serão depositados junto com o salário comum, por isso seguem o mesmo calendário. Dois dias antes do início do cronograma de cada meses será possível consultar os valores pelo “Extrato de pagamentos”.

1ª parcela – em agosto

Até 1 salário mínimo
Número final do benefício Data de liberação
1 26/08
2 27/08
3 28/08
4 29/08
5 30/08
6 02/09
7 03/09
8 04/09
9 05/09
0 06/09

Acima de 1 salário mínimo
Número final do benefício Data de liberação
1 e 6 02/09
2 e 7 03/09
3 e 8 04/09
4 e 9 05/09
5 e 0 06/09

2ª parcela – novembro

Até 1 salário mínimo
Número final do benefício Data de liberação
1 25/11
2 26/11
3 27/11
4 28/11
5 29/11
6 02/12
7 03/12
8 04/12
9 05/12
0 06/12
Acima de 1 salário mínimo
Número final do benefício Data de liberação
1 e 6 02/12
2 e 7 03/12
3 e 8 04/12
4 e 9 05/12
5 e 0 06/12

FONTE FDR

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.