INSS libera grande fortuna para Aposentados – Veja como receber

Aprenda tudo sobre como receber atrasados do INSS e outras informações relacionadas as ações na Justiça contra o INSS. Confira!

É inegável que, a grande maioria dos aposentados no Brasil recebem, em média, um salário mínimo. Esses valor por sua vez, não costuma ser o suficiente para pagar com alimentação, moradia, vestuário e principalmente cuidados com a saúde. Daí, a necessidade de entender como receber atrasados do INSS.

Então, veja a seguir as principais informações sobre como receber atrasados do INSS. Confira!

Entenda sobre como receber atrasados do INSS

Veja as principais informações sobre como receber atrasados do INSS e entre agora mesmo com uma revisão.  (Fonte: Edição / Jornal JF).
Veja as principais informações sobre como receber atrasados do INSS e entre agora mesmo com uma revisão. (Fonte: Edição / Jornal JF).

Existem muitos segurados que estão recebendo aposentadoria, pensão ou outro benefício da Previdência Social, no entanto, não estão concordando com os valores que estão recebendo. Inclusive, a maioria deles, chegam a precisar desses valores para a própria sobrevivência.

Em razão disso, entram através da via administrativa ou Judicial contra o INSS para pedir a revisão do seu benefício, ou seja, para solicitar que o instituto faça uma nova análise na aposentadoria, pensão ou outro benefício e ver se os valores estão sendo pagos de forma correta.

Em suma, é a partir daí, que aqueles que vencem na Justiça contra o INSS, passam a ter direito dos valores retroativos, também chamados de atrasados, e o INSS passa a se tornar devedor desses segurados.

E quando vou começar a receber os valores atrasados do INSS?

De forma resumida, o recebimento dos valores retroativos vai depende da forma em que o pedido foi feito, se pela forma administrativa ou Judicial. Em vista disso, se for pela primeira hipótese, você receberá uma carta de concessão na sua residência.

E assim, se todas as informações estiverem corretas e você concordar com o valor do benefício, desde o primeiro pagamento, receberá os valores retroativos. No entanto, se não concordar, também não está obrigado a aceitar.

Em contrapartida, pela forma Judicial, os valores para os aposentados serão pagos como Requisições de Pequeno Valor ou Precatórios. De um lado, as Requisições são de ações até 60 salários mínimos. De outro, os Precatórios são as ações acima deste valor.

No entanto, em se tratando de uma ação na Justiça, a partir da concessão do benefício, o processo será encaminhado para um Contador Judicial realizar os cálculos e apresentar os valores que o INSS deve realizar aos segurados que venceram a ação. E assim, a partir da homologação do Juiz, o direito será concedido.

Entenda como consultar atrasados do INSS

Nos últimos meses, mais de R$ 2,3 bilhões de valores retroativos foram liberados pelo Conselho da Justiça Federal (CJF) aos dependentes que venceram ações de concessão e revisão de aposentadorias, pensões ou auxílios contra o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Nesse sentido, agora que você já entendeu sobre como receber atrasados do INSS, para consultar os valores devidos no TRF da sua região, veja abaixo. Assim, confira.

TRF 1ª Região (sede no DF, com jurisdição no DF, MG, GO, TO, MT, BA, PI, MA, PA, AM, AC, RR, RO e AP)
Previdenciárias/Assistenciais: R$ 636.745.239,81 (30.737 processos, com 35.870 beneficiários) 

TRF da 2ª Região (sede no RJ, com jurisdição no RJ e ES)
Previdenciárias/Assistenciais: R$ 147.385.947,79 (6.636 processos, com 9.099 beneficiários)

TRF da 3ª Região (sede em SP, com jurisdição em SP e MS)
Previdenciárias/Assistenciais: R$ 250.475.612,98 (8.410 processos, com 10.413 beneficiários)  

TRF da 4ª Região (sede no RS, com jurisdição no RS, PR e SC) Previdenciárias/Assistenciais: R$ 384.329.155,63 (20.248 processos, com 26.760 beneficiários)

TRF da 5ª Região (sede em PE, com jurisdição em PE, CE, AL, SE, RN e PB)Previdenciárias/Assistenciais: R$ 247.136.314,05 (13.004 processos, com 21.583 beneficiários)

Em suma, depois de tudo isso, agora que você já entendeu sobre como receber atrasados do INSS, ficou fácil solicitar os valores da sua ação ganha contra o INSS. Todavia, lembre-se de entrar em contato com um Especialista de Direito Previdenciário. Assim, para mais informações, continue no Jornal JF.

FONTE JORNAL JF

INSS libera grande fortuna para Aposentados – Veja como receber

Aprenda tudo sobre como receber atrasados do INSS e outras informações relacionadas as ações na Justiça contra o INSS. Confira!

É inegável que, a grande maioria dos aposentados no Brasil recebem, em média, um salário mínimo. Esses valor por sua vez, não costuma ser o suficiente para pagar com alimentação, moradia, vestuário e principalmente cuidados com a saúde. Daí, a necessidade de entender como receber atrasados do INSS.

Então, veja a seguir as principais informações sobre como receber atrasados do INSS. Confira!

Entenda sobre como receber atrasados do INSS

Veja as principais informações sobre como receber atrasados do INSS e entre agora mesmo com uma revisão.  (Fonte: Edição / Jornal JF).
Veja as principais informações sobre como receber atrasados do INSS e entre agora mesmo com uma revisão. (Fonte: Edição / Jornal JF).

Existem muitos segurados que estão recebendo aposentadoria, pensão ou outro benefício da Previdência Social, no entanto, não estão concordando com os valores que estão recebendo. Inclusive, a maioria deles, chegam a precisar desses valores para a própria sobrevivência.

Em razão disso, entram através da via administrativa ou Judicial contra o INSS para pedir a revisão do seu benefício, ou seja, para solicitar que o instituto faça uma nova análise na aposentadoria, pensão ou outro benefício e ver se os valores estão sendo pagos de forma correta.

Em suma, é a partir daí, que aqueles que vencem na Justiça contra o INSS, passam a ter direito dos valores retroativos, também chamados de atrasados, e o INSS passa a se tornar devedor desses segurados.

E quando vou começar a receber os valores atrasados do INSS?

De forma resumida, o recebimento dos valores retroativos vai depende da forma em que o pedido foi feito, se pela forma administrativa ou Judicial. Em vista disso, se for pela primeira hipótese, você receberá uma carta de concessão na sua residência.

E assim, se todas as informações estiverem corretas e você concordar com o valor do benefício, desde o primeiro pagamento, receberá os valores retroativos. No entanto, se não concordar, também não está obrigado a aceitar.

Em contrapartida, pela forma Judicial, os valores para os aposentados serão pagos como Requisições de Pequeno Valor ou Precatórios. De um lado, as Requisições são de ações até 60 salários mínimos. De outro, os Precatórios são as ações acima deste valor.

No entanto, em se tratando de uma ação na Justiça, a partir da concessão do benefício, o processo será encaminhado para um Contador Judicial realizar os cálculos e apresentar os valores que o INSS deve realizar aos segurados que venceram a ação. E assim, a partir da homologação do Juiz, o direito será concedido.

Entenda como consultar atrasados do INSS

Nos últimos meses, mais de R$ 2,3 bilhões de valores retroativos foram liberados pelo Conselho da Justiça Federal (CJF) aos dependentes que venceram ações de concessão e revisão de aposentadorias, pensões ou auxílios contra o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Nesse sentido, agora que você já entendeu sobre como receber atrasados do INSS, para consultar os valores devidos no TRF da sua região, veja abaixo. Assim, confira.

TRF 1ª Região (sede no DF, com jurisdição no DF, MG, GO, TO, MT, BA, PI, MA, PA, AM, AC, RR, RO e AP)
Previdenciárias/Assistenciais: R$ 636.745.239,81 (30.737 processos, com 35.870 beneficiários) 

TRF da 2ª Região (sede no RJ, com jurisdição no RJ e ES)
Previdenciárias/Assistenciais: R$ 147.385.947,79 (6.636 processos, com 9.099 beneficiários)

TRF da 3ª Região (sede em SP, com jurisdição em SP e MS)
Previdenciárias/Assistenciais: R$ 250.475.612,98 (8.410 processos, com 10.413 beneficiários)  

TRF da 4ª Região (sede no RS, com jurisdição no RS, PR e SC) Previdenciárias/Assistenciais: R$ 384.329.155,63 (20.248 processos, com 26.760 beneficiários)

TRF da 5ª Região (sede em PE, com jurisdição em PE, CE, AL, SE, RN e PB)Previdenciárias/Assistenciais: R$ 247.136.314,05 (13.004 processos, com 21.583 beneficiários)

Em suma, depois de tudo isso, agora que você já entendeu sobre como receber atrasados do INSS, ficou fácil solicitar os valores da sua ação ganha contra o INSS. Todavia, lembre-se de entrar em contato com um Especialista de Direito Previdenciário. Assim, para mais informações, continue no Jornal JF.

FONTE JORNAL JF

Esta é a moeda mais valiosa do mundo e custa uma FORTUNA!

Confira quanto a moeda mais valiosa de todo o mundo está valendo, atualmente.

Com toda certeza, você já deve ter se deparado com vídeos em diversas redes sociais falando sobre os valores de moedas raras e que são bem disputadas. Esse hobby se chama numismática, que é a arte de colecionar moedas e notas antigas, que podem valer uma bolada.

Recentemente, no Brasil, houve relatos de que uma simples moeda de R$ 1 das Olimpíadas de 2016 poderia valer incríveis R$ 20 mil para os colecionadores. Mas você sabia que existe uma moeda ainda mais valiosa? É isso mesmo, ela vale uma verdadeira fortuna e deixa quem mexe com numismática completamente abismado com sua beleza.

Afinal, que moeda é essa?

A moeda mais valiosa do mundo vem dos Estados Unidos e foi leiloada há cerca de dois anos. Esta moeda, feita de ouro e com uma idade aproximada de 90 anos, atingiu um preço impressionante durante a venda em Nova York, em junho de 2021: cerca de US$ 18,87 milhões, o que equivale a cerca de R$ 94 milhões na época do lance.

Veja como ela é:

Fonte: Angela Weiss / AFP

Esse valor estabeleceu um recorde, superando em quase cinco milhões o máximo estimado, como relatou a AFP, na ocasião.

Para você ter ideia do quanto de dinheiro é, com os R$ 94 milhões obtidos com a venda dessa moeda, seria possível adquirir 313 sedãs elétricos Seal, veículos de luxo da BYD com porte médio-grande, equipados com itens de luxo.

Cada unidade desses automóveis custa pouco menos de R$ 300 mil. E, detalhe, tá? Você conseguiria comprar essa quantidade de carros e ainda teria um bom valor ainda sobrando. Deu pra ter uma dimensão do quão grande é o valor que a moeda foi arrematada, né?

Essa moeda notável faz parte da última série de moedas de ouro conhecida como Double Eagle, emitida pela Casa da Moeda dos Estados Unidos, uma entidade vinculada ao Tesouro americano. Ou seja, ela é realmente muito valiosa, por todo seu peso, não contando apenas por quanto foi arrematada.

Na época, essa peça conquistou o título de moeda mais valiosa do mundo, superando o dólar de prata Flowing Hair de 1794, que havia sido vendido por 10 milhões de dólares em 2013 (equivalente a R$ 49,8 milhões na cotação atual).

FONTE CAPITALIST

Esta é a moeda mais valiosa do mundo e custa uma FORTUNA!

Confira quanto a moeda mais valiosa de todo o mundo está valendo, atualmente.

Com toda certeza, você já deve ter se deparado com vídeos em diversas redes sociais falando sobre os valores de moedas raras e que são bem disputadas. Esse hobby se chama numismática, que é a arte de colecionar moedas e notas antigas, que podem valer uma bolada.

Recentemente, no Brasil, houve relatos de que uma simples moeda de R$ 1 das Olimpíadas de 2016 poderia valer incríveis R$ 20 mil para os colecionadores. Mas você sabia que existe uma moeda ainda mais valiosa? É isso mesmo, ela vale uma verdadeira fortuna e deixa quem mexe com numismática completamente abismado com sua beleza.

Afinal, que moeda é essa?

A moeda mais valiosa do mundo vem dos Estados Unidos e foi leiloada há cerca de dois anos. Esta moeda, feita de ouro e com uma idade aproximada de 90 anos, atingiu um preço impressionante durante a venda em Nova York, em junho de 2021: cerca de US$ 18,87 milhões, o que equivale a cerca de R$ 94 milhões na época do lance.

Veja como ela é:

Fonte: Angela Weiss / AFP

Esse valor estabeleceu um recorde, superando em quase cinco milhões o máximo estimado, como relatou a AFP, na ocasião.

Para você ter ideia do quanto de dinheiro é, com os R$ 94 milhões obtidos com a venda dessa moeda, seria possível adquirir 313 sedãs elétricos Seal, veículos de luxo da BYD com porte médio-grande, equipados com itens de luxo.

Cada unidade desses automóveis custa pouco menos de R$ 300 mil. E, detalhe, tá? Você conseguiria comprar essa quantidade de carros e ainda teria um bom valor ainda sobrando. Deu pra ter uma dimensão do quão grande é o valor que a moeda foi arrematada, né?

Essa moeda notável faz parte da última série de moedas de ouro conhecida como Double Eagle, emitida pela Casa da Moeda dos Estados Unidos, uma entidade vinculada ao Tesouro americano. Ou seja, ela é realmente muito valiosa, por todo seu peso, não contando apenas por quanto foi arrematada.

Na época, essa peça conquistou o título de moeda mais valiosa do mundo, superando o dólar de prata Flowing Hair de 1794, que havia sido vendido por 10 milhões de dólares em 2013 (equivalente a R$ 49,8 milhões na cotação atual).

FONTE CAPITALIST

Descubra por que esta moeda de R$ 1 pode valer uma verdadeira fortuna

A Rádio Itatiaia destacou que uma moeda de R$ 1 das Paralimpíadas 2016 poderia valer até R$ 100 mil para os entusiastas.

As moedas, ao longo do tempo, conseguiram ser não apenas instrumentos de troca, mas objetos de desejo para colecionadores. Algumas delas, mesmo apresentando defeitos de fabricação, alcançam valores astronômicos em leilões e vendas particulares.

Esses erros, como imagens invertidas, cortes imprecisos ou carimbos duplos, tornam a moeda rara e, consequentemente, valiosa.

Para os numismatas, pessoas que colecionam moedas, a singularidade dessas falhas é fascinante, transformando itens defeituosos em verdadeiros tesouros. Assim, o que poderia ser visto como um simples erro de cunhagem acaba por se tornar uma peça-chave na história numismática e na paixão de muitos colecionadores.

Mas, as moedas que apresentam defeito não são as únicas peças valiosas, pois durante as Olimpíadas e Paralimpíadas, também são altamente valorizadas. Essas moedas, foram criadas em edições limitadas, celebram o espírito esportivo e a união global que os eventos representam.

Além de apresentarem designs únicos e artísticos, muitas vezes trazem detalhes sobre os jogos, os esportes ou os símbolos da cidade-sede.

Conheça a moeda que vale até R$ 100 mil

Imagem: Banco Central/Reprodução

No último dia 17 de agosto, a Rádio Itatiaia Juiz de Fora teve como convidado o famoso colecionador de moedas Roberto Alves de Souza. Durante a participação dele na rádio, Roberto abordou diversos assuntos fascinantes sobre o universo numismático.

Um dos destaques foi a moeda comemorativa de R$ 1, lançada para comemorar as Paralimpíadas de 2016. Roberto garantiu que este exemplar, pela sua raridade e significado, pode ser avaliado entre R$ 20 mil e R$ 100 mil.

A divulgação dessa informação causou alvoroço e muitos ouvintes entraram em contato, afirmando possuir tal moeda ou conhecer alguém que a tenha.

Essa peça distinta pesa 7g, mede 27 mm de diâmetro, tem uma borda característica e foi cunhada pelo método tradicional. Atualmente, o Banco Central estima que existem 13.500 moedas ainda em circulação.

Contudo, é importante lembrar que, originalmente, foram feitas cerca de 20 milhões. Segundo o colecionador, as moedas que contêm os mascotes daquela época atualmente também são consideradas valiosas.

FONTE MULTIVERSO DA NOTÍCIA

Descubra por que esta moeda de R$ 1 pode valer uma verdadeira fortuna

A Rádio Itatiaia destacou que uma moeda de R$ 1 das Paralimpíadas 2016 poderia valer até R$ 100 mil para os entusiastas.

As moedas, ao longo do tempo, conseguiram ser não apenas instrumentos de troca, mas objetos de desejo para colecionadores. Algumas delas, mesmo apresentando defeitos de fabricação, alcançam valores astronômicos em leilões e vendas particulares.

Esses erros, como imagens invertidas, cortes imprecisos ou carimbos duplos, tornam a moeda rara e, consequentemente, valiosa.

Para os numismatas, pessoas que colecionam moedas, a singularidade dessas falhas é fascinante, transformando itens defeituosos em verdadeiros tesouros. Assim, o que poderia ser visto como um simples erro de cunhagem acaba por se tornar uma peça-chave na história numismática e na paixão de muitos colecionadores.

Mas, as moedas que apresentam defeito não são as únicas peças valiosas, pois durante as Olimpíadas e Paralimpíadas, também são altamente valorizadas. Essas moedas, foram criadas em edições limitadas, celebram o espírito esportivo e a união global que os eventos representam.

Além de apresentarem designs únicos e artísticos, muitas vezes trazem detalhes sobre os jogos, os esportes ou os símbolos da cidade-sede.

Conheça a moeda que vale até R$ 100 mil

Imagem: Banco Central/Reprodução

No último dia 17 de agosto, a Rádio Itatiaia Juiz de Fora teve como convidado o famoso colecionador de moedas Roberto Alves de Souza. Durante a participação dele na rádio, Roberto abordou diversos assuntos fascinantes sobre o universo numismático.

Um dos destaques foi a moeda comemorativa de R$ 1, lançada para comemorar as Paralimpíadas de 2016. Roberto garantiu que este exemplar, pela sua raridade e significado, pode ser avaliado entre R$ 20 mil e R$ 100 mil.

A divulgação dessa informação causou alvoroço e muitos ouvintes entraram em contato, afirmando possuir tal moeda ou conhecer alguém que a tenha.

Essa peça distinta pesa 7g, mede 27 mm de diâmetro, tem uma borda característica e foi cunhada pelo método tradicional. Atualmente, o Banco Central estima que existem 13.500 moedas ainda em circulação.

Contudo, é importante lembrar que, originalmente, foram feitas cerca de 20 milhões. Segundo o colecionador, as moedas que contêm os mascotes daquela época atualmente também são consideradas valiosas.

FONTE MULTIVERSO DA NOTÍCIA

Você pode estar rico e não sabe: 5 moedas do Real avaliadas em até R$ 1.500

Você sabia que algumas moedas do seu cofrinho podem valer um bom dinheiro? Descubra se você tem alguma das mais valiosas e faça dinheiro agora mesmo!

Encontrar dinheiro extra em lugares inusitados é sempre uma surpresa bem-vinda, mas e se esse dinheiro estiver justamente nas moedas que você tem guardadas?

O Plano Real, implementado em 1994, trouxe estabilidade econômica ao Brasil e, com ele, vieram as moedas que usamos no nosso dia a dia. No entanto, você sabia que algumas delas podem valer um bom dinheiro?

Moedas que valem muito: veja se você tem alguma delas!

Se você é daqueles que costumam acumular moedas no fundo da gaveta ou no porta-moedas do carro, é bom ficar atento, pois algumas delas podem valer até R$ 1.500 para colecionadores e entusiastas numismáticos.

Conheça, a seguir, algumas dessas preciosidades e verifique se você tem alguma em casa!

R$ 1 comemorativo – 1998

Essa moeda de R$ 1,00, que tem chamado a atenção de colecionadores, foi lançada em 1998 para comemorar o cinquentenário da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Ela pode valer entre R$ 200 e R$ 300.

R$ 0,10 – 1995

Essa moeda de 10 centavos de 1995 também se destaca no mercado de colecionadores. Ela foi feita em homenagem à Food and Agriculture Organization (FAO) e pode valer entre R$ 60 e R$ 85.

R$ 0,50 – 2012

Em 2012, uma tiragem da moeda de 5 centavos saiu com defeito, indo a público no formato da moeda de 50 centavos. A Casa da Moeda tentou recolher os exemplares danificados, mas aqueles que resistiram se tornaram muito valiosos e procurados por colecionadores. Ela pode ser vendida por até R$ 1.500.

R$ 1 – 2012 – bandeira olímpica

Essa moeda de 1 real foi criada nas Olimpíadas de 2012 em Londres em comemoração à entrega da bandeira olímpica ao Brasil. Ela pode valer de R$ 90 a R$ 120.

Antes de sair correndo para conferir seu cofrinho, é importante lembrar que o valor de uma moeda para colecionadores depende de diversos fatores, como estado de conservação, raridade, demanda e outros detalhes específicos.

Se você acha que pode ter alguma dessas preciosidades, é recomendável procurar por uma avaliação de algum especialista ou numismata.

FONTE CAPITALIST

Você pode estar rico e não sabe: 5 moedas do Real avaliadas em até R$ 1.500

Você sabia que algumas moedas do seu cofrinho podem valer um bom dinheiro? Descubra se você tem alguma das mais valiosas e faça dinheiro agora mesmo!

Encontrar dinheiro extra em lugares inusitados é sempre uma surpresa bem-vinda, mas e se esse dinheiro estiver justamente nas moedas que você tem guardadas?

O Plano Real, implementado em 1994, trouxe estabilidade econômica ao Brasil e, com ele, vieram as moedas que usamos no nosso dia a dia. No entanto, você sabia que algumas delas podem valer um bom dinheiro?

Moedas que valem muito: veja se você tem alguma delas!

Se você é daqueles que costumam acumular moedas no fundo da gaveta ou no porta-moedas do carro, é bom ficar atento, pois algumas delas podem valer até R$ 1.500 para colecionadores e entusiastas numismáticos.

Conheça, a seguir, algumas dessas preciosidades e verifique se você tem alguma em casa!

R$ 1 comemorativo – 1998

Essa moeda de R$ 1,00, que tem chamado a atenção de colecionadores, foi lançada em 1998 para comemorar o cinquentenário da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Ela pode valer entre R$ 200 e R$ 300.

R$ 0,10 – 1995

Essa moeda de 10 centavos de 1995 também se destaca no mercado de colecionadores. Ela foi feita em homenagem à Food and Agriculture Organization (FAO) e pode valer entre R$ 60 e R$ 85.

R$ 0,50 – 2012

Em 2012, uma tiragem da moeda de 5 centavos saiu com defeito, indo a público no formato da moeda de 50 centavos. A Casa da Moeda tentou recolher os exemplares danificados, mas aqueles que resistiram se tornaram muito valiosos e procurados por colecionadores. Ela pode ser vendida por até R$ 1.500.

R$ 1 – 2012 – bandeira olímpica

Essa moeda de 1 real foi criada nas Olimpíadas de 2012 em Londres em comemoração à entrega da bandeira olímpica ao Brasil. Ela pode valer de R$ 90 a R$ 120.

Antes de sair correndo para conferir seu cofrinho, é importante lembrar que o valor de uma moeda para colecionadores depende de diversos fatores, como estado de conservação, raridade, demanda e outros detalhes específicos.

Se você acha que pode ter alguma dessas preciosidades, é recomendável procurar por uma avaliação de algum especialista ou numismata.

FONTE CAPITALIST

Medalha de lucro! Descubra moedas olímpicas valendo uma fortuna

Descubra o valor oculto das moedas olímpicas com defeitos de fabricação, podendo chegar a até R$ 720! Além disso, saiba como moedas antigas do Brasil podem valer até R$ 2.700.

Para os entusiastas da numismática, o valor de uma moeda vai muito além do que está impresso em seu metal. A aura sentimental que envolve esses pequenos pedaços de história é inestimável.

Contudo, há casos em que esses objetos transcendem o aspecto afetivo e podem valer muito mais do que se imagina, especialmente quando erros de fabricação entram em jogo. Entre eles, um exemplo notável é a moeda das Olimpíadas do Rio de 2016, dedicada à natação.

Foto: @numismaticajf/Reprodução

De acordo com o perfil Numismaticajf, no TikTok, essa moeda pode ser muito mais valiosa do que aparenta, desde que apresente um erro de fabricação conhecido como “núcleo deslocado”.

https://www.tiktok.com/embed/@numismaticajf?lang=pt-BR&referrer=https%3A%2F%2Ftexting.com.br%2Fdash%2Ftextos%2Fpre_revisao%2F9421

Esse percalço na confecção pode impulsionar o valor da moeda para cerca de R$ 720 no mercado de colecionadores. No entanto, é importante que a moeda exiba esse defeito específico para alcançar tal valorização.

Além da moeda de natação, outras moedas olímpicas também podem atingir a cotação de R$ 720 caso apresentem o mesmo defeito de núcleo deslocado. Entre elas estão as dedicadas ao basquete, boxe, golfe, rugby e ao mascote Vinícius, personagem icônico das Olimpíadas do Rio de 2016.

Foto: @numismaticajf/Reprodução

Entretanto, a história numismática brasileira vai muito além das moedas olímpicas. Antes da introdução do Real, o Brasil passou por diversas formas de sistema monetário, incluindo o Réis, utilizado desde o período colonial até 1942.

Embora seja comum pessoas que possuam moedas antigas guardadas, muitas delas desconhecem que algumas podem ter um valor monetário considerável.

Por exemplo, a moeda de 2 mil réis de prata do Centenário da Independência de 1922 é um tesouro procurado por colecionadores. Com diferentes percentuais de prata, seu valor varia conforme seu estado de conservação. No entanto, a verdadeira joia dessa era está na moeda de 500 réis.

Para atingir seu status de raridade, é necessário que ela exiba erros em sua fabricação, como reverso horizontal ou até mesmo a grafia incorreta da palavra ‘Brasil’. Tais falhas podem elevar seu valor para até incríveis R$ 2.700, transformando esses pedaços de metal em verdadeiras relíquias.

Assim, as moedas, mais do que meros objetos de troca, tornam-se janelas para a história e para o valor intrínseco que a imperfeição, por vezes, pode conferir. Colecionadores, numismatas e curiosos encontram em cada moeda uma história a ser desvendada, e em cada erro uma oportunidade de apreciar o inesperado.

FONTE CAPITALIST

Medalha de lucro! Descubra moedas olímpicas valendo uma fortuna

Descubra o valor oculto das moedas olímpicas com defeitos de fabricação, podendo chegar a até R$ 720! Além disso, saiba como moedas antigas do Brasil podem valer até R$ 2.700.

Para os entusiastas da numismática, o valor de uma moeda vai muito além do que está impresso em seu metal. A aura sentimental que envolve esses pequenos pedaços de história é inestimável.

Contudo, há casos em que esses objetos transcendem o aspecto afetivo e podem valer muito mais do que se imagina, especialmente quando erros de fabricação entram em jogo. Entre eles, um exemplo notável é a moeda das Olimpíadas do Rio de 2016, dedicada à natação.

Foto: @numismaticajf/Reprodução

De acordo com o perfil Numismaticajf, no TikTok, essa moeda pode ser muito mais valiosa do que aparenta, desde que apresente um erro de fabricação conhecido como “núcleo deslocado”.

https://www.tiktok.com/embed/@numismaticajf?lang=pt-BR&referrer=https%3A%2F%2Ftexting.com.br%2Fdash%2Ftextos%2Fpre_revisao%2F9421

Esse percalço na confecção pode impulsionar o valor da moeda para cerca de R$ 720 no mercado de colecionadores. No entanto, é importante que a moeda exiba esse defeito específico para alcançar tal valorização.

Além da moeda de natação, outras moedas olímpicas também podem atingir a cotação de R$ 720 caso apresentem o mesmo defeito de núcleo deslocado. Entre elas estão as dedicadas ao basquete, boxe, golfe, rugby e ao mascote Vinícius, personagem icônico das Olimpíadas do Rio de 2016.

Foto: @numismaticajf/Reprodução

Entretanto, a história numismática brasileira vai muito além das moedas olímpicas. Antes da introdução do Real, o Brasil passou por diversas formas de sistema monetário, incluindo o Réis, utilizado desde o período colonial até 1942.

Embora seja comum pessoas que possuam moedas antigas guardadas, muitas delas desconhecem que algumas podem ter um valor monetário considerável.

Por exemplo, a moeda de 2 mil réis de prata do Centenário da Independência de 1922 é um tesouro procurado por colecionadores. Com diferentes percentuais de prata, seu valor varia conforme seu estado de conservação. No entanto, a verdadeira joia dessa era está na moeda de 500 réis.

Para atingir seu status de raridade, é necessário que ela exiba erros em sua fabricação, como reverso horizontal ou até mesmo a grafia incorreta da palavra ‘Brasil’. Tais falhas podem elevar seu valor para até incríveis R$ 2.700, transformando esses pedaços de metal em verdadeiras relíquias.

Assim, as moedas, mais do que meros objetos de troca, tornam-se janelas para a história e para o valor intrínseco que a imperfeição, por vezes, pode conferir. Colecionadores, numismatas e curiosos encontram em cada moeda uma história a ser desvendada, e em cada erro uma oportunidade de apreciar o inesperado.

FONTE CAPITALIST

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.