Igreja Batista Betel Nacional promove Bodas de Pérola: 30 Anos, 1994 a 2024

Igreja se emancipou em 2006.

Igreja Batista Betel Nacional Belo Vale inaugurou sua sede própria, à Rua Tapajós, em 18/06/2018.

A Igreja Batista Betel Nacional Belo Vale, em sua grande missão de anunciar o “Evangelho de Jesus Cristo; sua Palavra e sua Obra Salvífica” deu abertura ao seu Jubileu de Pérola na noite de 18/02, com o Culto ao Louvor e Gratidão ao Senhor, com participação da Ministra da Palavra Pastora Tarcya Keyler, da Igreja Batista Hebrom.

A Evangelização da Igreja Betel deu início em Belo Vale, em 1994. Os idealizadores Léo Fernandes e Antônio Moura, junto a um grupo de evangélicos se uniram para conquistar um segmento Batista na cidade. A Igreja Batista Betel do bairro Flamengo, Contagem assumiu o desafio. O primeiro culto aconteceu em 19/02/1994, ministrado pelo Pastor Clébio Torres, na casa dos irmãos Cassimiro e Dalva.

Segundo o Pastor Antônio Moura, entre os anos de 1994 a 2002 a liderança local esteve sob sua responsabilidade, bem como, dos evangelistas Dalva de Oliveira e Nilton Neves. A partir de 2002, sua experiência em consagração eclesiástica levou-o à função de Pastor Auxiliar. Em 2005, Antônio se consagrou ao Ministério Pastoral Batista.  Após 12 anos sob a profícua liderança do Pr. Clébio Torres, a Congregação se emancipou e ganhou independência como Igreja, sem vínculos administrativos com Contagem, em 2006.

A Igreja que é mantenedora da Associação Evangélica de Belo Vale funcionou no bairro Niterói. Em seguida, permaneceu vários anos na Avenida Paiva Lopes, centro. Em 18/06/2018, inaugurou sua sede própria à Rua Tapajós, 67, Vila Carijós, utilizando-se de recursos exclusivos da Igreja. Nesse endereço, está celebrando seu Jubileu de 30 anos.

Programação do Jubileu

A programação continua no dia 21, quarta-feira, com o teólogo e cancioneiro Vitor Quevedo e, se encerrará em 25 de fevereiro com o Pastor Juraci Miranda, sempre às 19 horas.

Lembrança no coração da Igreja

O Pastor Eder Luiz Moreira nasceu em 1982; aos 10 anos, chegou com sua mãe Beatriz para o meio cristão evangélico. Em 1994, iniciou os trabalhos pela Igreja Batista Betel de Contagem. Em 2005, casou-se com Ariana Vieira Dias, com quem foi pai de Ana Clara e Daniel Luiz. Em 2010, assumiu a função de Pastor Auxiliar local. Foi ordenado Pastor da Ordem dos Ministros Batistas Nacionais (ORMIBAN-MG), em concílio formado por diversos pastores e líderes, em 28/03/2015. Pastor Eder voltou para o lar Celestial em 14/07/2021.

Antônio Moura, uma missão de evangelista

Antônio Moura nasceu em 1964; filho de Sebastião Ferreira de Moura e Maria da Fé Fernandes Malta Moura. Casado com a professora Cátia de Oliveira Souza e Moura, pais de Lucas e Clara.

O Pastor Antônio Moura, Bacharel em Teologia, é pós-graduado em Ensino Religioso e Ciências da Religião pela Faculdade Batista de Minas Gerais. Filiado à Ordem dos Ministros Batistas Nacionais (ORMIBAN), atuou como membro de alguns Conselhos na entidade. A ORMIBAN Central em Minas Gerais, presidida pelo Pr. Wellington Santos, congrega, aproximadamente, 424 pastores. No presente, Pastor Antônio Moura assume o 1º Vice-Presidente da Ordem. Uma vida, uma história de luz, uma missão dedicada à evangelização em sua cidade.

Nestes 30 anos, batismos, apresentações de crianças, casamentos, celebrações de bodas, seminários, eventos e muitas outras atividades foram realizadas, sempre com o objetivo de “espalhar a boa Semente” e unir os congregados e a comunidade cristã.

 Pastor Antônio Geraldo Malta de Moura é, também, redator do Informativo Batista, com publicação mensal.   

Tarcísio Martins, jornalista.

Gerdau comemora junto com a comunidade de Miguel Burnier os 90 anos da Igreja Sagrado Coração de Jesus

Projeto de valorização da cultura e memória local traz melhorias para monumento histórico

A Gerdau, maior empresa brasileira produtora de aço,  comemorou, no último domingo (4/2), com a comunidade de Miguel Burnier os 90 anos da Igreja Sagrado Coração de Jesus. Uma missa reuniu moradores, autoridades municipais e visitantes da região para celebrar a data, que foi marcada por muita emoção. A celebração foi feita pelo Padre Mário Marcelo, da Arquidiocese de Mariana, que destacou a importância da igreja na região e na história de Minas Gerais.

Com operação na comunidade, a Gerdau tem realizado diversas ações para valorizar e incentivar a cultura local. A igreja, um monumento de beleza histórica, é destaque dentro do projeto Patrimônio Vivo.

Em setembro do ano passado, foi entregue a primeira fase do projeto, que está norteado pela Igreja Sagrado Coração de Jesus. Ao todo, serão investidos R$ 15 milhões em ações de revitalização e manutenção do patrimônio cultural, beneficiando a comunidade e incentivando o turismo da região, criando novas oportunidades de geração de emprego e renda. A segunda fase do projeto já inicia neste mês, o que inclui a restauração da igreja de Miguel Burnier.

Um grande projeto de paisagismo já foi realizado no local, ressaltando a beleza histórica, respeitando as características já existentes e a história afetiva da comunidade. Todo o projeto de revitalização foi desenvolvido junto com os moradores da comunidade. Nesta primeira etapa, foram plantadas diversas árvores e mudas de flores. Um grande destaque foi o cipreste, espécie indicada pela comunidade, que exala um cheiro que resgata diversas memórias locais. Além disso, a primeira etapa contemplou a instalação de pedras de quartzito no chão e nos bancos, vias de integração entre os pátios e a igreja, sistemas de irrigação automatizado e de drenagem, além da a pavimentação da rua lateral e a criação de passeios.

Outro grande destaque da primeira fase do Patrimônio Vivo é a pesquisa histórica da igreja. Foi realizado um levantamento cadastral de Bens Móveis e Integrados, que estão na Igreja Sagrado Coração de Jesus. Ao todo são 517 peças que serão catalogadas e estudadas, sendo cerca de 300 itens foram identificados durante o trabalho.

Comunidade celebra restauração de igreja

LAGOA DOURADA-MG – 30 de dezembro de 2023. Inauguração da obra de restauração artística da Igreja do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. A igreja restaurada lindamente foi entregue à comunidade lagoense e teve o seu resplendor recuperado.

Muitos PARABÉNS à Paróquia de Santo Antônio de Lagoa Dourada que esteve à frente dos trabalhos, ao Conselho Municipal de Patrimônio – à Prefeitura, prefeito Ronald Pereira Dutra e à Câmara Municipal, presidente Nélio Lourenço; PARABÉNS às irmandades do Santíssimo Sacramento e do Senhor dos Passos; PARABÉNS à Sociedade Musical Lyra Lagoense (1956) e à Associação Musical Santa Cecília (2006) que abrilhantaram a cerimônia. PARABÉNS ao Padre Adriano Tércio Melo de Oliveira e ao Monsenhor José Hugo de Resende Maia pela liderança. PARABÉNS para os colaboradores que estão mantendo a igreja aberta para a visitação – em especial à Cintia Rodrigues que nos recebeu com tanta atenção. PARABÉNS ao historiador, pesquisador e restaurador Carlos Magno Araújo que executou a restauração com responsabilidade, ética e domínio técnico. MUITOS PARABÉNS para o POVO de Lagoa Dourada que colaborou, acompanhou a obra, apropriou da edificação como bem religioso, arquitetônico, artístico e afetivo. Esse povo é NOTA 10 e merece muitos reconhecimentos e muitos aplausos. A Igreja do Senhor Bom Jesus de Matosinhos está maravilhosa e tudo realizado só foi possível graças à comunidade.

É uma conquista do povo lagoense!!!

FONTE LUIZ CRUZ

Preservação: Igreja histórica e joia do barroco do Brasil será restaurada em Itaverava (MG)

Uma das igreja mais emblemáticas da história de Minas ganha um novo capítulo em sua preservação. Na tarde de ontem (9), momento histórico para o Patrimônio Cultural de Itaverava (MG), foi assinado o contrato de prestação de serviços de restauração dos elementos artísticos e integrados da Capela Mor da Igreja Matriz de Santo Antônio.

A obra será será iniciada ainda neste mês e a previsão das obras é de 7 a 10 meses com investimentos diretos do Governo Municipal em tornod e R$ 490 mil, através do Fundo Municipal do Patrimônio Cultural. O contrato foi assinado pelo Prefeito Municipal, José Flaviano Pinto, Secretária Municipal de Cultura ,Valdirene das Graças Rocha Lana, Neyla Bello, colabora da Empresa Ânima, Giovane, representando a Paróquia de Itaverava e Mila Ribeiro, presidente do Conselho Municipal de Patrimônio. “É um grande avanço para a preservação e conservação de um dos mais importantes patrimônios culturais de Itaverava. O imóvel é tombado pelo IPhan e é considerado uma jóia do barroco mineiro no Brasil”, salientou Valdirene

A história

a cidade de Itaverava surgiu em fins do século XVII, quando Manoel de Camargos e sua bandeira chegaram ao local em busca de ouro. Com o passar dos anos, formou-se ali um arraial, onde foi edificada uma capela cujo patrono era Santo Antônio de Lisboa (ou de Pádua). Os registros mais antigos de ofícios religiosos realizados nessa capela são de batismos ocorridos no ano de 1712.

Embora a freguesia de Santo Antonio de Itaverava tenha sido criada em 1726, a construção de uma igreja maior começou somente em 1744, impulsionada pela Irmandade do Santíssimo Sacramento e de Nossa Senhora do Rosário. Porém, essa segunda igreja não durou muito, sendo necessária uma nova reconstrução, que dessa vez seria levada a cabo pelo padre Manuel Ribeiro Taborda – o primeiro vigário colado daquela matriz, e que habitou em um casarão que ainda existe do lado da igreja. Essa terceira edificação ocorreu a partir de 1768.

No interior dessa igreja, existe um grande e harmonioso conjunto decorativo, com alguns traços de barroco joanino e muitas características do rococó. Os retábulos do arco cruzeiro são atribuídos ao português Francisco Vieira Servas, cuja característica marcante se encontra no traçado do coroamento dos dosséis. Já o altar lateral de Nossa Senhora do Rosário é considerado o mais antigo, e teria sido executado entre 1758 e 1761 por João Antunes de Carvalho – consta que esse mesmo artista também arrematou a obra da capela-mor e fez o traçado do retábulo principal. No entanto, por falta de recursos, esse altar só seria entalhado no início do século XIX, por Antônio Alves Roseira, que acabou seguindo um traçado diferente do inicialmente planejado.

Para embelezar ainda mais a igreja, foram realizadas pinturas nos forros da nave e da capela mor, e nesta última, a obra retratando a coroação de Nossa Senhora é atribuída a Manuel da Costa Athaíde. A pintura do forro da nave é de Francisco Xavier Carneiro, natural de Mariana, filho de uma escrava. Após mais de meio século de trabalhos decorativos, a igreja foi finalizada em 1824.

Ao longo do século XIX a igreja passou por uma série de reparos, para evitar desabamentos. No início do século XX, a fachada foi inteiramente modificada, passando a adotar um estilo eclético, que pouco tem a ver com o original da igreja. No entanto, o seu interior permaneceu praticamente intocado, e é um dos mais bem preservados e harmônicos que se pode encontrar em Minas Gerais.

Preservação: Igreja histórica e joia do barroco do Brasil será restaurada em Itaverava (MG)

Uma das igreja mais emblemáticas da história de Minas ganha um novo capítulo em sua preservação. Na tarde de ontem (9), momento histórico para o Patrimônio Cultural de Itaverava (MG), foi assinado o contrato de prestação de serviços de restauração dos elementos artísticos e integrados da Capela Mor da Igreja Matriz de Santo Antônio.

A obra será será iniciada ainda neste mês e a previsão das obras é de 7 a 10 meses com investimentos diretos do Governo Municipal em tornod e R$ 490 mil, através do Fundo Municipal do Patrimônio Cultural. O contrato foi assinado pelo Prefeito Municipal, José Flaviano Pinto, Secretária Municipal de Cultura ,Valdirene das Graças Rocha Lana, Neyla Bello, colabora da Empresa Ânima, Giovane, representando a Paróquia de Itaverava e Mila Ribeiro, presidente do Conselho Municipal de Patrimônio. “É um grande avanço para a preservação e conservação de um dos mais importantes patrimônios culturais de Itaverava. O imóvel é tombado pelo IPhan e é considerado uma jóia do barroco mineiro no Brasil”, salientou Valdirene

A história

a cidade de Itaverava surgiu em fins do século XVII, quando Manoel de Camargos e sua bandeira chegaram ao local em busca de ouro. Com o passar dos anos, formou-se ali um arraial, onde foi edificada uma capela cujo patrono era Santo Antônio de Lisboa (ou de Pádua). Os registros mais antigos de ofícios religiosos realizados nessa capela são de batismos ocorridos no ano de 1712.

Embora a freguesia de Santo Antonio de Itaverava tenha sido criada em 1726, a construção de uma igreja maior começou somente em 1744, impulsionada pela Irmandade do Santíssimo Sacramento e de Nossa Senhora do Rosário. Porém, essa segunda igreja não durou muito, sendo necessária uma nova reconstrução, que dessa vez seria levada a cabo pelo padre Manuel Ribeiro Taborda – o primeiro vigário colado daquela matriz, e que habitou em um casarão que ainda existe do lado da igreja. Essa terceira edificação ocorreu a partir de 1768.

No interior dessa igreja, existe um grande e harmonioso conjunto decorativo, com alguns traços de barroco joanino e muitas características do rococó. Os retábulos do arco cruzeiro são atribuídos ao português Francisco Vieira Servas, cuja característica marcante se encontra no traçado do coroamento dos dosséis. Já o altar lateral de Nossa Senhora do Rosário é considerado o mais antigo, e teria sido executado entre 1758 e 1761 por João Antunes de Carvalho – consta que esse mesmo artista também arrematou a obra da capela-mor e fez o traçado do retábulo principal. No entanto, por falta de recursos, esse altar só seria entalhado no início do século XIX, por Antônio Alves Roseira, que acabou seguindo um traçado diferente do inicialmente planejado.

Para embelezar ainda mais a igreja, foram realizadas pinturas nos forros da nave e da capela mor, e nesta última, a obra retratando a coroação de Nossa Senhora é atribuída a Manuel da Costa Athaíde. A pintura do forro da nave é de Francisco Xavier Carneiro, natural de Mariana, filho de uma escrava. Após mais de meio século de trabalhos decorativos, a igreja foi finalizada em 1824.

Ao longo do século XIX a igreja passou por uma série de reparos, para evitar desabamentos. No início do século XX, a fachada foi inteiramente modificada, passando a adotar um estilo eclético, que pouco tem a ver com o original da igreja. No entanto, o seu interior permaneceu praticamente intocado, e é um dos mais bem preservados e harmônicos que se pode encontrar em Minas Gerais.

Um tesouro colonial preservado na Estrada Real; o encanto de uma capela do século XVIII

A Prefeitura de Belo Vale (MG) está empenhada na preservação e revitalização da Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte, um importante Patrimônio Cultural Material Religioso da região. Estas obras abrangem a revitalização da pintura interna e externa do templo, que já passou por intervenções de restauração estrutural e artística.

A igreja, dedicada a Nossa Senhora da Boa Morte, encontra-se na Comunidade Quilombola de Boa Morte, na Zona Rural de Belo Vale, e foi construída no início do Século XVIII. Sendo tombada como Patrimônio Cultural Material Religioso do município por meio do Decreto Nº 016/2004, com revisão estabelecida pelo Decreto Nº 687/2021.

A preservação deste patrimônio belo-valense e sua devida revitalização e conservação são de grande importância histórica, cultural e arquitetônica para o município de Belo Vale.

Um tesouro colonial preservado na Estrada Real; o encanto de uma capela do século XVIII

A Prefeitura de Belo Vale (MG) está empenhada na preservação e revitalização da Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte, um importante Patrimônio Cultural Material Religioso da região. Estas obras abrangem a revitalização da pintura interna e externa do templo, que já passou por intervenções de restauração estrutural e artística.

A igreja, dedicada a Nossa Senhora da Boa Morte, encontra-se na Comunidade Quilombola de Boa Morte, na Zona Rural de Belo Vale, e foi construída no início do Século XVIII. Sendo tombada como Patrimônio Cultural Material Religioso do município por meio do Decreto Nº 016/2004, com revisão estabelecida pelo Decreto Nº 687/2021.

A preservação deste patrimônio belo-valense e sua devida revitalização e conservação são de grande importância histórica, cultural e arquitetônica para o município de Belo Vale.

Ministra da Cultura em Mariana: Margareth Menezes conhece a Igreja São Francisco de Assis e o Museu

A visita da Ministra da Cultura Margareth Menezes à cidade de Mariana acontece desde a a manhã desta quinta-feira (28). Ela, que representa o governo federal, está na primeira cidade de Minas para inaugurar o Museu Mariana e conferir a entrega da Igreja São Francisco de Assis.

Para receber a ministra de Lula, o prefeito de Ouro Preto Angelo Oswaldo esteve em Mariana. Além dele, os deputados Leleco Pimentel e Andreia de Jesus, ambos do PT, também vieram para a Primaz de Minas.

O Museu está localizado na histórica casa do Conde de Assumar, e tem como premissa contar um pouco da história daquela é a cidade que fundou a cultura, a tradição e o estado de Minas Gerais.

A Igreja, por sua vez, teve sua reforma entregue após anos de restauração, comandado pelo Instituto Pedra. A vultuosa obra contou com recursos de diversas instituições, entre elas a Vale e o BNDES.

A VISITA DA MINISTRA

O atual vice-prefeito de Mariana, Cristiano Vilas Boas, já havia confirmado a visita de Margareth quando assumiu a secretaria de cultura da cidade, em junho.

Contudo, ela deveria vir acompanhada do Presidente Lula. Mas, o chefe de estado precisou fazer uma cirurgia e teve que adiar a sua vinda para Belo Horizonte, em consequência, adiou também a agenda em Ouro Preto e Mariana.

Antes de adentrar as depedências da Igreja São Fracisco de Assis, onde aconteceu a cerimônia, Margareth pôde vizualizar um pouco das belezas da cultura de Mariana. O congado do Quilombo de Santa Efigência se apresentou seguido pela bateria do Recria Vida. Menezes ainda conseguiu ver um carnaval fora de época graças a apresentação do bloco do Zé Pereira da Chácara.

FONTE JORNAL GALILÉ

Ministra da Cultura em Mariana: Margareth Menezes conhece a Igreja São Francisco de Assis e o Museu

A visita da Ministra da Cultura Margareth Menezes à cidade de Mariana acontece desde a a manhã desta quinta-feira (28). Ela, que representa o governo federal, está na primeira cidade de Minas para inaugurar o Museu Mariana e conferir a entrega da Igreja São Francisco de Assis.

Para receber a ministra de Lula, o prefeito de Ouro Preto Angelo Oswaldo esteve em Mariana. Além dele, os deputados Leleco Pimentel e Andreia de Jesus, ambos do PT, também vieram para a Primaz de Minas.

O Museu está localizado na histórica casa do Conde de Assumar, e tem como premissa contar um pouco da história daquela é a cidade que fundou a cultura, a tradição e o estado de Minas Gerais.

A Igreja, por sua vez, teve sua reforma entregue após anos de restauração, comandado pelo Instituto Pedra. A vultuosa obra contou com recursos de diversas instituições, entre elas a Vale e o BNDES.

A VISITA DA MINISTRA

O atual vice-prefeito de Mariana, Cristiano Vilas Boas, já havia confirmado a visita de Margareth quando assumiu a secretaria de cultura da cidade, em junho.

Contudo, ela deveria vir acompanhada do Presidente Lula. Mas, o chefe de estado precisou fazer uma cirurgia e teve que adiar a sua vinda para Belo Horizonte, em consequência, adiou também a agenda em Ouro Preto e Mariana.

Antes de adentrar as depedências da Igreja São Fracisco de Assis, onde aconteceu a cerimônia, Margareth pôde vizualizar um pouco das belezas da cultura de Mariana. O congado do Quilombo de Santa Efigência se apresentou seguido pela bateria do Recria Vida. Menezes ainda conseguiu ver um carnaval fora de época graças a apresentação do bloco do Zé Pereira da Chácara.

FONTE JORNAL GALILÉ

Conheça a igreja que abriga o corpo do adolescente beatificado conhecido como “padroeiro da internet”

A igreja Santa Maria Maggiore, em Assis, é o local onde o corpo de Carlo Acutis, que criou um site de catalogação de milagres, está exposto

Com construção datada do século XII e paredes de pedra, esta igreja viralizou recentemente nas redes sociais, mas não por conta de seus afrescos ou pinturas milenares, e sim por abrigar o corpo de um jovem adolescente conhecido como “padroeiro da internet”. Nascido em Londres e criado em Milão, Carlo Acutis foi responsável pela criação do “Google dos Milagres”: após se tornar católico e devoto da Virgem Maria, o jovem utilizou seu conhecimento em ciência da computação acima da média para criar um site dedicado à catalogação de milagres.

Falecido aos 15 anos, Carlo Acutis foi responsável por criar um site dedicado à catalogação de milagres — Foto: Mondadori Portfolio/Getty Images
O exterior da Igreja Santa Maria Maggiore — Foto: Wikimedia Commons

Em 2006, aos 15 anos, Carlo Acutis faleceu enquanto lutava contra a leucemia e, em 2020, foi beatificado pela Igreja Católica. Desde então, o corpo do “santo blogueiro” está exposto no Santuário do Despojamento, na Igreja Santa Maria Maggiore, localizada na cidade de Assis, na Itália. Em bom estado de conservação, seus restos mortais foram recompostos, mas detalhes do processo não foram oferecidos pelo Vaticano.

O interior da igreja conta com algumas pinturas e afrescos — Foto: Wikimedia Commons

Segundo o Vatican News, Carlo Acutis é o “primeiro beato de calça jeans e tênis”. Sua história chegou até os internautas através de um vídeo feito pela criadora de conteúdo Camilla Lecciolli, que foi publicado no TikTok e já conta com mais de 5,2 milhões de visualizações. Confira:

Carlo Acutis foi beatificado em 2020 — Foto: Vatican Pool/Getty Images

Além disso, o “padroeiro da internet” tem um milagre atribuído a si em Mato Grosso do Sul – apesar de nunca ter pisado em solo brasileiro. Após a sua morte, em 2010, um avô desesperado levou seu neto doente até uma das missas anuais em homenagem a Carlo Acutis promovidas pelo padre Marcelo Tenório, da Paróquia São Sebastião, em Campo Grande. Na ocasião, o garoto teria se curado ao tocar as roupas do jovem italiano que estavam expostas.

FONTE CASA VOGUE

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.