Colecionador paga R$ 50 pela moeda de 25 centavos com este defeito

Esta simples moeda de 25 centavos pode valer muito dinheiro caso seja encontrada com uma característica específica

Atenção. Esta é uma das características mais exigidas pelas pessoas que trabalham com numismática. É preciso prestar bastante atenção a todas as moedas que ele recebe no troco para entender com mais clareza se a peça em questão possui algum grau de raridade ou não.

Neste artigo, vamos falar especificamente sobre a moeda de 25 centavos do ano de 2006. Trata-se de uma peça que ainda possui valor monetário, e que pode ser encontrada em um trocado no comércio, por exemplo. Por isso, é preciso redobrar a atenção ao dinheiro que você recebe.

Características da moeda

Abaixo, você pode conferir as principais características da moeda de 25 centavos do ano de 2006, com base nas informações disponibilizadas pelo Banco Central (BC):

  • Material: bronze sobre aço;
  • Diâmetro: 25,0 mm;
  • Peso: 7,55 g;
  • Espessura: 2,25 mm;
  • Bordo: serrilhado;
  • Eixo: reverso moeda (EH);
  • Circulação: de 01/07/1998 a atual;
  • Desenho do Anverso: Efígie de Manuel Deodoro da Fonseca (1827-1892), – proclamador da República e primeiro presidente constitucional do Brasil republicano -, ladeada pelas Armas Nacionais e pelo dístico Brasil;
  • Desenho do Reverso: À esquerda, linhas diagonais de fundo dão destaque ao dístico correspondente ao valor facial, seguido dos dísticos centavos e o correspondente ao ano de cunhagem.
Colecionador paga R$ 50 pela moeda de 25 centavos com este defeito
Exemplo de moeda de 25 centavos do ano de 2006. Imagem: Reprodução

Manuel Deodoro da Fonseca

Como visto na lista acima, a peça de 25 centavos do ano de 2006 conta com a representação do busto de Manuel Deodoro da Fonseca. Ele teve uma vasta carreira no mundo militar, mas ficou conhecido mesmo por ter sido o primeiro presidente da história do Brasil. 

Neste sentido, cabe destacar que ele teve um papel muito importante no golpe militar que acabou com a monarquia no país, e que impôs a república, forma de governo que é seguida pelo país até hoje. Deodoro da Fonseca morreu no dia 23 de agosto de 1892, na cidade do Rio de Janeiro, então capital do país. 

Qual o valor da moeda?

A moeda de 25 centavos do ano de 2006 ainda pode ser considerada circulante. O que isso significa? Que ela ainda não possui um grau de raridade que possa valer um bom dinheiro em uma venda.

De todo modo, existem casos específicos em que esta peça pode ser considerada rara. Isso ocorre quando a moeda conta com um defeito conhecido como cunho marcado.

  • Moeda de 25 centavos do ano de 2006 com o cunho marcado no anverso: algo entre R$ 5 e R$ 50, a depender do grau de conservação do exemplar.

“Mas definir valor comercial à essas moedas é algo relativamente complicado, principalmente porque, como foram produzidas como erros durante o processo de cunhagem, não há registros da quantidade de moedas emitidas”, diz o especialista Plínio Pierry. 

Como descobrir se moedas são valiosas?

Segundo analistas, não há uma mágica para descobrir quais moedas ou cédulas que você guarda em sua casa são valiosas ou não. O que é possível adiantar é que não se trata de uma tarefa simples. Na grande maioria dos casos, as moedas são apenas comuns, de modo que encontrar uma peça rara tende a ser difícil.

Mas difícil não significa impossível. Um dos erros mais comuns cometidos pelas pessoas que procuram por estas moedas raras é imaginar que os itens mais antigos são os mais valiosos. Esta não é necessariamente uma informação verdadeira. Em muitos casos, vários outros pontos devem ser levados em consideração.

“Uma moeda emitida há duas décadas pode valer mais do que uma do Império ou da Colônia. O que dita o preço de uma peça não é a idade e, sim, a quantidade de moedas feitas naquele ano específico e o estado de conservação”, disse Bruno Pellizzari, vice-presidente da Sociedade Numismática Brasileira.

As moedas do Brasil

O Brasil já contou com várias moedas no decorrer da sua história, de modo que esta peça de 25 centavos de 2006 foi apenas uma dentre tantas outras que já circularam pelas nossas ruas. Abaixo, você pode ver um resumo da nossa história monetária:

  • Período colonial a 1942 – Réis;
  • De 1942 a 1967 – Cruzeiro;
  • De 1967 a 1970 – Cruzeiro Novo;
  • De 1970 a 1986 – Cruzeiro;
  • De 1986 a 1989 – Cruzado;
  • De 1989 a 1990 – Cruzado Novo;
  • De 1990 a 1993 – Cruzeiro;
  • De 1993 a 1994 – Cruzeiro Real;
  • De 1994 até os dias atuais – Real.

FONTE NOTÍCIAS CONCURSOS

As 8 Moedas das Olimpíadas MAIS VALIOSAS e como Vender suas moedas raras

As 8 Moedas Raras de 1 Real das Olimpíadas e Como Vendê-las

A numismática é uma área fascinante que estuda as moedas e pode ser bastante lucrativa. Entre as moedas mais valiosas estão as moedas de 1 real das Olimpíadas. Vamos explorar as 8 moedas mais raras e valiosas das Olimpíadas de 1 real, e também discutir como você pode vendê-las para obter um bom lucro.

O que torna uma moeda valiosa?

Antes de falarmos sobre as moedas específicas das Olimpíadas, é importante entender os critérios que determinam a raridade e o valor de uma moeda. Existem diversos fatores que contribuem para a valiosidade de uma moeda:

  1. Quantidade de moedas cunhadas: Moedas produzidas em menor quantidade tendem a ser mais raras e valiosas.
  2. Erros de cunhagem: Erros gráficos, como moedas cunhadas fora do centro, podem aumentar o valor de uma moeda.
  3. Edições especiais: Moedas comemorativas ou de edições especiais costumam ter um valor mais alto devido à sua raridade e design único.
  4. Conservação da moeda: Moedas antigas e bem conservadas têm um valor maior.

O que é Moeda de reverso invertido?

Mas afinal de contas, o que seria uma moeda com reverso invertido? Para entender esta pergunta, é necessário sabe que o Brasil adota um sistema de padrão reverso moeda, ou seja, eixo horizontal (EH). As moedas que fogem deste padrão exigido são conhecidas como reverso invertido, e são consideradas muito raras.

Basicamente, as moedas com reverso invertido são aquelas que possuem o reverso com alinhamento contrário ou invertido ao alinhamento original. Na prática, para saber se uma moeda tem este defeito, basta segurar a peça com a face em posição normal virada para você. Logo depois, basta girar de baixo para cima.

Se o outro lado estiver de cabeça para baixo, estamos falando de uma moeda com reverso invertido, ou seja, uma peça valiosa. Vale frisar que qualquer item pode ser reverso invertido. Até mesmo centavos podem ter este tipo de defeito. Em todos os casos, a peça poderá valer mais.

As 8 moedas de 1 real mais raras das Olimpíadas

Agora, vamos conhecer as 8 moedas de 1 real das Olimpíadas que são consideradas as mais raras e valiosas:

1. Moeda de 1 real das Olimpíadas do Vôlei

2. Moeda de 1 real das Olimpíadas Mascote TOM

3. Moeda de 1 real das Olimpíadas do Boxe

4. Moeda de 1 real das Olimpíadas do Rugby

5. Moeda de 1 real das Olimpíadas do Basquete

6. Moeda de 1 real das Olimpíadas do Golfe

7. Moeda de 1 real das Olimpíadas com o Mascote Vinicius

8. Moeda de 1 real das Olimpíadas da Natação

Como vender suas moedas valiosas?

Agora que você conhece as 8 moedas de 1 real das Olimpíadas mais raras e valiosas, pode estar se perguntando como vendê-las para obter um bom lucro. Existem várias opções disponíveis para vender suas moedas valiosas:

1. Lojas especializadas em numismática

Uma opção é procurar lojas especializadas em numismática. Essas lojas têm conhecimento especializado sobre moedas raras e podem oferecer um bom preço pelas suas moedas das Olimpíadas.

2. Leilões

Os leilões também são uma opção viável para vender suas moedas valiosas. Os colecionadores costumam participar desses eventos em busca de itens raros e exclusivos.

3. Grupos de Facebook e marketplaces online

Outra opção é utilizar grupos de Facebook e marketplaces online, como o Mercado Livre e Shopee, para anunciar suas moedas valiosas. Muitas pessoas estão interessadas em comprar moedas raras diretamente de outros colecionadores.

4. Venda direta para colecionadores

Você também pode entrar em contato diretamente com colecionadores que estão interessados em adquirir moedas valiosas. Existem diversos colecionadores dispostos a pagar um bom preço por essas raridades.  O portal Notícias Concursos também está comprando moedas valiosas, desde que sejam moedas com erros. Se você possui alguma moeda das Olimpíadas com algum tipo de defeito, pode entrar em contato com o portal para obter mais informações sobre a venda, acesse o grupo whatsapp de moedas raras

FONTE NOTÍCIAS CONCURSOS

Fim do dinheiro? Deputado cria projeto de Lei para acabar com dinheiro de papel e moeda no Brasil

Um projeto de lei propõe a possibilidade de acabar com o dinheiro em espécie para a implementação de mecanismos digitais. Entenda!

A Câmara dos Deputados recebeu um projeto de lei que propõe o fim do dinheiro em espécie no Brasil. Trata-se, portanto, do PL 4068/20, apresentado pelo deputado Reginaldo Lopes (PT-MG). Dessa forma, o país passaria a adotar mecanismos digitais para todas as transações financeiras.

Logo, todos os brasileiros seriam obrigados a utilizar meios eletrônicos para a realização de pagamentos. Saiba mais sobre essa proposta na sequência!

Deputado propõe fim do dinheiro em espécie

O projeto de lei conduzido por Lopes argumenta que a tecnologia atual fornecesse as ferramentas necessárias para realizar transações sem a necessidade de dinheiro físico. O projeto indica que a posse de papel-moeda seria apenas para registro histórico, enquanto a condução de todos os negócios ocorreriam digitalmente.

Ademais, Lopes salienta que o principal benefício dessa migração para o digital seria o combate à violência, à corrupção, à lavagem de dinheiro e ao tráfico de drogas. Ele defende a ideia de que, com a rastreabilidade de todas as transações financeiras, essas práticas criminosas se tornariam quase impossíveis.

Pelo texto do projeto, a produção, circulação e uso de notas com valor superior a R$ 50 seriam vetados em até um ano após a sanção da lei. Notas de menor valor teriam até cinco anos para sair de circulação. A proposta confere à Casa da Moeda a responsabilidade de desenvolver novas tecnologias para facilitar as transações digitais e garantir uma transição suave para um sistema livre de dinheiro físico.

Outros países também estudam essa proposta

O Brasil não é o único país contemplando o movimento em direção a um sistema financeiro sem dinheiro. Lopes citou os exemplos da Noruega e Suécia, que também estão estudando iniciativas semelhantes. Aqui no Brasil, o Banco Central está conduzindo a implementação da Agenda BC#, com o PIX, Open Finance e, por último, o Drex – a versão digital da moeda brasileira.

Vale destacar que uma pesquisa da Opinion Box realizada em 2023 revelou que os mecanismos digitais de pagamentos são os mais utilizados no Brasil. Assim, 80% dos entrevistados afirmaram fazer uso do cartão de crédito, e 77% usam o PIX. Contudo, 73% dos entrevistados admitiram ainda fazer uso de dinheiro físico no dia-a-dia.

FONTE SEU CRÉDITO DIGITAL

Moeda de R$ 1 real das Olimpíadas pode valer R$ 650

Moeda de R$ 1 real feita em alusão aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro pode valer 650 vezes o seu valor original.

Passados quase oito anos dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o assunto ainda está em alta. No entanto, agora, o motivo não são os atletas e as competições ocorridas naquela época, mas sim as moedas.

Sim, moedas. Isso acontece porque um ano antes das Olimpíadas do Rio de Janeiro, o Banco Central (BC) colocou em circulação uma série de modelos comemorativos que fazem referência aos esportes praticados naquele ano.

Uma dessas moedas, atualmente, chega a valer R$ 650. Estamos falando daquele modelo que foi criado para homenagear o rugby. Este esporte não é um dos mais tradicionais no Brasil, mas, mesmo assim, acabou sendo homenageado pelo Banco Central naquele ano.

Características da moeda do rugby

Dentre as características disponibilizadas pelo Banco Central na época do lançamento estão o ano, 2015, e também outras, como:

  • Tiragem: 2ª (segunda);
  • Modalidade: Rugby;
  • Tiragem Autorizada: 20 milhões;
  • Peso: 7g; Material:
  • Aço inoxidável (núcleo) e aço revestido de bronze (anel);
  • Diâmetro: 27mm;
  • Borda: serrilhada;
  • Método de cunhagem: Comum.

Quando dá para vender a moeda pelo valor máximo

Você tem a moeda do Rugby e agora está se perguntando o valor dela? Primeiro, é importante destacar que, tradicionalmente, isto é, em condições normais, ela vale apenas R$ 2 reais. No entanto, alguns modelos contêm erros de cunhagem.

Essas anomalias valorizam o modelo. De acordo com as informações, o primeiro erro em questão é chamado de “data marcada”. Nesta imperfeição, o ano 2015 está vazado do outro lado da peça. Com esse erro, a pessoa que hoje tem em mãos essa moeda pode lucrar até R$ 25.

Todavia, existe outro erro, este sim raro, que pode fazer com que a moeda chegue aos R$ 650 citados na matéria. Conforme as informações, essa anomalia, que faz com que colecionadores procurem a moeda, trata-se de um “reverso invertido”.

Hoje, o Banco Central, ao fazer as moedas, adota um sistema de padrão reverso moeda, isto é, o eixo horizontal (EH). No entanto, erros de cunhagem fazem com que alguns modelos saiam da produção fugindo deste padrão.

São essas as conhecidas como “reverso invertido”, uma característica muito rara. Sendo assim, em resumo, esses modelos com essa imperfeição contam com um alinhamento contrário ou invertido ao alinhamento original.

Para saber se uma moeda tem esse defeito, segure o modelo com a face em posição normal e virada para você. Depois, gire-a de baixo para cima. Caso ela esteja de cabeça para baixo, estamos falando do “reverso invertido”. Sendo assim, a moeda é rara. Todas as moedas com esse defeito, independente do valor ou edição, valem mais no mercado desses objetos.

FONTE CLICK PETRÓLEO E GÁS

Entenda por que esta moeda está fazendo tanto sucesso em 2024

Aparentemente esta moeda de 50 centavos é bastante simples, mas ela é considerada muito rara por especialistas

Para a grande maioria das pessoas, uma moeda de 50 centavos pode não significar muita coisa. Mas uma pequena parcela da população entende que esta peça pode ter um valor muito importante dentro do mundo da numismática. Por isso, é muito importante prestar atenção aos detalhes.

Neste artigo específico vamos falar sobre a moeda de 50 centavos do ano de 2009. Trata-se de uma peça que ainda possui valor monetário, e que pode ser encontrada a qualquer momento em um trocado no comércio, por exemplo. Ao receber um exemplar como este, é preciso analisar o item com calma.

Dados oficiais do Banco Central (BC) indicam que mais de 300 milhões de peças de 50 centavos do ano de 2009 foram postas em circulação naquele momento. Este é um número considerado alto pelos numismatas, o que pode indicar que não é tão difícil encontrar o exemplar hoje em dia.

Características da moeda

Abaixo, você pode conferir um detalhamento com as principais características da moeda de 50 centavos do ano de 2009, tomando como base as informações disponibilizadas pelo Banco Central (BC):

  • Novo Padrão Monetário 2º Família Diversos Metais;
  • Plano Monetário: Padrão Real 2º Família (1998-atualmente);
  • Período: República;
  • Casa da Moeda: Rio de Janeiro;
  • Diâmetro: 23mm;
  • Peso: 7.81gr;
  • Metal: Aço Inoxidável;
  • Borda: Liso com inscrição *ORDEM E PROGRESSO*BRASIL;
  • Reverso: Moeda;
  • Artistas: Glória Aparecida Ferreira Dias, Luciano Dias Araújo e Kátia Dias;
  • Gravador: Luciano Dias Araújo;
  • Desenho do Anverso: Efígie de José Maria da Silva Pacanhos Júnior e dísticos BRASIL e RIO BRANCO;
  • Desenho do Reverso: Valor, data e alusão à Bandeira Nacional.
Exemplo de moeda de 50 centavos do ano de 2009. Imagem: Reprodução

O valor

Mas afinal de contas, quanto vale a moeda de 50 centavos do ano de 2009 de acordo com os catálogos numismáticos mais atualizados? Estes dados podem ser conferidos na tabela abaixo:

MBCSOBERBAFLOR DE CUNHO
xR$ 12R$ 25

Os valores listados na tabela acima levam em consideração a moeda de 50 centavos de 2009 em condições normais, ou seja, sem erros de fabricação. Mas caso a sua peça tenha alguma falha de cunhagem, a situação muda.

Vamos falar, por exemplo, da moeda de de 50 centavos de 2009 que tenha o cunho quebrado. De acordo com especialistas na área da numismática, neste caso a moeda poderá ser vendida a nada menos do que R$ 80 neste ano de 2024.

Como descobrir se são valiosas?

Segundo analistas, não há uma mágica para descobrir quais moedas ou cédulas que você guarda em sua casa são valiosas ou não. O que é possível adiantar é que não se trata de uma tarefa simples. Na grande maioria dos casos, as moedas são apenas comuns, de modo que encontrar uma peça rara tende a ser difícil.

Mas difícil não significa impossível. Um dos erros mais comuns cometidos pelas pessoas que procuram por estas moedas raras é imaginar que os itens mais antigos são os mais valiosos. Esta não é necessariamente uma informação verdadeira. Em muitos casos, vários outros pontos devem ser levados em consideração.

“Uma moeda emitida há duas décadas pode valer mais do que uma do Império ou da Colônia. O que dita o preço de uma peça não é a idade e, sim, a quantidade de moedas feitas naquele ano específico e o estado de conservação”, disse Bruno Pellizzari, vice-presidente da Sociedade Numismática Brasileira.

Como vender uma moeda

Encontrou esta ou qualquer outra moeda valiosa? O próximo passo é procurar saber qual é o valor exato daquela peça. Para tanto, o cidadão pode procurar uma loja especializada, que poderá ser virtual ou física. Uma outra opção é procurar uma casa de leilão numismático. Por todos estes caminhos, será possível confirmar o valor do níquel.

Uma das opções é a casa Brasil Moeda Leilões, que funciona de maneira virtual. Logo depois de encontrar a moeda, o cidadão vai poder cadastrar o item encontrado e enviar para uma avaliação. Na sequência, a Casa envia o valor. O cidadão poderá definir se vai colocar à venda ou não.

O cidadão também poderá verificar a lista completa com sites de outro compradores de moedas raras. Nesta lista, será possível inclusive conferir se há alguma loja física de comprador nas proximidades da sua residência.

FONTE NOTÍCIAS CONCURSOS

Notas e moedas raras podem valer até R$ 8.000; como saber se você tem?

Existem notas de real que valem muito mais do que o número impresso nelas. É o caso de cédulas de R$ 100 que podem ser vendidas por R$ 4.500 ou moedas de R$ 1 que chegam a R$ 8.000.

Mas o que confere um valor tão alto a esses itens? O UOL conversou com colecionadores e especialistas nesta arte, chamada numismática, que são responsáveis por estimar o valor que cada moeda ou cédula pode ter.

Entre os fatores que influenciam o preço de uma nota estão:

  • raridade
  • conservação
  • possíveis erros de impressão

Nem sempre cédulas antigas têm um valor alto, já que em alguns casos é possível encontrar diversas delas nas mãos de colecionadores.

Raridade

Para saber o valor de uma cédula, é preciso observar primeiramente a sua tiragem. Um modelo com uma tiragem baixa vai, automaticamente, ter um valor elevado na coleção, porque vai ser mais difícil de encontrar.

Há uma cédula de R$ 5, por exemplo, que a série começa com CJ, com assinatura do ministro Henrique Meirelles e do presidente do Banco Central Alexandre Tombini. Ela teve uma baixa impressão, em torno de 400 mil unidades, e por isso custa cerca de R$ 300 para o colecionador.

Notas raras: Cédula de R$ 5, com assinaturas de Henrique Meirelles e Alexandre Tombini, avaliada em R$ 300Imagem: André Rigue/Arquivo Pessoal

Outro exemplo é uma nota de R$ 20 que pode ser vendida por até R$ 400. A série começa com as letras CD, e a nota tem assinaturas de Alexandre Tombini e do ex-ministro Joaquim Levy. A tiragem foi de apenas 240 mil cédulas.

Uma nota comum chega a ter de 30 milhões a 100 milhões de exemplares.

Notas raras: Cédula de R$ 20, com assinaturas de Joaquim Levy e Alexandre Tombini, letras CD, avaliadas em R$ 400Imagem: André Rigue/Arquivo Pessoal

Qualidade e conservação

Outro ponto importante para a valorização das moedas é a qualidade de conservação. Segundo o colecionador Lucas Sampaio, existe um termo muito utilizado na numismática para cédulas e notas bem conservadas.

Quando a nota está bonitinha, do jeito que saiu do banco, ela vai receber o valor máximo em um catálogo de coleção. Se a nota está suja, rasgada ou surrada, ela perde consideravelmente seu valor.

Tempo

Engana-se quem acha que uma moeda antiga terá, necessariamente, alto valor no mercado.

Notas impressas da metade do século passado até os dias atuais dependem mais do estado de conservação, da tiragem e possíveis erros de impressão para terem um bom valor para o colecionador.

Existem muitas cédulas comuns de 1 ou 2 cruzeiros, da década de 1950. O tempo não é um fator que influencia, necessariamente. Obviamente que as mais antigas, do período de réis (entre 1500 e 1942) são mais valiosas. Não só pelo tempo, mas porque elas automaticamente tinham uma baixa tiragem.

Erro de impressão ou cunhagem

Se a raridade é um fator que influencia o valor de uma moeda na numismática, cédulas e moedas com erro de impressão se tornam ainda mais valiosas.

Por exemplo, a nota de R$ 100 que vale até R$ 4.500 foi impressa sem a frase “Deus seja louvado”. São cédulas assinadas pelo então ministro Rubens Ricupero e pelo presidente do Banco Central da época, Pedro Malan, das séries com números iniciais 1199, 1200 e 1201.

De acordo com a Sociedade Numismática Brasileira, erros de cunhagem (gravação de estampas) são os mais procurados pelos colecionadores. Alguns deles, são:

  • Cunho trincado, quando há uma leve trinca na moeda;
  • Cunho rachado, quando há uma trinca que vai de ponta a ponta da moeda;
  • Cunho quebrado, quando parte da estampa da moeda não aparece;
  • Cunho entupido, quando a estampa fica fraca;
  • Múltiplas cunhagens, quando a estampa se repete e fica com um efeito sombreado ou irreconhecível

Existem vários tipos de erro. Na impressão das cédulas, por exemplo, ela pode sair deslocada e ter uma margem branca em algum dos lados; ela pode ter uma falha de impressão e sair sem valor; pode ter um erro de corte e existem outras em que a beirada delas é emendada com uma dobra, e a cédula sai maior do que deveria.

Notas raras: Cédula de R$ 5 com erro de corte, avaliada em R$ 300Imagem: André Rigue/Arquivo Pessoal

A cédula de R$ 10 comemorativa, de polímero, que teve dois modelos impressos com erro também merece atenção. Todas deveriam ser da série AB, mas algumas raras saíram com as letras AA ou as letras AC. Também tem uma cédula de R$ 50 que, em vez de sair com numeração, saiu com código de barras.

Notas raras: Cédula de R$ 50 com erro na numeração vale cerca de R$ 1.000Imagem: André Rigue/Arquivo Pessoal

Como saber o valor de uma moeda ou nota valiosa?

Se você encontrou cédulas antigas em casa, os colecionadores indicam que procure algum especialista em numismática para avaliar a coleção.

Outra opção é procurar catálogos oficiais que podem ser encontrados nas livrarias. Entre eles estão o “Catálogo Vieira Cédulas Brasileiras” e “Bentes Livro Oficial das Moedas do Brasil 1500 – 2022”.

Você também pode fazer buscas por vídeos na internet de colecionadores que explicam quais os modelos mais raros e como identificá-los.

Fontes: André Rigue, jornalista e colecionador de notas e moedas raras; e Lucas Sampaio, profissional de T.I

FONTE ECONOMIA UOL

Moeda que vale R$ 150 pode estar na sua carteira e você não sabe; veja

Raras e valiosas, elas podem chegar a recompensas financeiras muito boas no mercado de coleções chamado numismática

O que você faria se tivesse uma moeda de R$ 1 real que pudesse valer até R$ 150 atualmente e te compensar em dinheiro?

Vídeo de um colecionador no Tik Tok, @numismaticacultural, está à procura de uma fabricação rara e disposto a pagar muito bem a quem possuir uma.

Uma moeda de R$ 1 real, que tem como referência a cunhagem comemorativa da natação paralímpica, ganhou destaque recentemente.

O pequeno item adquiriu maior valor no mercado de coleções de moedas e cédulas, a numismática, e está com boa remuneração a quem portar uma unidade.

Moeda que vale R$ 150 pode estar na sua carteira e você não sabe; veja

No entanto, o modelo tem uma peculiaridade de possuir alguns defeitos de fabricação e cunhagem na borda.

A produção, datada de 2016 das Olímpiadas, tomou um valor alto de comercialização no ambiente dos colecionadores avaliada em até R$ 150, no Brasil.

Assim, de acordo com a inspeção do catálogo de moedas brasileiras, essa cunhagem foi produzida com um erro considerável.

O item apresenta na sua estrutura e também nas bordas uma estrutura torta, desalinhada e bordas em cor de alto relevo.

Para ter boa avaliação, é preciso observar critérios que as casas de coleção levam em consideração, como estado de conservação e nenhum desgaste na parte de fabricação e registro de informações.

Por fim, a raridade da natação paralímpica das olimpíadas de 2016 está avaliada em até R$ 150, no Brasil.

Lembrando que o portador de um modelo como este deve procurar o pessoal da @numismaticacultural no Tik Tok logo abaixo, no link.

FONTE PORTAL 6

Veja quando esta simples moeda de 25 centavos pode valer R$ 100

Especialistas em numismática afirmam que esta simples moeda de 25 centavos pode ser vendida a R$ 100. Veja como identificar

O que dá para comprar com uma moeda de 25 centavos? Em um momento de alta inflação, é possível dizer que não há muito o que fazer com este exemplar. Contudo, no mundo da numismática o fato é que esta peça pode ser considerada rara e valer muito dinheiro no final das contas.

É o caso, por exemplo, da moeda de 25 centavos do ano de 1999. Em alguns casos, este exemplar pode ser considerado raro. A boa notícia é que a peça ainda possui valor monetário, e pode ser encontrada em um trocado no comércio, por exemplo.

Características da moeda

Abaixo, você pode conferir a lista completa de características da moeda de 25 centavos do ano de 1999, tomando como base as informações disponibilizadas pelo Banco Central (BC):

  • Novo Padrão Monetário 2º Família Diversos Metais;
  • Plano Monetário: Padrão Real 2º Família (1998-atualmente);
  • Período: República;
  • Casa da Moeda: Rio de Janeiro;
  • Diâmetro: 25mm;
  • Peso: 7.55gr;
  • Metal: Aço Revestido de Bronze;
  • Borda: Serrilhado;
  • Reverso: Moeda;
  • Artistas: Glória Aparecida Ferreira Dias, Luciano Dias Araújo e Kátia Dias;
  • Gravador: Glória Aparecida Ferreira Dias;
  • Desenho do Anverso: Manuel Deodoro da Fonseca (1827-1892), ladeada pelas Armas Nacionais e pelo dísticos Brasil;
  • Desenho do Reverso: À esquerda, linhas diagonais de fundo dão destaque ao valor facial; data.
Exemplo de moeda de 25 centavos do ano de 1999. Imagem: Reprodução

Quanto vale?

Mas afinal de contas, quanto vale a moeda de 25 centavos do ano de 1999, de acordo com os catálogos numismáticos mais atualizados? De acordo com especialistas, em condições normais, ou seja, sem erros de cunhagem, a moeda não conta com valores muito diferenciados.

Contudo, caso você encontre a moeda de 25 centavos do ano de 1999 com uma duplicação nas estrelas, saiba que ela poderá ser vendida em 2024 por nada menos do que R$ 100. Os valores, no entanto, podem variar de acordo com a sua capacidade de negociação.

Como descobrir se moedas são valiosas?

Segundo analistas, não há uma mágica para descobrir quais moedas ou cédulas que você guarda em sua casa são valiosas ou não. O que é possível adiantar é que não se trata de uma tarefa simples. Na grande maioria dos casos, as moedas são apenas comuns, de modo que encontrar uma peça rara tende a ser difícil.

Mas difícil não significa impossível. Um dos erros mais comuns cometidos pelas pessoas que procuram por estas moedas raras é imaginar que os itens mais antigos são os mais valiosos. Esta não é necessariamente uma informação verdadeira. Em muitos casos, vários outros pontos devem ser levados em consideração.

“Uma moeda emitida há duas décadas pode valer mais do que uma do Império ou da Colônia. O que dita o preço de uma peça não é a idade e, sim, a quantidade de moedas feitas naquele ano específico e o estado de conservação”, disse Bruno Pellizzari, vice-presidente da Sociedade Numismática Brasileira.

Como vender uma moeda

Encontrou esta ou qualquer outra moeda valiosa? O próximo passo é procurar saber qual é o valor exato daquela peça. Para tanto, o cidadão pode procurar uma loja especializada, que poderá ser virtual ou física. Uma outra opção é procurar uma casa de leilão numismático. Por todos estes caminhos, será possível confirmar o valor do níquel.

Uma das opções é a casa Brasil Moeda Leilões, que funciona de maneira virtual. Logo depois de encontrar a moeda, o cidadão vai poder cadastrar o item encontrado e enviar para uma avaliação. Na sequência, a Casa envia o valor. O cidadão poderá definir se vai colocar à venda ou não.

O cidadão também poderá verificar a lista completa com sites de outro compradores de moedas raras. Nesta lista, será possível inclusive conferir se há alguma loja física de comprador nas proximidades da sua residência neste momento.

FONTE NOTÍCIAS CONCURSOS

R$ 200 no bolso? Confira as moedas de 5 centavos que valem ouro

Moeda aparentemente banal é capaz de valer muito se possuir certas características únicas.

A prática do colecionismo de cédulas e moedas recebe o nome oficial de numismática, e aqueles que se dedicam a isso, seja de forma profissional ou amadora, são denominados numismatas. Portanto, colecionar esses itens pode ser uma excelente maneira de ganhar dinheiro de modo simples e rápido.

Dessa forma, somente aqui no Brasil existem milhares de pessoas atuando neste nicho de mercado, que por sua vez movimenta grandes somas em leilões e vendas realizadas pela internet. Atualmente, é possível adquirir objetos nacionais, até mesmo peças vindas da Grécia Antiga e do Império Romano.

Hoje, vamos explicar como uma simples moeda de 5 centavos pode valer muito caso ela seja vendida para as pessoas certas. Entenda como isso é possível e aprenda a maneira correta de comercializar este tipo de bem, caso você o tenha aí na sua casa.

Moeda de 5 centavos pode chegar a R$ 200

Há diversos fatores que podem afetar a precificação de uma moeda, como o número de tiragem, o estado de conservação, o ano de fabricação e a ligação com fatos históricos relevantes. Portanto, não são apenas as peças antigas que são capazes de alcançar valores altos.

Assim, o modelo de 5 centavos, citado anteriormente, possui a data de cunhagem de 2005 e faz parte da chamada segunda família do Real, estando em circulação há mais de 20 anos em território nacional. Naquele ano referido, a Casa da Moeda liberou uma quantidade superior a 203 milhões de itens de 5 centavos.

Lembre-se de que o índice de tiragem varia conforme o período em questão e isso depende dos pedidos feitos pelo Governo Federal na ocasião. Dessa forma, o que valorizou tanto esse produto foi um erro de fabricação chamado de reverso invertido.

Quando isso ocorre, o lado reverso do objeto fica de cabeça para baixo ao ser girado em sentido vertical (de cima para baixo). Trata-se, portanto, de um fenômeno bastante raro, e por esse motivo os objetos que o possuem são vendidos a cifras generosas no mundo do colecionismo. Vejamos os preços atualizados:

  1. Flor de cunho (FC): R$ 220;
  2. Soberba (SOB): R$ 80;
  3. Muito bem conservada (MBC): R$ 40.

As categorias citadas acima são utilizadas para classificar os níveis de conservação nos quais as moedas se encontram. Quanto maior for ele, mais ela acaba valendo, e o estado Flor de Cunho (FC) é o ranking mais alto deste sistema.

Entretanto, é importante lembrar que esses valores expressados aqui são apenas um percentual médio e o valor final depende da negociação entre cliente e vendedor, podendo aumentar caso a demanda do mercado numismático seja muito alta.

Então, se você possui uma peça como essa e quer vender, a maneira mais simples e segura de fazer isso é entrando em contato com a SNB (Sociedade Numismática Brasileira), que poderá avaliar a peça e até mesmo conseguir compradores para ela.

FONTE CAPITALIST

Será que você tem essa moeda comemorativa do Banco Central que pode valer mais de R$ 10 mil?

TikTok que revela quais são as moedas mais raras do Real indica quanto pode valer essa moeda comemorativa

O que você faria se soubesse que uma das moedas que você tem neste momento pode valer muito mais do que você imagina? Mas na verdade, quem garante que ela realmente não vale?

Nos últimos meses, diversos vídeos no TikTok, que você também pode conferir aqui no Metro, trazem explicações sobre moedas raras e se elas podem, ou não, valer algum dinheiro.

A moeda, que você confere mais detalhes a seguir, é justamente um destes itens. Segundo o TikTok ‘numismaticacultural’, essa moeda comemorativa de 1 real pode valer entre R$ 10 mil e R$ 15 mil, caso apresente um detalhe em específico.

O item em questão foi cunhado em 2005 e comemora os 40 anos do Banco Central do Brasil. Para chegar neste valor o item precisa apresentar um ótimo estado de conservação. Além disso ela precisa ser uma bifacial, ou seja, conter os dois lados com o mesmo desenho.

Moedas valiosas que juntas podem valer mais de R$ 6 mil!

Você costuma andar com moedas nos bolsos, carteira ou bolsa? Se você está sempre com alguns trocados largados por aí, comece a prestar mais atenção, pois essas moedas podem valer mais do que aparentam.

Muitas pessoas não sabem, mas existem algumas moedas que podem ser consideradas verdadeiros tesouros. Mas para isso estes itens precisam ser apresentar algum detalhe raro, seja pelo baixo número de unidades feitas ou por algum erro na hora da fabricação.

25 centavos de cunho trocado

A moeda de 25 centavos com o anverso trocado com o de uma moeda de 50 centavos é a que possui o defeito mais raro e valioso da lista.

De acordo com o livro de moedas brasileiras seu valor pode chegar em até R$ 3 mil.

1 real com reverso invertido

Outra moeda rara, mas que se encontra em desuso, é o item de 1 real de 1994. Com o reverso invertido em 180º é catalogada com o valor de R$ 850.

5 centavos de disco trocado

Este erro é um pouco mais difícil de ser observado, já que o defeito se encontra no peso da moeda. Caso você tenha uma moeda de 5 centavos de 1997 considerada muito leve, desconfie. Ela pode estar trocada com uma moeda de 1 centavo, que possui 2,90 gramas. Já uma moeda de 5 centavos comum deve pesar 3,27 gramas. Caso o erro seja confirmado, esta moeda pode valer R$ 800.

FONTE METRO WORLD NEWS

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.