Afinal, o que ocorreu com a nota de R$ 200 no Brasil?

Descubra por que a nota de R$ 200, lançada há três anos, enfrenta desafios judiciais e permanece como a menos circulada no Brasil.

A nota de R$ 200, lançada em meio à pandemia, está prestes a completar três anos, mas sua trajetória não é marcada apenas pela novidade. Envolvida em polêmicas desde o início, a cédula, que exibe a imagem do lobo-guará, enfrenta obstáculos judiciais e é a menos circulada do país, suscitando debates sobre acessibilidade e futuro.

Ação civil pública e a polêmica na justiça

Desde 2020, a nota de R$ 200 está no centro de uma ação civil pública movida pela Organização Nacional de Cegos do Brasil. A crítica principal recai sobre o tamanho da cédula, idêntico ao da nota de R$ 20, o que prejudica a diferenciação tátil para pessoas com deficiência visual.

A Defensoria Pública da União foi acionada para intervir, solicitando inicialmente um recall das notas. No entanto, o impasse continua sem uma resolução definida até o momento. O problema reside no formato padrão adotado pelo Banco Central, que priorizou a eficiência de produção em detrimento da acessibilidade.

Produção e tamanho diferenciado

A decisão de manter o mesmo tamanho físico da nota de R$ 20 foi uma estratégia para não interromper a linha de produção das cédulas de R$ 100. Na época, a máquina utilizada para fabricar as notas de R$ 100 não comportava os itens de segurança necessários para as de R$ 200. A solução foi utilizar as máquinas destinadas às cédulas de R$ 20.

O Banco Central argumenta que a marca tátil, representada por três linhas inclinadas, permite a identificação por deficientes visuais. No entanto, a Defensoria Pública alerta que, com o desgaste do alto relevo, a cédula pode se tornar indistinguível para quem tem deficiência visual severa.

A pouca circulação e a previsão de “carreira curta”

A nota de R$ 200 representa apenas 28,4% das cédulas produzidas, totalizando 128,1 milhões de unidades. Com um valor de R$ 25,6 bilhões, ela compõe apenas 8% do dinheiro em espécie em circulação no país. Apesar de sua baixa expressividade, o Banco Central alega que o ritmo de utilização está conforme o esperado.

Na época do seu lançamento, o então ministro da Economia, Paulo Guedes, previu uma “carreira curta” para a nota de R$ 200. Entretanto, ela permanece em circulação, mantendo-se como alvo frequente de falsificações.

Falsificações e desafios futuros

Surpreendentemente, a nota de R$ 200 é uma das preferidas pelos falsificadores, ficando atrás apenas da nota de R$ 100. Até abril deste ano, foram apreendidas 13.609 cédulas falsificadas, totalizando R$ 2,721 milhões. Apesar dos desafios, o Banco Central planeja manter a emissão nos próximos anos.

O futuro da nota de R$ 200 permanece incerto, dependendo do desfecho da ação judicial e da evolução do uso da cédula. Enquanto isso, ela continua a circular, enfrentando críticas, desafios judiciais e a desconfiança dos brasileiros. O embate entre eficiência de produção e acessibilidade lança uma sombra sobre o destino dessa nota controversa.

FONTE CAPITALIST

Marcos de Paula divulga nota de pesar pela morte do Ex – vereador Divino Pereira

É com muita tristeza que recebi a notícia do falecimento do meu amigo, do meu irmão, Divino Pereira. Uma das pessoas mais especiais que este mudo pôde receber. Pra mim foi uma honra tê-lo conhecido, ter feito parte de sua vida caminhando com ele na condição de candidato a vice prefeito nas eleições de 2020. Lafaiete perdeu e muito com sua partida. Homem que dedicou sua vida para acolher doentes e principalmente doentes acometidos pelo câncer, e por ironia do destino, foi essa doença cruel que levou nosso amigo. Você é um anjo que alegrará o céu. Deus e Nossa Senhora vão lhe receber com alegria. Vá em par meu amigo querido, vá ser vereador, prefeito, e tudo que você quiser no reino do céu.

Notas e moedas raras podem valer até R$ 8.000; como saber se você tem?

Existem notas de real que valem muito mais do que o número impresso nelas. É o caso de cédulas de R$ 100 que podem ser vendidas por R$ 4.500 ou moedas de R$ 1 que chegam a R$ 8.000.

Mas o que confere um valor tão alto a esses itens? O UOL conversou com colecionadores e especialistas nesta arte, chamada numismática, que são responsáveis por estimar o valor que cada moeda ou cédula pode ter.

Entre os fatores que influenciam o preço de uma nota estão:

  • raridade
  • conservação
  • possíveis erros de impressão

Nem sempre cédulas antigas têm um valor alto, já que em alguns casos é possível encontrar diversas delas nas mãos de colecionadores.

Raridade

Para saber o valor de uma cédula, é preciso observar primeiramente a sua tiragem. Um modelo com uma tiragem baixa vai, automaticamente, ter um valor elevado na coleção, porque vai ser mais difícil de encontrar.

Há uma cédula de R$ 5, por exemplo, que a série começa com CJ, com assinatura do ministro Henrique Meirelles e do presidente do Banco Central Alexandre Tombini. Ela teve uma baixa impressão, em torno de 400 mil unidades, e por isso custa cerca de R$ 300 para o colecionador.

Notas raras: Cédula de R$ 5, com assinaturas de Henrique Meirelles e Alexandre Tombini, avaliada em R$ 300Imagem: André Rigue/Arquivo Pessoal

Outro exemplo é uma nota de R$ 20 que pode ser vendida por até R$ 400. A série começa com as letras CD, e a nota tem assinaturas de Alexandre Tombini e do ex-ministro Joaquim Levy. A tiragem foi de apenas 240 mil cédulas.

Uma nota comum chega a ter de 30 milhões a 100 milhões de exemplares.

Notas raras: Cédula de R$ 20, com assinaturas de Joaquim Levy e Alexandre Tombini, letras CD, avaliadas em R$ 400Imagem: André Rigue/Arquivo Pessoal

Qualidade e conservação

Outro ponto importante para a valorização das moedas é a qualidade de conservação. Segundo o colecionador Lucas Sampaio, existe um termo muito utilizado na numismática para cédulas e notas bem conservadas.

Quando a nota está bonitinha, do jeito que saiu do banco, ela vai receber o valor máximo em um catálogo de coleção. Se a nota está suja, rasgada ou surrada, ela perde consideravelmente seu valor.

Tempo

Engana-se quem acha que uma moeda antiga terá, necessariamente, alto valor no mercado.

Notas impressas da metade do século passado até os dias atuais dependem mais do estado de conservação, da tiragem e possíveis erros de impressão para terem um bom valor para o colecionador.

Existem muitas cédulas comuns de 1 ou 2 cruzeiros, da década de 1950. O tempo não é um fator que influencia, necessariamente. Obviamente que as mais antigas, do período de réis (entre 1500 e 1942) são mais valiosas. Não só pelo tempo, mas porque elas automaticamente tinham uma baixa tiragem.

Erro de impressão ou cunhagem

Se a raridade é um fator que influencia o valor de uma moeda na numismática, cédulas e moedas com erro de impressão se tornam ainda mais valiosas.

Por exemplo, a nota de R$ 100 que vale até R$ 4.500 foi impressa sem a frase “Deus seja louvado”. São cédulas assinadas pelo então ministro Rubens Ricupero e pelo presidente do Banco Central da época, Pedro Malan, das séries com números iniciais 1199, 1200 e 1201.

De acordo com a Sociedade Numismática Brasileira, erros de cunhagem (gravação de estampas) são os mais procurados pelos colecionadores. Alguns deles, são:

  • Cunho trincado, quando há uma leve trinca na moeda;
  • Cunho rachado, quando há uma trinca que vai de ponta a ponta da moeda;
  • Cunho quebrado, quando parte da estampa da moeda não aparece;
  • Cunho entupido, quando a estampa fica fraca;
  • Múltiplas cunhagens, quando a estampa se repete e fica com um efeito sombreado ou irreconhecível

Existem vários tipos de erro. Na impressão das cédulas, por exemplo, ela pode sair deslocada e ter uma margem branca em algum dos lados; ela pode ter uma falha de impressão e sair sem valor; pode ter um erro de corte e existem outras em que a beirada delas é emendada com uma dobra, e a cédula sai maior do que deveria.

Notas raras: Cédula de R$ 5 com erro de corte, avaliada em R$ 300Imagem: André Rigue/Arquivo Pessoal

A cédula de R$ 10 comemorativa, de polímero, que teve dois modelos impressos com erro também merece atenção. Todas deveriam ser da série AB, mas algumas raras saíram com as letras AA ou as letras AC. Também tem uma cédula de R$ 50 que, em vez de sair com numeração, saiu com código de barras.

Notas raras: Cédula de R$ 50 com erro na numeração vale cerca de R$ 1.000Imagem: André Rigue/Arquivo Pessoal

Como saber o valor de uma moeda ou nota valiosa?

Se você encontrou cédulas antigas em casa, os colecionadores indicam que procure algum especialista em numismática para avaliar a coleção.

Outra opção é procurar catálogos oficiais que podem ser encontrados nas livrarias. Entre eles estão o “Catálogo Vieira Cédulas Brasileiras” e “Bentes Livro Oficial das Moedas do Brasil 1500 – 2022”.

Você também pode fazer buscas por vídeos na internet de colecionadores que explicam quais os modelos mais raros e como identificá-los.

Fontes: André Rigue, jornalista e colecionador de notas e moedas raras; e Lucas Sampaio, profissional de T.I

FONTE ECONOMIA UOL

Prazo para resgatar dinheiro de CPF na nota acaba dia 29; veja se você está na lista

Muitos contribuintes ainda podem resgatar dinheiro de CPF na nota até o dia 29 de janeiro. Saiba mais informações!

Diversos consumidores brasileiros precisam ficar atentos a este prazo! Para resgatar dinheiro de CPF na nota, eles têm até o próximo dia 29 de janeiro. Trata-se, portanto, das pessoas contempladas pelo sorteio número 133 do programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG).

Vale destacar que essa premiação ocorreu em outubro do ano passado. Dessa forma, os sorteados que ainda não retiraram suas quantias têm até o fim deste mês para isso. Continue a leitura para mais informações!

Prazo para resgatar dinheiro de CPF na nota acaba no dia 29

Os que ainda precisam resgatar o dinheiro do sorteio de CPF na nota não poderão fazê-lo após a data limite. Dessa forma, eles perderão acesso aos valores e a chance de utilizar esse montante extra. Ademais, a lista dos contribuintes premiados que ainda não resgataram seus prêmios está disponível no site da Fazenda (Sefaz-RS).

O prêmio principal, no valor de R$ 50 mil, já foi devidamente retirado pelo vencedor, que reside no Litoral Norte. Entretanto, verificou-se que, até a última sexta-feira (19), ainda havia 128 pessoas sem solicitar o resgate de suas premiações, as quais totalizavam a quantia de R$ 74,5 mil.

Entre elas destaca-se um prêmio no valor de R$ 5 mil de uma moradora na região Noroeste do estado. Além disso, existiam ainda 12 prêmios, cada um no valor de R$ 1 mil, disponíveis para resgate por contribuintes das regiões de Porto Alegre, Região Metropolitana, Serra, Fronteira Oeste e regiões Norte, Central, Sul.

Como solicitar os valores?

Para solicitar o resgate do dinheiro de CPF na nota, os contribuintes podem acessar o site do NFG ou baixar o aplicativo do programa (AndroidiOS). Conforme o regulamento do programa, o prazo para resgatar o prêmio é de 90 dias após a homologação do sorteio.

No caso do sorteio de outubro, sua realização se deu no dia 26, e a homologação em 1º de novembro. Por fim, os contribuintes gaúchos ainda podem participar do sorteio referente ao mês de janeiro, que ocorrerá no próximo dia 25.

FONTE SEU CRÉDITO DIGITAL

CPF na nota garante RENDA EXTRA para idosos; saiba como resgatar

Utilizar o CPF na nota fiscal pode ser uma estratégia vantajosa para a população idosa. Isso porque, além de ajudar na arrecadação de impostos, os idosos podem garantir uma renda extra, assim como aproveitar descontos, acumular pontos e obter benefícios exclusivos. Veja mais detalhes a seguir.

Para aproveitar ao máximo os benefícios do CPF na nota fiscal, é fundamental estar cadastrado em programas de fidelidade, acompanhar as promoções e cupons disponíveis, e sempre informar o seu CPF nas suas compras. Dessa forma, você estará garantindo descontos e vantagens extras em suas transações.

Benefícios do CPF na nota fiscal

Os benefícios da inserção do CPF na nota fiscal são obtidos através de medidas distintas que podem sofrer variações entre regiões, bem como a política de alguns estabelecimentos. Para te auxiliar neste processo, o FDR separou abaixo, as principais modalidades exercidas e seus benefícios.

Programas de Fidelidade e Cashback

Uma das maneiras mais comuns de aproveitar os benefícios do CPF incluso na nota fiscal é por meio dos programas de fidelidade e cashback oferecidos por diversas empresas. Ao informar o seu CPF na hora da compra, você acumula pontos ou recebe um percentual do valor gasto de volta.

Cupons e Promoções Exclusivas

Outra forma de obter descontos ao utilizar o CPF na nota fiscal é por meio de cupons e promoções exclusivas. Cada vez mais empresas estão investindo em programas de relacionamento com o cliente.

Como sacar o dinheiro do CPF na nota?

Consultar o saldo do CPF e resgatar o dinheiro é simples. Só é preciso entrar no site da Secretaria da Fazenda do seu Estado, fazer o login e conferir se há saldo disponível. Além disso, pelo mesmo site é possível se cadastrar para participar dos sorteios de prêmios.

FONTE FDR

Após divulgação dos resultados do Enem, site do INEP apresenta instabilidades

Na internet, usuários reclamam de dificuldades para acessar a Página do Participante

Minutos após a divulgação das notas do Enem 2023, às 10h30 desta terça-feira (16), estudantes relataram problemas com o site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova. 

Na rede social X, usuários reclamaram que não estão conseguindo acessar a Página do Participante, onde o desempenho do aluno é divulgado. 

Desde a madrugada desta terça, estudantes já comentavam na internet sobre a instabilidade do site. O assunto, inclusive, chegou a ficar entre os mais comentados do X (antigo Twitter).

FONTE O TEMPO

Após intensas críticas, PM divulga nota sobre rolezinho de Natal

ESCLARECIMENTO SOBRE OS “ROLEZINHOS”

No último final de semana, principalmente no dia 24 de dezembro, véspera de Natal, a Polícia Militar recebeu vários chamados referentes à perturbações provocadas por motocicletas, situações que aconteceram não apenas na cidade de Conselheiro Lafaiete, mas em vários municípios do Estado.

Essa prática, conhecida como “rolezinho”, consiste em uma combinação prévia por parte de pessoas que se unem para prática de manobras arriscadas com motocicletas nas vias públicas, colocando em risco a integridade física dos transeuntes e perturbando a tranquilidade e sossego dos cidadãos de bem.

A Polícia Militar esclarece que segundo a Lei 9.503 – Código de Trânsito Brasileiro, utilizarse de veículo para demonstrar ou exibir manobra perigosa pode configurar crime de trânsito, ocasionando, a depender do caso, a prisão do condutor e remoção do veículo.Cabe destacar também que o condutor da motocicleta que está praticando o “rolezino” pode responder penalmente pela contravenção penal de perturbação do sossego, com pena de prisão simples de quinze dias e três meses ou multa.

Nesse mesmo sentido, a partir de 2023, com uma alteração do Código Penal Brasileiro, também se tornou crime a prática de adulterar, remarcar ou suprimir placas de identificação veicular, com pena de prisão de 03 a 06 anos.

Noutra seara, aquele condutor que transitar com sua motocicleta com a placa de identificação levantada, sem visibilidade, incorre em infração de trânsito gravíssima, com penalidade de multa e apreensão do veículo.

O 31º BPM está monitorando a ação destes infratores em sua área de atuação, identificando os responsáveis, adotando medidas pontuais no tocante às ações já praticadas e buscando informações que subsidiarão operações preventivas futuras.

A Polícia Militar entende que este problema vai muito além da segurança pública, envolvendo questões educacionais, sociais, culturais, necessitando de um trabalho conjunto e integrado com outros órgãos públicos para a adoção de medidas para fazer cessar esta prática, buscando, dentre outras ações, punições mais severas para os autores destes crimes que tanto vem incomodando a população ordeira das cidades.

Em uma situação pontual, no centro da cidade de Conselheiro Lafaiete, na madrugada do dia 24 de dezembro, após uma algazarra provocada por um grande número de motocicletas, incluindo um condutor que evadiu da abordagem policial, após denúncia de estar armado, populares que estavam no Rotor da Avenida Telésforo iniciaram uma injusta agressão contra os policiais, arremessando vários objetos contra as guarnições, sendo necessário a utilização de instrumentos de menor potencial ofensivo por parte dos policiais.

A Polícia Militar planeja e implementa, sistematicamente. operações preventivas e repressivas voltadas para coibir esta prática criminosa por parte de infratores irresponsáveis que colocam em risco além de suas próprias vidas a de terceiros. Entre os dias 1º de Novembro até o dia 25 de dezembro de 2023, foram apreendidas/removidas 283 motocicletas na área da Unidade, destas, 105 no município de Conselheiro Lafaiete, várias pelo crime de direção perigosa. Neste mesmo período, 1037 Autos de Infração de Trânsito foram lavrados devido a infrações diversas incluindo dirigir veículo sem possuir CNH, conduzir veículo com descarga livre, conduzir veículo com característica alterada e conduzir veículo sem equipamento obrigatório, números estes que demonstram que a Corporação não se mantém inerte diante deste problema que tanto afeta a tranquilidade de nossas cidades.

Por fim, a Polícia Militar de Minas Gerais reitera seu compromisso de diuturnamente servir e proteger o povo mineiro, atuando de forma integrada com os demais órgãos do Sistema de Defesa Social e conclamando a população ordeira a fornecer informações que possam levar à identificação e prisão destes infratores, por meio dos canais 190 e Disque Denúncia 181.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL DO 31º BPM

Polêmica em Capela Nova: câmara divulga nota de repúdio

Nós, representantes do Povo de Capela Nova, vereadores eleitos democraticamente no último pleito Municipal, vimos por intermédio da presente, cientificar e esclarecer a população de Capela Nova, quanto aos seguintes termos:

1 – Ao contrário que está sendo veiculado na cidade de Capela Nova, a rescisão dos contratos temporários de trabalho firmados pelo Poder Executivo está acontecendo por força de Recomendação do Ministério Público do Estado de Minas Gerais no bojo do Inquérito Civil n. MPMG 0132.14.000043-2, sendo importante destacar que o representante do Ministério Público afirma que a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público.

Ou seja: foi reconhecido que as contratações temporárias realizadas em Capela Nova ofendem o princípio da legalidade, motivo pelo qual o Ministério Público recomendou a imediata rescisão dos contratos temporários.

2 – Não há nenhum impedimento para a realização de concurso público na cidade de Capela Nova, mas muito pelo contrário, já que o Ministério Público do Estado de Minas Gerais no Inquérito Civil n. MPMG 0132.14.000043-2 emitiu a Recomendação n. 009/2023 onde reconhece a necessidade de concurso público na cidade.

3 – O projeto de Lei 008/2023 não foi aprovado pela Câmara Municipal por força de inconstitucionalidades, ausência de estudo de impacto orçamentário, e sobretudo pelas falhas nos requisitos para o exercício dos cargos públicos.

O projeto de Lei 008/2023 não observa o que prevê a Constituição Federal, especificamente o artigo 37 que assim prevê:

Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao seguinte:
(…)

II – a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração;
(…)

V – as funções de confiança, exercidas exclusivamente por servidores ocupantes de cargo efetivo, e os cargos em comissão, a serem preenchidos por servidores de carreira nos casos, condições e percentuais mínimos previstos em lei, destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia e assessoramento.

E ainda, o projeto de Lei não apontou de forma clara e objetiva, as atribuições dos cargos em comissão criados.

Por fim, e não menos grave, foram considerados aumentos de forma não lineares, caracterizando favorecimento tão somente à alguns servidores do Município, e não a todos os servidores.

4 – É falácia e até mesmo má-fé alegar que a rescisão dos contratos temporários de trabalho firmados pelo Poder Executivo implicará em desassistência à saúde, educação e outros, já que a Constituição da República Federativa do Brasil é categórica ao dispor que é obrigação do Município a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma da Constituição. Ou seja: com a rescisão dos contratos não haverá qualquer espécie de prejuízo aos serviços públicos a habituais e essenciais do Município.

Por fim, esclarecem os vereadores que o vereador tem como função primordial representar os interesses da população perante o poder público, razão pela qual reafirmarmos nosso compromisso com a população de Capela Nova na busca de dias melhores, sempre pautados na legalidade, impessoalidade, moralidade, e desde já sugerimos ao Poder Executivo que elabore um projeto de lei impessoal, legal, e moral, ocasião em que o mesmo será avaliado e votado na forma prevista no Estado Democrático de Direito.

Uma nota de 1 real por R$12 mil? Sim, é real

Essas peças, que agora valem muito mais do que seu valor “oficial”, são objetos de estudo e investimento, despertando enorme interesse de colecionadores.

As antigas cédulas e moedas de 1 real, que já foram comuns em nossos bolsos, hoje se transformaram em verdadeiros tesouros para colecionadores e numismatas.

Essas peças, que agora valem muito mais do que seu valor “oficial”, são objetos de estudo e investimento, despertando enorme interesse. Mas qual é a história por trás delas e quais são suas características distintas? E por que algumas chegam a valer até R$20.000?

Um pouco de história: as cédulas de 1 real

Lançadas em 1994 com o Plano Real, as cédulas de 1 real marcaram uma era na economia brasileira. Contudo, em 2005, foram substituídas por moedas, tornando-se itens raros e cobiçados por colecionadores. Mas não são todas as cédulas de 1 real que carregam um valor elevado; características específicas, como a série, a cor, a assinatura e o estado de conservação, determinam seu real valor no mercado numismático.

Detalhes que valorizam as cédulas

Uma cédula de 1 real valiosa tem características distintas: é verde, com a Efigie da República e um beija-flor estampados, letras BA no registro da série, e as assinaturas de Pedro S. Malan e Gustavo J. L. Loyola. Cédulas entre as séries B0001 e 0072A são as mais procuradas, com algumas alcançando valores de até R$440.

O renascimento do valor das cédulas

Cédulas de 1 real, mesmo fora de circulação, ganharam um novo destaque no mundo do colecionismo numismático, principalmente aquelas com erros de impressão e preservadas em ‘Flor de Estampa’. Essas podem alcançar valores notáveis: por exemplo, uma cédula de 1944 pode valer até R$1.700,00, enquanto uma de 2003 pode atingir R$2.000,00. Além disso, cédulas com erros de corte também são muito procuradas e podem valer até R$3.500,00.

Moedas de 1 real no cenário do coleccionismo

As moedas de 1 real, especialmente as comemorativas, como as das Olimpíadas do Rio de 2016, também despertam grande interesse. A mais rara delas, a moeda da entrega da bandeira de 2012, é a mais procurada e pode valer até R$20.000,00.

Conservação: chave para valorização

Para colecionadores, a conservação da cédula ou moeda é essencial. Protegê-las de umidade, luz solar e manuseio excessivo garante a preservação de seu valor. O armazenamento adequado em capas plásticas para numismática e estojos para moedas é vital.

Cuidados ao vender cédulas e moedas raras

Ao vender peças raras, é importante pesquisar seu valor de mercado, garantir a proteção durante o transporte e escolher compradores confiáveis. O mercado numismático é dinâmico, e os valores podem variar, exigindo atualização e informação constante.

FONTE CAPITALIST

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.