PIX de até R$ 1.000,00 HOJE (27/02) cadastrando o seu CPF: PRESENTÃO é CONFIRMADO e CPFs 1,2,3,4,5,6,7,8,9 e 0 são liberados para participar

O CPF na Nota Fiscal é uma prática adotada por alguns estados brasileiros com o objetivo de combater a sonegação fiscal e garantir o recolhimento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Além disso, essa iniciativa oferece benefícios e vantagens aos consumidores que optam por informar o seu CPF na hora da compra. Mas será que realmente vale a pena colocar o CPF na nota?

A saber, a principal razão para colocar o CPF na nota fiscal está relacionada ao combate à sonegação fiscal. Ao exigir a inclusão do CPF na nota, o consumidor contribui para que a venda seja registrada corretamente, evitando a ocultação de valores financeiros e a redução indevida dos impostos a serem pagos. Dessa forma, é possível garantir que os estabelecimentos cumpram as leis fiscais e ajudar na arrecadação de recursos para o país.

Além disso, colocar o CPF na nota também é uma forma de combater a pirataria e contribuir para a tributação fiscal do comércio. Muitos vendedores têm o hábito de ocultar essa informação, mas ao solicitar a inclusão do CPF na nota, o consumidor está colaborando para que essa prática seja coibida.

Uma das vantagens de colocar o CPF na nota fiscal são os programas de benefícios oferecidos pelos estados. Esses programas visam incentivar os consumidores a adotarem essa prática, oferecendo vantagens e recompensas. Embora as regras e os benefícios possam variar de um estado para outro, uma vantagem muito comum oferecida é a realização de sorteios.

A saber, Dependendo do estado, o consumidor concorre a prêmios em dinheiro, que podem chegar a valores significativos, como, por exemplo, um PIX de R$1.000,00 cadastrando o CPF na nota. Confira!

PIX de R$1.000 cadastrando CPF na Nota: Sorteio tem informações disponíveis

O programa Nota Legal realizará o sorteio do 1º semestre de 2024 em 23 de maio. A informação foi divulgada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) em 20 de fevereiro de 2024. Neste sorteio, serão distribuídos R$ 3 milhões em prêmios para 12,6 mil contemplados. Dentre as oportunidades disponível, há a liberação de um PIX de R$1.000,00.

Para ser elegível ao sorteio do Nota Legal, é necessário fazer o cadastro no programa até 3 de abril de 2024, sem possuir débitos. Além disso, é preciso ter pelo menos uma compra registrada com CPF na nota, realizada entre 1º de maio de 2023 e 31 de outubro de 2023. Cada compra vale como um bilhete para concorrer aos prêmios sorteados, sendo o limite máximo de 200 bilhetes por mês.

A princípio, os sorteios do Nota Legal serão realizados por meio de um aplicativo desenvolvido pela Secretaria de Fazenda do Distrito Federal (Sefaz-DF). Os resultados serão divulgados tanto no site oficial do Nota Legal quanto por e-mail aos ganhadores. É importante manter os dados cadastrais atualizados para receber as informações sobre os prêmios.

O sorteio do Nota Legal contemplará um total de 12,6 mil sortudos com os seguintes prêmios:

  • 1 prêmio de R$ 500 mil
  • 2 prêmios de R$ 200 mil
  • 3 prêmios de R$ 100 mil
  • 4 prêmios de R$ 50 mil
  • 10 prêmios de R$ 10 mil
  • 30 prêmios de R$ 5 mil
  • 50 prêmios de R$ 1 mil
  • 500 prêmios de R$ 200
  • 12 mil prêmios de R$ 100

Para participar do Nota Legal, é necessário fazer o cadastro no site oficial do programa (https://www.notalegal.df.gov.br/). Após o cadastro, é preciso solicitar a inclusão do CPF nas notas fiscais a cada compra de bem ou serviço.

Para quem não mora no Distrito Fedederal, como receber o PIX?

O CPF na Nota Fiscal está disponível para moradores de diversos estados brasileiros. Entre os estados que oferecem benefícios através do programa, estão:

  • São Paulo
  • Rio de Janeiro
  • Minas Gerais
  • Maranhão
  • Alagoas
  • Bahia
  • Ceará
  • Amazonas
  • Sergipe
  • Rio Grande do Norte
  • Rondônia
  • Paraná
  • Distrito Federal
  • Mato Grosso do Sul

Cada estado pode ter regras e benefícios específicos, por isso é importante consultar as informações do programa em seu local de residência.

Consultando o dinheiro da NOTA

A saber, é importante ressaltar que a liberação dos recursos do CPF na nota é simples e pode ser feito a qualquer momento, desde que haja saldo disponível. Para realizar essa ação, basta seguir os seguintes passos:

  1. Em primeiro lugar, acesse o site da Secretaria da Fazenda do Estado em que você reside;
  2. A seguir, faça o login utilizando seus dados pessoais;
  3. Verifique se há saldo disponível;
  4. Por fim, caso você tenha saldo liberado em seu CPF, siga as instruções para resgatar o valor acumulado.

Além disso, pelo mesmo site, é possível se cadastrar para participar de sorteios de prêmios. Lembre-se de que a cada mês expiram novos créditos, por isso, é importante fazer a transferência mês a mês. Se você ainda não está cadastrado no programa, é possível se cadastrar a qualquer momento.

FONTE REVISTA DOS BENEFÍCIOS

Caixa Tem pode liberar Pix de R$ 750 para você; saiba como receber

Descubra como o Caixa Tem pode liberar Pix de R$ 750 para você. Informações essenciais sobre como receber essa vantagem.

Caixa Econômica Federal confirmou a disponibilidade de R$ 750,00 para os beneficiários do Bolsa Família, por meio do Caixa Tem. Esse valor é composto pela parcela regular de R$ 600,00 somada aos benefícios adicionais do programa. Conheça as modalidades de benefícios e saiba como garantir o recebimento total:

  • Benefício Primeira Infância (BPI): Oferece R$ 150,00 para famílias com crianças de 0 a 6 anos;
  • Benefício Variável Familiar (BVF): Repassa R$ 50,00 para famílias com crianças e adolescentes de 7 a 18 anos, incluindo gestantes;
  • Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): Concede R$ 50,00 para famílias com mulheres amamentando crianças de até 6 meses.

Benefícios cumulativos pelo Caixa Tem

Os benefícios oferecidos são versáteis e podem ser combinados de várias maneiras para atingir o valor total de R$ 750,00. Aqui estão algumas opções detalhadas:

  1. Parcela regular + 1 BPI:
    • Valor da Parcela regular: R$ 600,00
    • Valor do BPI: R$ 150,00
    • Total: R$ 750,00
  2. Parcela regular + 3 BVF:
    • Valor da Parcela regular: R$ 600,00
    • Valor de 3 BVF (Benefício Variável Fixo): R$ 50,00 cada
    • Total: R$ 600,00 + R$ 50,00 + R$ 50,00 + R$ 50,00 = R$ 750,00
  3. Parcela regular + 2 BVF + 1 BVN:
    • Valor da Parcela regular: R$ 600,00
    • Valor de 2 BVF (Benefício Variável Fixo): R$ 50,00 cada
    • Valor de 1 BVN (Benefício Variável Nominal): R$ 50,00
    • Total: R$ 600,00 + R$ 50,00 + R$ 50,00 + R$ 50,00 = R$ 750,00

Essas combinações flexíveis proporcionam aos beneficiários a liberdade de escolher a composição que melhor atenda às suas necessidades ou preferências, permitindo que alcancem o montante desejado de R$ 750,00.

Calendário de pagamento do Bolsa Família

  • NIS de final 1: 18 de janeiro;
  • NIS de final 2: 19 de janeiro;
  • NIS de final 3: 22 de janeiro (antecipado para o sábado, 20);
  • NIS de final 4: 23 de janeiro;
  • NIS de final 5: 24 de janeiro;
  • NIS de final 6: 25 de janeiro;
  • NIS de final 7: 26 de janeiro;
  • NIS de final 8: 29 de janeiro (com antecipação para o dia 27);
  • NIS de final 9: 30 de janeiro;
  • NIS de final 0: 31 de janeiro.

A utilização do Caixa Tem proporciona uma opção digital e eficiente para o recebimento desses valores, incluindo a praticidade do Pix. Essa medida visa fornecer suporte financeiro de maneira simplificada, especialmente para famílias em situação de vulnerabilidade. A inclusão do Pix no Caixa Tem reforça a busca por alternativas ágeis e seguras.

FONTE SEU CRÉDITO DIGITAL

Cuidado! Golpe promete desconto de 50% no IPVA via PIX

Cibercriminosos utilizam o começo do ano e o IPVA para aplicar golpes financeiros

A empresa de segurança digital  Kaspersky alerta para uma recente e elaborada campanha de phishing que se utiliza do tema do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) como isca.

Cibercriminosos estão enviando e-mails falsos oferecendo descontos atrativos de 50% no IPVA via PIX, direcionando as vítimas a um site falso especificamente criado para a aplicação desse golpe.

Como o golpe funciona?

As vítimas recebem e-mails bem redigidos, aparentemente sem erros ortográficos, apresentando uma oportunidade de emissão de guia de pagamento do IPVA. O e-mail oferece um suposto desconto de 50%, acompanhado por um botão de consulta que, ao ser clicado, direciona a vítima para um site falso.

Ao acessar o site fraudulento, as pessoas se tornam alvo de um ataque “man-in-the-middle”, no qual os cibercriminosos interceptam informações inseridas, incluindo dados pessoais e detalhes do veículo. O site fraudulento consulta o site legítimo do órgão de trânsito, obtendo o valor real do suposto IPVA devido pelo usuário, conferindo maior veracidade ao golpe.

Os golpistas, prometendo um desconto substancial no IPVA, conduzem o dono do veículo a uma página onde é possível gerar o código de pagamento das faturas, com a opção de pagamento exclusivamente via PIX por QR code.

Ao realizar o pagamento, os fundos são transferidos para uma conta em um banco digital controlada pelos criminosos, resultando em perda financeira direta para as vítimas.

Como não cair em golpes do IPVA

A Kaspersky faz as seguintes recomendações aos usuários para prevenir-se contra golpes de phishing relacionados ao IPVA:

  • Desconfie de descontos significativos e promoções inusitadas. Fique atento a e-mails que oferecem descontos expressivos ou promoções fora do comum.
  • Verifique cuidadosamente os links. Antes de clicar em qualquer link, verifique cuidadosamente sua autenticidade e evite inserir informações pessoais em sites suspeitos.
  • Mantenha o software antivírus atualizado. A atualização regular do software antivírus e anti-malware é crucial, por poder reconhecer sites falsos e links maliciosos.
  • Conhecimento sobre táticas de phishing. Eduque-se sobre as táticas de phishing e esteja ciente de como reconhecê-las. Nem toda mensagem é confiável; portanto, evite repassar possíveis golpes.

FONTE O TEMPO

NOVO GOLPE! Ligação da inteligência artificial do Bradesco faz brasileiros perderem dinheiro

Com a popularização da inteligência artificial, é preciso que os cidadãos fiquem atentos para não caírem em armadilhas criadas por bandidos que utilizam a ferramenta para causar prejuízos. Recentemente, um novo golpe envolvendo uma ligação falsa fez diversas vítimas em todo o país.

Recentemente, diversas reclamações foram registradas nas redes sociais de clientes do Bradesco. Nas postagens, eles afirmaram ter recebido uma ligação que supostamente seria da inteligência artificial do banco.

Na chamada, ela informa sobre a realização de uma movimentação financeira suspeita na conta dos correntistas. Em seguida, solicita que eles liguem para um número e informem dados pessoais.

Apesar de parecer verdadeira, a ligação se trata de um golpe já que a ferramenta do Bradesco não entra em contato por meio de chamadas. Atualmente, ela está disponível apenas no próprio app do banco, que pode ser baixado neste link, e via WhatsApp.

Confira uma série de cuidados para não cair no novo golpe:

O cidadão deve estar atento ao número pelo qual recebe o contato;
Caso desconfie de golpe, ele deverá desligar a ligação e ligar diretamente para o número oficial do seu banco;
Vale lembrar ainda que as instituições não realizam a solicitação de senhas, conta bancária ou número do cartão, por exemplo;
Além disso, o cidadão também não deverá fornecer suas informações pessoais;
Os mesmos cuidados são válidos para conversas suspeitas via WhatsApp;
Para consultar a veracidade das informações, o cidadão deve procurar qual o canal oficial de comunicação da sua instituição financeira no aplicativo;
Geralmente, ele é verificado por meio de um selo que aparece no topo da conversa;
Além disso, o cidadão deve evitar clicar em links suspeitos enviados por números desconhecidos;
O cuidado é necessário porque, ao clicar, ele poderá baixar um vírus para o seu dispositivo, caindo assim em um novo golpe.

FONTE FDR

Transferências PIX serão cobradas a partir desse mês? Veja comunicado oficial do Banco Central

Pix se tornou um dos métodos de pagamento mais populares no Brasil e tem sido amplamente utilizado pelos brasileiros devido à sua rapidez, praticidade e, acima de tudo, gratuidade. No entanto, surgiu uma dúvida em 2023: o Banco Central começará a cobrar por transferências Pix?

De acordo com dados da Febraban, o Pix ultrapassou outros métodos de pagamento em popularidade no Brasil em 2022. Sua adoção em massa se deve à sua praticidade e à possibilidade de realizar transferências instantâneas a qualquer hora e dia. Além disso, a gratuidade do serviço para pessoas físicas tem sido um grande atrativo para os usuários.

Quem deve pagar as tarifas do Pix em 2024?

Embora o Pix seja geralmente gratuito para pessoas físicas, existem algumas situações em que podem ser cobradas tarifas. De acordo com as regras estabelecidas pelo Banco Central, as tarifas relacionadas ao Pix podem ser cobradas das pessoas físicas nas seguintes situações:

  1. Recebimento de recursos com finalidade de compra.
  2. Envio de recursos, com as finalidades de saque ou de troco, a partir da 9ª transação por mês.

É importante ressaltar que cada instituição financeira pode ter sua própria política de tarifação, portanto, é fundamental verificar as condições específicas do seu banco.

Apesar das especulações em torno da possibilidade de cobrança pelo uso do Pix, o Banco Central já se posicionou diversas vezes afirmando que o serviço continuará gratuito para pessoas físicas, exceto nas situações mencionadas anteriormente. Ou seja, os brasileiros não precisam se preocupar com a cobrança de tarifas adicionais pelo uso do Pix.

Vantagens do Pix

Pix oferece uma série de vantagens que o tornam uma opção atrativa para os brasileiros. Algumas das principais vantagens incluem:

  1. Rapidez: As transferências são instantâneas, permitindo que o dinheiro seja enviado e recebido em questão de segundos.
  2. Disponibilidade: O Pix funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, possibilitando transações a qualquer momento.
  3. Gratuidade: Na maioria dos casos, o Pix não cobra tarifas para transações entre pessoas físicas.
  4. Diversidade: Além de transferências entre pessoas, o Pix também pode ser usado para pagar contas, fazer compras, recarregar o celular e até mesmo receber salários.

Essas vantagens tornam o Pix uma opção conveniente e econômica para os brasileiros, simplificando o processo de transferência de dinheiro e eliminando a necessidade de métodos tradicionais mais demorados, como TED e DOC.

Embora tenha havido especulações sobre a possibilidade de o Banco Central começar a cobrar pelo uso do Pix, a gratuidade do serviço para pessoas físicas continua garantida. As tarifas relacionadas ao Pix são aplicáveis apenas em situações específicas, como recebimento de recursos com finalidade de compra e envio de recursos a partir da 9ª transação por mês. Portanto, os brasileiros podem continuar utilizando o Pix de forma gratuita e desfrutar de suas vantagens, como rapidez, disponibilidade e diversidade de uso.

Lembre-se sempre de verificar a política de tarifação do seu banco, pois pode haver variações em relação às condições mencionadas neste artigo. O Pix é uma solução inovadora que veio para facilitar as transações financeiras e proporcionar mais agilidade e comodidade aos brasileiros. Aproveite os benefícios desse serviço e desfrute de todas as suas vantagens sem se preocupar com cobranças adicionais.

Créditos: Revista Dos Benefícios.

FONTE TERRA BRASIL NOTÍCIAS

Pix sepulta tradicionais formas de pagamento bancário a partir do dia 15

A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) comunicou o fim do uso do DOC (Documento de Ordem de Crédito), tanto para pessoas físicas quanto para jurídicas, e do TEC (Transferência Especial de Crédito), feitas exclusivamente por empresas para pagamento de benefícios a funcionários, a partir do dia 15 de janeiro.

A data máxima de agendamento do DOC é 29 de fevereiro, quando o sistema será encerrado definitivamente. No mesmo dia também será encerrado o prazo para os bancos processarem os agendamentos enviados pelos clientes.

Dois dos meios mais tradicionais de transferência bancária, TEC e DOC eram utilizados para transações de no máximo R$ 4.999,99 de forma agendada para outras contas. As agências bancárias cobravam pelo serviço. Mas com a inovação do Pix, que é totalmente gratuito, a ferramenta foi caindo em desuso.

Levantamento feito pela Febraban sobre meios de pagamento com base em dados divulgados pelo Banco Central mostra que as transações via DOC no primeiro semestre de 2023 somaram 18,3 milhões de operações, apenas 0,05% do total de 37 bilhões de operações feitas no ano.

O DOC ficou bem atrás dos cheques (125 milhões), TED (448 milhões), boleto (2,09 bilhões), cartão de débito (8,4 bilhões), cartão de crédito (8,4 bilhões) e do Pix, a escolha preferida dos brasileiros, com 17,6 bilhões.

FONTE TERRA BRASIL NOTÍCIAS

Divulgada a lista atualizada de CPFs que vão receber o PIX de R$15 mil do AUXÍLIO BRASIL

O Auxílio Brasil (atual Bolsa Família) tem sido um programa essencial para milhões de brasileiros ao longo dos anos, fornecendo suporte financeiro em momentos de necessidade. Em 2024, o programa será reformulado e oferecerá uma compensação financeira no valor de R$ 15 mil para os cidadãos cujos dados foram indevidamente vazados em um incidente ocorrido em 2022.

O Instituto Sigilo, uma entidade facilitadora, criou uma plataforma gratuita para consulta de elegibilidade, tornando o processo mais acessível e conveniente para os beneficiários. Neste artigo, vamos guiá-lo passo a passo sobre como verificar sua elegibilidade e solicitar o pagamento junto à Caixa Econômica Federal.

Passo 1: Acesse o site do Instituto Sigilo

Para iniciar o processo, acesse o site oficial do Instituto Sigilo através de seu navegador de preferência. Certifique-se de estar em um ambiente seguro e confiável para proteger suas informações pessoais. O Instituto Sigilo valoriza a segurança dos dados fornecidos pelos cidadãos e garante que todas as informações serão tratadas de forma sigilosa e de acordo com as regulamentações vigentes.

Passo 2: Informe seus dados básicos

Na plataforma do Instituto Sigilo, você precisará fornecer seus dados básicos, incluindo CPF, nome completo, e-mail e número de telefone. Essas informações são essenciais para que o Instituto Sigilo possa verificar sua elegibilidade ao Auxílio Brasil. Certifique-se de fornecer as informações corretas e atualizadas para evitar qualquer problema durante o processo de verificação.

Passo 3: Concordância com os termos e condições

Antes de prosseguir, é importante ler atentamente os termos e condições da plataforma do Instituto Sigilo. Certifique-se de compreender todas as informações apresentadas e, caso concorde, marque a caixa indicando sua conformidade. É fundamental estar ciente de todos os detalhes envolvidos no processo de verificação e pagamento do Auxílio Brasil.

Passo 4: Realize o teste CAPTCHA

Para garantir que apenas usuários reais tenham acesso à plataforma do Instituto Sigilo, um teste CAPTCHA é utilizado. Siga as instruções apresentadas na tela e resolva o teste para confirmar que você é um usuário real. Essa etapa é importante para evitar a interação de robôs e garantir a segurança do processo de verificação.

Passo 5: Verifique sua elegibilidade

Após concluir as etapas anteriores, a plataforma do Instituto Sigilo realizará uma análise com base nos dados fornecidos. Ela verificará se você tem direito ao recebimento do valor de R$ 15 mil em sua conta bancária. Essa verificação levará em consideração sua relação com o programa social e se seus dados foram indevidamente vazados durante o incidente de 2022.

Passo 6: Entre em contato com a Caixa Econômica Federal

Caso seja elegível para receber a compensação financeira do Auxílio Brasil, a próxima etapa é entrar em contato com a Caixa Econômica Federal para requisitar o pagamento. O Instituto Sigilo fornecerá todas as informações necessárias para que você possa entrar em contato com o banco e solicitar o valor de R$ 15 mil. Certifique-se de seguir as orientações fornecidas pelo Instituto Sigilo e da Caixa Econômica Federal para garantir um processo tranquilo e eficiente.

Benefícios do Instituto Sigilo

O Instituto Sigilo desempenha um papel fundamental ao oferecer uma plataforma gratuita para consulta de elegibilidade ao recebimento do Auxílio Brasil. Além disso, ele traz diversos benefícios para os cidadãos, tais como:

  • Acessibilidade: A plataforma do Instituto Sigilo permite que os cidadãos consultem sua elegibilidade sem sair de casa, evitando deslocamentos e burocracias adicionais.
  • Segurança: O Instituto Sigilo prioriza a segurança dos dados fornecidos pelos cidadãos. Todas as informações são tratadas de forma sigilosa e de acordo com as regulamentações vigentes.
  • Suporte: Caso surjam dúvidas durante o processo, o Instituto Sigilo oferece suporte para auxiliar os usuários. Você pode entrar em contato com a equipe responsável através dos canais de comunicação disponibilizados na plataforma.

Em conclusão, o Auxílio Brasil promove uma importante compensação financeira no valor de R$ 15 mil para os cidadãos que tiveram seus dados pessoais violados indevidamente. O Instituto Sigilo desempenha um papel fundamental ao oferecer uma plataforma gratuita para consulta de elegibilidade e aproximar os beneficiários de seu direito. Ao seguir o guia passo a passo fornecido neste artigo, você poderá verificar sua elegibilidade e, se for o caso, requisitar o pagamento junto à Caixa Econômica Federal. Lembre-se de que o Instituto Sigilo está disponível para auxiliá-lo durante todo o processo, garantindo a segurança e a acessibilidade necessárias.

FONTE BRASIL 123

PIX Automático: Nova funcionalidade começar a valer no país em 2024

PIX surgiu no Brasil há poucos anos, e sua aceitação pela população foi muito positiva. Hoje em dia, é difícil encontrar uma pessoa que não utilize essa forma de transação financeira. Até mesmo as pessoas que não têm muita familiaridade com os meios digitais conhecem o sistema de pagamentos instantâneo.

Nos últimos dias, muitas notícias envolvendo a nova funcionalidade do PIX apareceram na internet. Trata-se do Pix Automático, a nova função do sistema de pagamentos instantâneos, que já tem data definida para começar a valer no Brasil. Mas você sabe o que vai mudar com a implantação da modalidade? Descubra tudo neste texto.

Saiba mais sobre o Pix Automático

Em primeiro lugar, vale destacar que o Banco Central (BC) começou a projetar o PIX em 2016, promovendo diversas mudanças e melhorias nos anos seguintes. Assim, apenas em novembro de 2020 que o sistema começou a valer de forma integral no país.

De acordo com o BC, o Pix Automático funcionará como uma versão do débito automático, de maneira mais aprimorada. Este serviço vai permitir aos usuários o pagamento de despesas recorrentes, como:

  • Contas de luz, água e telefone;
  • Escolas e faculdades;
  • Academias e condomínio;
  • Dívidas parceladas a longo prazo.

A saber, o funcionamento do Pix Automático ocorrerá através do convênio entre a prestadora de serviços e os bancos. Como poucos bancos oferecem essa modalidade, a nova funcionalidade deverá impactar fortemente a concorrência, segundo o Banco Central (BC).

No brasil, o débito automático depende de convênios bilaterais com as instituições. Portanto, há muita complexidade operacional, sem contar nos custos elevados. Tudo isso restringe o serviço a grandes empresas, ou seja, a população em geral não tem acesso ao serviço, mas sim as prestadoras de serviços públicos, em sua maioria.

Com a entrada em funcionamento do Pix Automático, as empresas de qualquer segmento e porte poderão acessar a funcionalidade. Em outras palavras, haverá uma abrangência do serviço, que permitirá o débito de consumo de vários serviços, como energia elétrica, gás, streaming, escolas, condomínios e academias, entre outros.

Pix Automático deverá facilitar a vida das pessoas

Segundo o BC, o Pix Automático deverá tornar mais fácil o débito automático de diversas contas, dando mais comodidade aos usuários. Em suma, os pagamentos ocorrerão de maneira automática, a partir da autorização prévia das pessoas.

Dessa forma, os brasileiros não precisarão mais se preocupar em realizar transferências ou pagamentos manuais todos os meses. Como as dívidas chegam mensalmente, e as pessoas acabam realizando as mesmas ações, o débito será automático será uma verdadeira liberdade desse compromisso.

Essa nova funcionalidade será muito prática e conveniente para os clientes, proporcionando economia de tempo e evitando o esquecimento do pagamento de contas e dívidas. O BC também revelou que haverá a redução dos custos administrativos. Isso beneficiará tanto os usuários quanto as empresas.

Veja como a nova modalidade vai funcionar

A nova modalidade do Pix terá o seguinte funcionamento:

  • A pessoa física informa à empresa que deseja pagar com o Pix Automático;
  • A empresa envia a proposta de pagamento pela modalidade;
  • O cliente confirma a autorização para o pagamento.

Além disso, a funcionalidade também poderá ter o seguinte esquema:

  • A empresa disponibiliza a opção de pagamento com o Pix Automático;
  • O cliente paga a conta via QR Code e tem a opção de aderir à modalidade.

Quando o Pix Automático começa a valer? 

Em resumo, o lançamento da nova funcionalidade do PIX deverá acontecer com alguns meses de atraso. Inicialmente, o Banco Central (BC) havia projetado que o lançamento do Pix Automático ocorreria em abril de 2024.

No entanto, a entidade modificou a data de lançamento, e a modalidade vai começar a operar no Brasil apenas no dia 28 de outubro de 2024. O BC fez o anúncio da nova data no último dia 7 de dezembro, e agora resta aos brasileiros aguardarem o início do funcionamento da modalidade no país.

BC está desenvolvendo outras funcionalidades

Há alguns meses, o BC informou que está desenvolvendo outras funcionalidades para o PIX, além das citadas. “O uso de novas tecnologias que tornam a experiência de pagamento ainda mais rápida pode ser benéfico principalmente em alguns casos de uso específicos, como pagamentos de pedágios em rodovias, estacionamentos e transporte público“, disse o BC no relatório de gestão do Pix.

No final de agosto, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou que o Pix vai assumir o lugar dos cartões de crédito no país em algum momento. Inclusive, o BC vem planejando utilizar o sistema de pagamento instantâneo dessa maneira, ocupando o lugar dos cartões de crédito.

Em síntese, a nova função teria o poder de dispensar as bandeiras dos cartões de crédito, promovendo uma redução dos custos e das taxas de juros, pois haveria uma intermediário a menos no processo de utilização dos cartões. Isso mostra que os brasileiros poderão aproveitar o meio de pagamento instantâneo para utilizá-lo tanto como débito automático quanto como cartão de crédito.

FONTE NOTÍCIAS CONCURSOS

ESTE método é EFICAZ para RECUPERAR dinheiro perdido em GOLPE DO PIX

Poucos usuários conhecem seus direitos quanto a isso

Você já tomou conhecimento de que há uma maneira de obter compensação financeira em casos de fraude envolvendo PIX? Mesmo sendo uma informação relativamente antiga, uma parcela significativa da população não está ciente dessa alternativa.

Um estudo atual da fintech Silverguard, especializada em proteção monetária, aponta que a maioria dos cidadãos brasileiros não está familiarizada com o Mecanismo de Restituição Especial (MRE) para o PIX. Essa funcionalidade é crucial para reembolsar valores que foram desviados em golpes associados ao sistema de transferência instantânea.

Como ter reembolso em caso de golpe com PIX?

De maneira intrigante, mesmo entre indivíduos que sofreram prejuízos devido a fraudes com o PIX (uma proporção de 67% dos participantes da pesquisa), a ignorância sobre o reembolso permanece alta.

O sistema de transferência imediata de valores, criado pelo órgão regulador Banco Central do Brasil, representa uma inovação no cenário de movimentações financeiras. Afinal, ele objetiva simplificar as operações de envio e recebimento.

Contrastando com isso, o Mecanismo de Restituição para o PIX é um recurso exclusivo, elaborado especificamente para simplificar o ressarcimento em situações de enganos. Assim, aumentam-se as chances de recuperar o capital para as pessoas lesadas.

ESTE método é EFICAZ para RECUPERAR dinheiro perdido em GOLPE DO PIX
Poucos usuários conhecem seus direitos quanto a isso – Imagem: Shutterstock

Entenda o funcionamento da restituição

O MRE é uma funcionalidade intrínseca ao ambiente do PIX.  Seu principal propósito é otimizar o protocolo de ressarcimento em ocorrências de artimanhas e trapaças, elevando as possibilidades de reaquisição do dinheiro perdido, como citado.

Quando um indivíduo é vítima de um golpista, ele deve protocolar o pedido de reembolso junto à sua entidade bancária. O prazo é de, no máximo, de 80 dias subsequentes à operação fraudulenta.

Posteriormente, a instituição financeira realiza uma apuração meticulosa. Ela buscará identificar possíveis atividades ilícitas relacionadas à transação.

O acionamento do MRE do PIX: quando ocorre?

A ativação do ressarcimento é uma prerrogativa da instituição bancária e acontece em cenários muito específicos. Vamos esclarecer as situações que podem instigar esse mecanismo:

  • Dolos e estratagemas: Situações onde um cliente é exposto a manobras enganosas ou ardilosidades vinculadas ao PIX, sem necessariamente envolver violência;
  • Técnica de engano: Momentos em que o usuário é enganado por agentes maliciosos, induzindo-o a efetuar uma transferência que acarreta prejuízo financeiro;
  • Erro de crédito por desvios operacionais: O MRE pode ser mobilizado em contextos onde ocorre uma transferência não autorizada devido a imperfeições nos sistemas da entidade bancária, como, por exemplo, o envio repetitivo de uma operação por responsabilidade da instituição.

Como pleitear a restituição do PIX?

O trâmite para requerer o reembolso de uma operação PIX através do MRE se desenvolve da seguinte forma:

  • O cliente formaliza a queixa em seu banco, especificando os acontecimentos.
  • A entidade financeira avalia o incidente e, se considerado passível de MRE do PIX, bloqueia os fundos na conta do beneficiário da transação.
  • A análise do caso é concluída em um prazo de até sete dias. Caso não se detecte ilicitude, os recursos são liberados ao beneficiário.
  • Em cenários confirmados de fraude, a pessoa prejudicada é ressarcida em até 96 horas, podendo ser de forma completa ou parcial, conforme a circunstância.

É crucial enfatizar que a compensação não assegura uma restituição total.  Em determinadas situações, a entidade pode recuperar apenas parte do valor no domínio fraudulento, resultando em um reembolso parcial.

Quando a restituição do Pix não se aplica?

É imperativo dizer que a restituição não é viável em algumas situações, incluindo:

  • Falha na Chave PIX: Momentos onde ocorrem equívocos na inserção da chave pelo consumidor.
  • Transferência Involuntária: Cenários onde o usuário efetua um repasse de forma equivocada a outro indivíduo.
  • Descontentamento Pós-Transação: Ocorrências em que o remetente lamenta ter realizado o PIX após sua efetivação.
  • Desavenças Mercantis entre Usuários: Conflitos entre duas partes (pessoa física ou jurídica) referentes a um PIX que engloba uma operação comercial.

Dessa forma, o MRE é projetado primordialmente para confrontar circunstâncias extremas. Assim, fornece uma solução específica para situações mais complexas de enganos e truques no contexto das transações financeiras imediatas.

FONTE NOTÍCIAS CONCURSOS

Mega da Virada 2023: É possível receber o prêmio por Pix?

No próximo domingo, 31 de dezembro, a Mega da Virada 2023 promete entrar para a história das loterias brasileiras ao sortear um prêmio recorde de R$ 570 milhões. O aguardado sorteio, considerado o maior já realizado no país, está programado para ocorrer às 20h, horário de Brasília.

O felizardo contemplado com o prêmio da Mega da Virada deverá seguir um procedimento específico para resgatar a quantia, que não é acumulativa. Após celebrar a incrível conquista e manter o bilhete cuidadosamente guardado, o ganhador precisará se dirigir a uma das agências da Caixa Econômica Federal para efetuar o saque.

Prêmios brutos superiores a R$ 2.112,00, conforme informações da Caixa, só podem ser resgatados pessoalmente nas agências. A apresentação do comprovante de identidade original com CPF e do recibo de aposta original e premiado é obrigatória.

Já para os premiados com valores iguais ou superiores a R$ 10 mil, o pagamento será efetuado em um prazo mínimo de dois dias úteis. Esse prazo é contado a partir da apresentação do bilhete vencedor em uma agência da Caixa Econômica Federal.

É possível receber o prêmio por Pix?

Com a proximidade do aguardado sorteio da Mega da Virada 2023, surge a dúvida: é possível receber o prêmio por Pix? Atualmente, a resposta é não; no entanto, existem outras formas de retirar o dinheiro proveniente das apostas realizadas no Portal Loterias Caixa ou no aplicativo Loterias Caixa.

Para prêmios cujo valor líquido seja de até R$ 1.478,40 (bruto de R$ 2.112,00), ainda que o Pix não seja uma opção, os ganhadores têm alternativas acessíveis. Eles podem dirigir-se a qualquer unidade lotérica para receber o montante, ou optar pela transferência ao Mercado Pago.

Aqueles que escolherem a lotérica devem apresentar o comprovante impresso da aposta, contendo um código de barras. Além disso, é necessário saber o código de resgate, composto por seis números, gerado no Portal Loterias Caixa, com validade de 24 horas.

Outra alternativa viável é gerar um QR Code para cada aposta premiada, acessando o Portal Loterias Caixa por meio de dispositivos móveis como celulares ou tablets. De acordo com informações disponibilizadas pela Caixa, esse QR Code tem uma validade de 60 minutos e pode ser lido por qualquer lotérica.

Veja até quando apostar na Mega da Virada

Os interessados têm até as 17 horas do último dia do ano para registrar seus palpites. O dia do sorteio coincide com o prazo final para as apostas, aumentando a expectativa em torno do evento que promete marcar o encerramento do ano com uma premiação de R$ 570 milhões.

Vale destacar que as apostas podem ser realizadas tanto de forma presencial quanto virtual. Para aqueles que optarem pelo método presencial, as casas lotéricas estão à disposição para receber os palpites. Já os apostadores que preferem a comodidade online têm a opção de utilizar o aplicativo da instituição ou acessar o portal Loterias Caixa.

No caso das apostas virtuais, é importante observar que o valor mínimo estipulado é de R$ 30. Essa modalidade proporciona aos participantes a praticidade de efetuar suas apostas sem sair de casa, utilizando a plataforma digital da Caixa. Mais informações sobre a Mega da Virada podem ser obtidas nos canais oficiais da instituição.

FONTE NOTÍCIAS CONCURSOS

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.