Entenda para que serve o prendedor que está sendo colocado na saída de ar-condicionado dos carros

Esse pequeno acessório pode ser essencial no conforto e bem-estar dos passageiros

Ter um carro é sonho de muitos brasileiros, mas um componente curioso que vem ganhando destaque é o prendedor colocado na saída de ar-condicionado dos veículos.

Esse pequeno acessório, utilizado apenas para prender as roupas no varal, desempenha um papel crucial no conforto e bem-estar dos passageiros.

Embora pareça loucura, esse truque simples vai transformar o uso desses objetos. Ficou curioso? Leia até o fim e descubra o real motivo.

Entenda para que serve o prendedor que está sendo colocado na saída de ar-condicionado dos carros

Você provavelmente nunca pensou que um simples prendedor de roupas poderia ser a solução para um probleminha chato nos veículos.

Ainda mais quando se trata do ar-condicionado, com um truque simples, esse objeto vai transformar a funcionalidade e o conforto vindos do ar.

Em um artigo publicado pelo site Informe Brasil, o prendedor se tornou indispensável no carro, e o motivo é surpreendente.

Todos nós sabemos que veículos podem acumular odores fortes e mofo, e ter um carro com um cheiro agradável melhora a experiência de qualquer passageiro.

E para isso, basta pingar algumas gotinhas de óleo essencial com aroma de sua preferência no prendedor e colocá-lo na saída do ar-condicionado.

A madeira absorve o óleo e consequentemente o aroma, que vai sendo liberado gradualmente deixando o interior do veículo sempre com um cheiro agradável.

Lembrando que manter o carro limpo é essencial para fugir de odores e fungos causados pela umidade e sujeira.

No entanto, esse truque ameniza os cheiros fortes de maneira fácil, barata e prática, já que são itens facilmente encontrados a preços baixos. Vale a pena testar.

 

FONTE PORTAL 6

Polícia prende ‘Sid Matador’, um dos criminosos mais procurados de MG

Sidney Bertolo é considerado um dos chefes do tráfico em BH e integra lista dos mais procurados do Sejusp

Um dos criminosos na lista de mais procurados da Secretaria de Justiça de Justiça de Minas Gerais (Sejusp), Sidney Bertolo, conhecido no mundo do crime por “Sid Matador”, foi preso nesta quinta-feira (4/4), em Serra, no Espírito Santo.

“Sid” estava foragido há mais de três meses, depois de protagonizar um tiroteio no Bairro Jardim Vitória, na Região Nordeste de BH. Ele é considerado um dos “chefões” da gangue Rua 19, que age na periferia de Belo Horizonte. As imagens do tiroteio foram filmadas pelo celular do suspeito, e, na época, viralizaram nas redes sociais.

A gangue da Rua 19 era comandada por “Sid” e seu irmão, chamado de “Ebinho”, que ainda está foragido. “Sid” deverá ser transferido para Belo Horizonte na próxima semana.

 

FONTE ESTADO DE MINAS

Homem atrai jovem, a estupra e filma abuso; agressor foi preso em MG

Autor conheceu a vítima no local de trabalho dela e a convidou para jantar. Ele foi preso pela PCDF em Minas Gerais

Investigadores da 11ª Delegacia de Polícia (Núcleo Bandeirante) desencadearam, nesta quarta-feira (¾), a operação Predador e prenderam um homem acusado de estuprar uma jovem de 25 anos no Distrito Federal. Durante quase um mês, o agressor, identificado como Henrique, assediou a vítima e a coagiu para que ela não denunciasse o fato à polícia. Ele foi preso em Minas Gerais.

Henrique, morador de Uberlândia (MG), traçou um plano para se aproximar da jovem. Os dois se conheceram no local de trabalho da vítima e, para ela, ele disse ser empresário e que estava em Brasília a negócios. Em 13 de fevereiro, o homem convidou a mulher para jantar e chegou a buscá-la na residência.

Segundo as investigações, no dia do jantar, Henrique estava acompanhado da namorada, de 15 anos. A menina foi apresentada à vítima como sendo funcionária dele. O homem afirmou, ainda, que precisaria levar a “funcionária” até o hotel onde estavam hospedados. Na chegada do estabelecimento, o autor persuadiu a vítima a acompanhá-lo.

Ao chegar no quarto, a jovem foi agredida fisicamente, despida à força e violentada sexualmente. A adolescente presenciou todo o crime. Ainda de acordo com a apuração policial, Henrique gravou todo o estupro com o intuito de ameaçá-la.

Divulgação

Temendo a exposição, a jovem foi torturada psicologicamente por quase um mês. Em 26 de fevereiro, o autor aproximou-se da mãe da vítima e, apresentando-se como seu namorado, conseguiu o número de celular dela. Por mensagem, ele enviou o vídeo do estupro dias depois.

Os policiais da 11ª DP requereram na Justiça a prisão preventiva de Henrique, a qual foi cumprida nesta tarde. “A Polícia Civil do Distrito Federal reitera a importância de as mulheres denunciarem crimes sexuais, pois somente dessa maneira é possível efetivar a justiça, a responsabilização criminal, proteger as vítimas, prevenir futuras ocorrências e promover mudanças sociais por meio de políticas públicas, legislação e aperfeiçoamento dos serviços de apoio”, afirmou o delegado à frente do caso, Bruno Endo.

 

FONTE CORREIO BRAZILIENSE

Preso um dos donos de 1.300 quilos de maconha

Investigações foram feitas por policiais de Campo Belo, que procuraram, agora, por um foragido

Quase três meses depois de apreender 1.300 quilos de maconha em tabletes de 1kg cada, a Polícia Civil de Campo Belo conseguiu identificar e prender um dos traficantes, um homem de 19 anos. O caso ocorreu nessa terça-feira (26/3) em Candeias, na Região Oeste de Minas Gerais, onde foi cumprido mandado judicial.

A droga foi apreendida em 6 de janeiro passado e estava escondida num matagal em Pimentas, zona rural de Candeias.

O homem preso seria o responsável por esconder a droga e impedir que fosse descoberta. Um segundo envolvido, um homem de 38 anos, ainda está foragido.

O preso foi autuado em flagrante por tráfico de entorpecentes e foi levado para o sistema penal. A expectativa dos policiais, agora, é conseguir encontrar o que está foragido.

 

FONTE ESTADO DE MINAS

Funcionário de prefeitura de cidade de Minas preso por pornografia

Caso aconteceu em Jordânia, no norte de Minas Gerais; vítima de 13 anos foi à delegacia com a mãe

Um funcionário da Prefeitura de Jordânia, no norte de Minas Gerais, foi preso pela Polícia Civil de Jacinto, nesta segunda-feira (18/3), em flagrante, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência do suspeito. Ele é investigado por armazenamento de conteúdo pornográfico de adolescentes, bem como exploração e incentivo à prostituição dessas vítimas.

As investigações tiveram início em 23 de fevereiro quando uma vítima, de 13 anos, acompanhada da mãe, compareceu à Delegacia de Polícia Civil de Jacinto. Ela disse que um indivíduo, que é funcionário da prefeitura daquela cidade, estava mantendo contato pelo celular com o adolescente e solicitando imagens de suas partes íntimas com a promessa de pagamento em dinheiro.

A Polícia Civil solicitou, junto à Justiça, a busca e apreensão do aparelho celular e demais dispositivos eletrônicos na residência do suspeito, que foi deferida pelo Judiciário.

O celular foi apreendido e a perícia do aparelho revelou diversas imagens pornográficas envolvendo adolescentes, além de conversas de cunho sexual entre o homem e as vítimas.

O homem, segundo o delegado Victor Wiedenhoelft, foi preso e levado à Delegacia, que representou à Justiça pela conversão da prisão em preventiva. O investigado foi levado para o sistema prisional.

 

FONTE ESTADO DE MINAS

MG: homem que tinha como ‘ritual diário’ perseguir mulher é preso em flagrante

Suspeito alegou que perseguir a mulher e a filha todas as manhãs era seu ‘ritual diário’

Um homem, que não teve a idade divulgada, foi preso em flagrante nessa segunda-feira (11/3) ao ser denunciado por perseguir uma mulher e a filha dela em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira.

O suspeito foi localizado no Bairro Vitorino Braga e preso em flagrante. Ele alegou que fazia um “ritual diário” de seguir as duas até uma creche.

Segundo a Polícia Civil (PCMG), a vítima procurou a Casa da Mulher da cidade alegando que, enquanto levava a filha para a creche pela manhã, percebeu que estava sendo seguida.

De acordo com o relato da mulher, o agressor a esperava próximo à casa dela e a perseguiu desde então, com ameaças constantes. Após deixar a criança na creche, a vítima seguiu caminhando, enquanto o agressor continuava no encalço dela.

Ao perceber que a vítima se dirigia a uma delegacia, o suspeito ameaçou atacá-la com uma faca. A mulher disse que este não foi o primeiro episódio de violência sofrido.

A polícia encontrou uma faca e uma tesoura entre os materiais de artesanato do suspeito, que trabalha vendendo brincos e pulseiras feitas à mão. O homem foi encaminhado ao sistema prisional.

 

FONTE ESTADO DE MINAS

3 homens são presos por extração ilegal de minério; crime que há anos assusta Ribeirão do Eixo

Em área de proteção, chamada de Paraíso da Águas, em Ribeirão do Eixo, três suspeitos foram presos ontem (28/2), pela Polícia Militar (PM). Eles responderão pelo crime de extração ilegal de minério de ferro. Os militares ainda apreenderam no local duas retroescavadeiras.

“As denúncias relatava movimentação de caminhões extraindo ilegalmente minério. Os militares, no local, conseguiram capturar três suspeitos. Eles estavam com vasilhames com vestígios de óleo diesel. As máquinas escavadeiras ainda estavam com os motores quentes. As marcas de pneus eram recentes. Havia muita movimentação de terra – retirada do local. A Polícia Militar de Meio Ambiente também foi acionada. Ela comprovou que além dos crimes ambientais, havia também infrações administrativas. Além das prisão e apreensões, foram lavradas autuações”, informou ao Radar Geral, o comandante da PM, tenente Veríssimo.

Terra revirada no local e marcas de pneus comprovam a atuação dos criminosos – Foto: PMMG

“Foram constados: crime ambiental (artigo 55 da Lei Federal 9.605), crime contra o patrimônio, na modalidade usurpação (artigo 2º da Lei Federal 8.176), bem como infração administrativa (artigo 112 do Código Estadual 47.383)”, informou a Polícia de Meio Ambiente.

Mais terra revirada – Foto: PMMG

Certo alívio

Essa ação policial traz certo alento ao povo de Ribeirão do Eixo. Contudo, as preocupações continuam. Isso porque os criminosos atuam em pontos diferentes da localidade, há anos, de tempos em tempos.

Moradores confirmaram ao Radar que na segunda (26), terça (27), além da quarta, Ribeirão do Eixo foi vítima desse tipo de crime no Paraíso da Águas.

No caso de ontem, quem tentou impedir foi ameaçado. Os autores não respeitaram portão, desacataram moradores e agiram na calada da noite. A população soube que a extração estava sendo praticada no local, que tem esse nome por ser área de mananciais que abastecem toda a localidade (com cerca de 300 famílias) – o que agrava a situação.

Muitos acreditam que o problema terá fim a partir dessas detenções. “Hoje a extração ilegal de minério é tão perigosa quanto o tráfico de drogas”, acredita um morador.

Mais uma imagem da máquina apreendida – Foto: PMMG

FONTE RADAR GERAL

Traficante é preso no centro da cidade

Um jovem de 18 anos foi preso por tráfico de drogas durante operação policial na noite
dessa quarta-feira, 28 de fevereiro, no centro da cidade de Ouro Branco (MG).

Ele foi abordado sob fundada suspeita e em decorrência dessa abordagem foram
localizados e apreendidos entorpecentes que ele mantinha sob a sua guarda.

O jovem foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil juntamente com a apreensão de 39
(trinta e nove) buchas de maconha, 32 (trinta e dois) pinos contendo cocaína, 72 (setenta e
duas) pedras de crack e ainda uma pedra bruta e uma porção esfarelada dessa mesma
substancia.

Grupo suspeito de distribuir sementes de maconha ‘gourmet’ é preso em MG

Grupo era especializado na produção de sementes de maconha de diferentes espécies

Cinco pessoas foram presas em flagrante suspeitas de integrar esquema de distribuição de semente de maconha gourmet, com fornecimento em diversas áreas do país. O grupo foi detido nesta terça-feira (27), em Governador Valadares, na região Leste de Minas, durante operação das polícias civis de Minas (PCMG) e do Distrito Federal (PCDF)

Conforme as investigações, o grupo era especializado na produção de sementes de maconha de diferentes espécies, com distribuição para todo o país. A venda era feita através de plataformas de venda on-line e a utilização de redes sociais para a divulgação do empreendimento criminoso.

Segundo a PCMG, o mercado ilícito conduzido pelo grupo era responsável pela difusão de milhares de sementes de cannabis para diferentes estados do país, usando grandes estruturas de plantio de maconha para a extração de sementes, algumas com grande teor de THC.

Durante a ação desta terça-feira foram localizados quatro laboratórios de plantação de maconha com estufa. As equipes policiais apreenderam ainda dois carros de luxo, uma motocicleta, armas de fogo e munições.

Ao todo, foram cumpridos quatro de prisão em diferentes regiões administrativas do Distrito Federal e oito mandados de busca e apreensão na cidade mineira. O trabalho contou com o apoio ainda do Conselho de Controle de Atividades Financeira (Coaf), dos Correios e da Polícia Civil da Bahia.

A ação teve como objetivo desmantelar uma rede criminosa envolvida com lavagem de dinheiro, difusão do plantio de maconha, tráfico de drogas e crimes ambientais.

Breeders

As investigações indicam que os integrantes do grupo criminoso se transformaram em fornecedores de sementes para traficantes de drogas de todo o país, constituindo um banco de sementes (breeders). A operação criminosa envolvia a lavagem de dinheiro para ocultar a origem dos ganhos. Uma única semente tinha alto valor, sendo vendidas milhares mensalmente.

Crimes ambientais

Segundo as autoridades, o empreendimento criminoso teve consequências também no meio ambiente, com a disseminação de espécies exóticas que podem comprometer o bioma e o agronegócio, além de desrespeitar regras legais que disciplinam a produção e distribuição de sementes.

FONTE O TEMPO

Chefe de organização criminosa em cidade de MG é preso no Rio

A Polícia Civil informou nesta terça-feira (27/2) que um homem de 43 anos, apontado como chefe de uma organização criminosa em Viçosa, na região do Bairro Bom Jesus, na Zona da Mata mineira, foi preso em Maricá, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, no último sábado (24/2).

Segundo a polícia, ele possuía quatro mandados de prisão por crimes de homicídio e tráfico, além das atividades à frente do grupo criminoso. A polícia não deu informações sobre as atividades da quadrilha.

O suspeito foi localizado em um imóvel no Bairro Ponta Negra, em Maricá, e encaminhado a um sistema prisional no Estado do Rio de Janeiro não especificado.

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.