Contra-ataque: prefeitura critica postura do sindicato e insinua abandono da reunião

Prefeitura informou que instaurou processo administrativo para apurar descumprimentos contratuais, por parte da empresa Convênios Card

Em nota enviada a imprensa nesta tarde (12), a Prefeitura de Lafaiete (MG) rebateu as críticas de que não dialoga com o Sindicato dos Servidores e esclareceu diversas informações acerca da pauta de reivindicações da categoria. “A pauta de reinvindicações atrelada à uma ameaça de paralização, impedindo à população o acesso aos serviços públicos, é totalmente desarrazoada”, contra atacou a gestão disparando contra o sindicato .

Já em outro ponto a administração disse que o o presidente do Sindicato, Valdiney Alves, se recuou a discutir a pauta de demandas e abandonou a reunião ocorrida na tarde ontem (11), entre as partes. “Ao argumento de que ‘só falaria com o Prefeito’, abandonou a sala de reuniões, instigando os demais servidores a se retirarem”.

Leia na íntegra abaixo.

“Na data de 10 de maio de 2023, a Procuradoria do Município de Conselheiro Lafaiete, encaminhou ao presidente do Sinserlaf, ofício, em que se manifesta sobre toda a pauta da entidade sindical, requerendo reunião com seus representantes.

A intenção da Procuradoria, foi e é mostrar aos servidores públicos do Município, que a pauta de reinvindicações atrelada à uma ameaça de paralização, impedindo à população o acesso aos serviços públicos, é totalmente desarrazoada.

Marcada a reunião, com a presença do dirigente do sindicato e comissão de servidores públicos, por ele escolhidos, o Sr. Valdiney se recusou a discutir a pauta de reinvindicações, com o Procurador Municipal. Ao argumento de que ‘só falaria com o Prefeito’, abandonou a sala de reuniões, instigando os demais servidores a se retirarem.

Não obstante, foram veiculadas em órgãos de imprensa local e também em rede social, informações que não são condizentes com a realidade dos fatos. Desde o ano de 2017, não se verifica qualquer retrocesso em relação ao funcionalismo público. Muito pelo contrário, todas as ações realizadas pela Administração Pública, inclusive a reforma administrativa, ainda em curso, visa melhores condições aos servidores e moralização do serviço público, de um modo geral.

Em resposta às informações que foram veiculadas na imprensa e na internet, a Procuradoria torna pública toda a tratativa realizada com o representante sindical, com o objetivo de demonstrar a realidade dos fatos.

  • Cartão alimentação
  • A Administração instaurou processo administrativo, para apuração de eventuais descumprimentos contratuais, por parte da empresa Convênios Card.
  • Após recebimento de informações sobre descumprimento contratual, por parte da Convênios card, a Administração iniciou procedimento para apuração dos fatos e que pode acarretar na rescisão do contrato por descumprimento das cláusulas. O Processo Administrativo que foi instaurado, encontra-se em fase final e, se comprovadas as irregularidades denunciadas pelos servidores, o contrato será rescindido.

Salário das cantineiras

  • As cantineiras recebem mais de um salário mínimo.
  • O vencimento inicial das cantineiras é de R$1.333,12 (um mil, trezentos e trinta e três reais e doze centavos), acrescido de benefícios como o quinquênio, caso possuam. Em 1º de maio de 2023 o Presidente do Brasil publicou a Medida Provisória nº 1.172/2023 que aumentou o salário mínimo para R$1.320,00 (um mil, trezentos e vinte reais). Ou seja, as cantineiras possuem como vencimento inicial valor superior ao salário mínimo.

Piso do magistério

  • Os critérios que apuram o Piso Nacional do Magistério foram revogados.
  • A Lei 11.494/2007, antiga Lei do FUNDEB, estabelecia critérios para a apuração anual do valor do Piso Nacional do Magistério. Ocorre que a Lei 14.113/2020, nova Lei do FUNDEB, revogou, expressamente, a lei anterior e não determinou quais critérios de apuração deveriam ser adotados. Motivo pelo qual a imposição de um piso salarial, por meio de uma Portaria Ministerial e baseado em critérios que não mais existem, insegura juridicamente. Posicionamento, este, adotado pela Confederação Nacional dos Municípios.

Reforma administrativa

  • Os textos da reforma administrativa ainda não foram entregues.
  • O IPEAD, instituto contratado pela Administração Pública não entregou, até o presente momento, a minuta dos textos que compõem a reforma administrativa. Tão logo os projetos sejam concluídos, e antes de encaminhar ao Legislativo, os órgãos de representação dos servidores, serão informados.

Greve sanitária de 2021

  • A Administração está regularizando o repasse dos dias cortados.
  • A ação judicial sobre a legalidade da greve deflagrada em 2021, foi finalizada recentemente, mas o Município ainda não intimado da decisão. A Administração fará o que for necessário para cumprimento da decisão judicial, tão logo seja comunicada formalmente da decisão.

INSS

  • Os repasses da Administração ao INSS estão em dia.
  • Com a mudança para O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (e social), que é um projeto do Governo Federal para integrar os dados dos funcionários gerados pelas empresas, diversas informações não estavam disponíveis na base de dados do município, sendo necessário o preenchimento manual dessas informações complementares, que está sendo finalizado pelo Departamento de Recursos Humanos do Município. Mas o município está rigorosamente em dia com as obrigações patronais correntes e aqueles frutos de parcelamentos”.”.
about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.