Prefeitura de Lafaiete publica edital para seleção de projetos culturais da Lei Paulo Gustavo. Confira edital na íntegra

Criada para minimizar os impactos sofridos no setor cultural pela Pandemia, a Lei nº 195, de 8 de julho de 2022 carrega o nome do ator Paulo Gustavo, vitimado pela Covid-19 no mesmo ano.

Deste modo, a Secretaria de Cultura de Conselheiro Lafaiete, torna público os 2 (dois) editais municipais abaixo:

Prefeitura de Lafaiete publica edital para seleção de projetos culturais da Lei Paulo Gustavo. Confira edital na íntegra

Criada para minimizar os impactos sofridos no setor cultural pela Pandemia, a Lei nº 195, de 8 de julho de 2022 carrega o nome do ator Paulo Gustavo, vitimado pela Covid-19 no mesmo ano.

Deste modo, a Secretaria de Cultura de Conselheiro Lafaiete, torna público os 2 (dois) editais municipais abaixo:

Jornalista Éverlan Stutz é selecionado em publicação nacional de poesia

O escritor e jornalista Éverlan Stutz teve seu poema “Indiferença” selecionado na chamada nacional para publicação na revista TAUP – Toma Aí Um Poema – que é uma editora de Curitiba e um Podcast de declamação de poesia. Na seleção foram aceitos poemas, contos, crônicas, ensaios, artes visuais e fotografias. “O poema Indiferença é repleto de imagens, escrevi como se fosse um roteiro de cinema. Gosto dele porque revela uma dor imagética que é permeada por referências singelas e densas”, explica Éverlan que é membro da Academia de Ciências e Letras de Ouro Branco (MG).

Confira o poema selecionado:

 Indiferença
ela era uma flor bruta de cacto
e a faca fincada nas costas
e as pétalas de sangue
eram flores do mal
de algum funeral
onde o amor foi sepultado

Jornalista Éverlan Stutz é selecionado em publicação nacional de poesia

O escritor e jornalista Éverlan Stutz teve seu poema “Indiferença” selecionado na chamada nacional para publicação na revista TAUP – Toma Aí Um Poema – que é uma editora de Curitiba e um Podcast de declamação de poesia. Na seleção foram aceitos poemas, contos, crônicas, ensaios, artes visuais e fotografias. “O poema Indiferença é repleto de imagens, escrevi como se fosse um roteiro de cinema. Gosto dele porque revela uma dor imagética que é permeada por referências singelas e densas”, explica Éverlan que é membro da Academia de Ciências e Letras de Ouro Branco (MG).

Confira o poema selecionado:

 Indiferença
ela era uma flor bruta de cacto
e a faca fincada nas costas
e as pétalas de sangue
eram flores do mal
de algum funeral
onde o amor foi sepultado

Poesia de Cayo Noronha é selecionada em edição nacional da Vivara Editora

A seleção “Poesia Brasileira – Sarau Brasil 2023”, que marca os 13 anos da série “Novos Poetas” da Vivara Editora Nacional, destacou a obra “Vida Leve” do acadêmico Cayo Noronha. Sua poesia se posicionou na 11ª colocação entre os 250 classificados.

Este ano, o concurso registrou 1470 inscrições de todo o Brasil, refletindo a vitalidade da poesia no panorama cultural nacional.

Cayo Noronha não é estranho ao cenário literário. Ele é membro efetivo da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafayette e ocupa a cadeira número 1, anteriormente ocupada por Avelina Noronha, sua avó e fundadora da ACLCL. Dona Avelina é amplamente reconhecida como madrinha dos poetas queluzianos e lafaietenses.

O jovem poeta já teve trabalhos selecionados para outra coletânea e tem sido um nome crescente no cenário nacional. Além disso, os entusiastas de sua obra podem acompanhar suas poesias publicadas em sua conta no Instagram, @sauratriste.

A seguir, a poesia que garantiu sua seleção:

bebe tu deste álacre vinho,
apenas três taças pequenas,
para perder de todo teu caminho
e deitar às chamas tuas penas.

finda a pira, sopra a borralha.
vês que não sobra nada?
mesmo o remorso, esse canalha,
se esvai no pó, à primeira soprada.

despoje-se de culpas e pecados,
são canga alheia, com peso em demasia,
com o Destino, jogue dados!

a vida merece ser leve loa,
com nuances de perene fantasia.
sempre rir-se, do nada e à toa!Vida leve, Cayo Noronha.

A presença de Noronha na edição “Sarau Brasil 2023” solidifica sua posição como um dos novos e promissores talentos da literatura brasileira.

Poesia de Cayo Noronha é selecionada em edição nacional da Vivara Editora

A seleção “Poesia Brasileira – Sarau Brasil 2023”, que marca os 13 anos da série “Novos Poetas” da Vivara Editora Nacional, destacou a obra “Vida Leve” do acadêmico Cayo Noronha. Sua poesia se posicionou na 11ª colocação entre os 250 classificados.

Este ano, o concurso registrou 1470 inscrições de todo o Brasil, refletindo a vitalidade da poesia no panorama cultural nacional.

Cayo Noronha não é estranho ao cenário literário. Ele é membro efetivo da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafayette e ocupa a cadeira número 1, anteriormente ocupada por Avelina Noronha, sua avó e fundadora da ACLCL. Dona Avelina é amplamente reconhecida como madrinha dos poetas queluzianos e lafaietenses.

O jovem poeta já teve trabalhos selecionados para outra coletânea e tem sido um nome crescente no cenário nacional. Além disso, os entusiastas de sua obra podem acompanhar suas poesias publicadas em sua conta no Instagram, @sauratriste.

A seguir, a poesia que garantiu sua seleção:

bebe tu deste álacre vinho,
apenas três taças pequenas,
para perder de todo teu caminho
e deitar às chamas tuas penas.

finda a pira, sopra a borralha.
vês que não sobra nada?
mesmo o remorso, esse canalha,
se esvai no pó, à primeira soprada.

despoje-se de culpas e pecados,
são canga alheia, com peso em demasia,
com o Destino, jogue dados!

a vida merece ser leve loa,
com nuances de perene fantasia.
sempre rir-se, do nada e à toa!Vida leve, Cayo Noronha.

A presença de Noronha na edição “Sarau Brasil 2023” solidifica sua posição como um dos novos e promissores talentos da literatura brasileira.

Projeto Roda Moinho é selecionado pelo “Criança Esperança”

Projeto “Esperançar e Transformar” será executado em 2024

O  Roda Moinho de Conselheiro Lafaiete foi aprovado no processo seletivo “Criança Esperança” 2023. A escolha é resultado de um trabalho árduo e sério desenvolvido há quase 30 anos pela entidade localizada no bairro Moinhos, que oferece apoio a crianças e adolescentes de 6 a 15 anos. Na sede do projeto elas recebem apoio escolar, participam de oficinas e aulas de informática, dança e outros. Além de reforço alimentar com café, almoço e lanche.

As atividades acontecem em contraturno escolar e só são possíveis com a colaboração da sociedade através de dações. “Recebemos as doações da população, além de captação de recursos por meio de alguns projetos. Convidamos para que conheçam o Roda Moinho e se tornem dadores”, convida a diretora-presidente. Jacqueline Souza ressalta que o Roda Moinho é construído diariamente e coletivamente. “O projeto que agora comemoramos, por exemplo, teve início na gestão anterior, quando a presidente era a Regina de Morais Vieira. Foi dada sequência no trabalho e agora estamos sendo agraciados.

Criança Esperança

Aline exibe o projeto que foi aprovado

A assistente social, Aline Gonzaga Melo, elaborou o projeto que foi selecionado pelo ‘Criança Esperança’, uma iniciativa de mobilização social da TV Globo em parceria com a UNESCO,  que almeja transformar o futuro de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade.

“No mês de novembro de 2022 fizemos a inscrição de acordo com os critérios estabelecidos no edital. As ações propostas tiveram como foco o enfrentamento da problemática relacionado a defasagem educacional, agravada pela pandemia da covid-19 associada ao aumento das desigualdades sociais que impactou a grande maioria dos estudantes, em especial os acometidos pelas vulnerabilidades sociais”.  Aline reforça que a seleção mostra que a solidariedade do brasileiro por meio das dações em dinheiro surte efeito e pode mudar o destino das crianças.

O projeto

Direção e funcionários trabalham diariamente pelo progresso do Roda Moinho

O projeto aprovado “Esperançar e Transformar” será executado no ano de 2024 beneficiando as crianças já atendidas pelo Roda Moinho. Serão financiadas pelo projeto “Criança Esperança” as oficinas de apoio ao “para casa”, reforço escolar e apoio aos trabalhos escolares. Também serão realizadas oficinas complementares de incentivo à leitura e poesia, cinema educativo e rodas de conversas. Ainda estão associados ao projeto a compra de alguns materiais de consumo e permanentes e materiais para as oficinas.

O valor a ser destinado pelo “Criança Esperança” poderá ser usado apenas para o projeto selecionado e pelo período de 12 meses. Por isso a direção tem a preocupação de um entendimento equivocado da população que possa refletir na queda das doações. “Este dinheiro é muito bem-vindo e fará a diferença. Mas precisamos esclarecer que ele tem um direcionamento único e um período curto. Por isso fazemos um apelo para que a população continue fazendo sus doações. Só assim conseguiremos seguir com este trabalho tão importante”, diz Jacqueline Souza.

Conheça o Roda Moinho

Instituição tem 29 anos de trabalho em Lafaiete

O Centro de Promoção da Criança e do Adolescente – Projeto Roda Moinho, foi criado em 27 de fevereiro de 1994 pela missionária da Congregação Nossa Senhora Menina irmã Anna Maria Maltase e pelo Arcebispo de Mariana Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida. Em um terreno doado pela Prefeitura l de Conselheiro Lafaiete e recursos doados pela fundação Kellog’s do Brasil, foram construídas as primeiras instalações que abririam portas ao programa de atendimento idealizado a partir de 1997.

Há 29 anos a instituição dá continuidade ao idealismo inicial e oferta Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos através do Projeto Roda Moinho às crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social em caráter contínuo, de modo a garantir aquisições progressivas, de acordo com seu ciclo de vida prevenindo as situações de risco social.

Em sua maioria as famílias atendidas no Projeto Roda Moinho são numerosas, com grande contingente de crianças e adolescentes, renda inferior a dois salários mínimos, baixa escolaridade e defasagem de qualificação profissional. Dentro desse cenário o CEPROI por meio do Projeto Roda Moinho, visa prevenir situações de risco e vulnerabilidade social decorrentes da situação de pobreza, privação e fragilização, no município, investindo no desenvolvimento de potencialidades, no fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, na oportunidade de aquisições coletivas e individuais das crianças, adolescentes e suas famílias.

Seja um doador

Você pode realizar sua doação através do PIX: CNPJ: 00.083.459/0001-04

FONTE FATO REAL

Projeto Roda Moinho é selecionado pelo “Criança Esperança”

Projeto “Esperançar e Transformar” será executado em 2024

O  Roda Moinho de Conselheiro Lafaiete foi aprovado no processo seletivo “Criança Esperança” 2023. A escolha é resultado de um trabalho árduo e sério desenvolvido há quase 30 anos pela entidade localizada no bairro Moinhos, que oferece apoio a crianças e adolescentes de 6 a 15 anos. Na sede do projeto elas recebem apoio escolar, participam de oficinas e aulas de informática, dança e outros. Além de reforço alimentar com café, almoço e lanche.

As atividades acontecem em contraturno escolar e só são possíveis com a colaboração da sociedade através de dações. “Recebemos as doações da população, além de captação de recursos por meio de alguns projetos. Convidamos para que conheçam o Roda Moinho e se tornem dadores”, convida a diretora-presidente. Jacqueline Souza ressalta que o Roda Moinho é construído diariamente e coletivamente. “O projeto que agora comemoramos, por exemplo, teve início na gestão anterior, quando a presidente era a Regina de Morais Vieira. Foi dada sequência no trabalho e agora estamos sendo agraciados.

Criança Esperança

Aline exibe o projeto que foi aprovado

A assistente social, Aline Gonzaga Melo, elaborou o projeto que foi selecionado pelo ‘Criança Esperança’, uma iniciativa de mobilização social da TV Globo em parceria com a UNESCO,  que almeja transformar o futuro de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade.

“No mês de novembro de 2022 fizemos a inscrição de acordo com os critérios estabelecidos no edital. As ações propostas tiveram como foco o enfrentamento da problemática relacionado a defasagem educacional, agravada pela pandemia da covid-19 associada ao aumento das desigualdades sociais que impactou a grande maioria dos estudantes, em especial os acometidos pelas vulnerabilidades sociais”.  Aline reforça que a seleção mostra que a solidariedade do brasileiro por meio das dações em dinheiro surte efeito e pode mudar o destino das crianças.

O projeto

Direção e funcionários trabalham diariamente pelo progresso do Roda Moinho

O projeto aprovado “Esperançar e Transformar” será executado no ano de 2024 beneficiando as crianças já atendidas pelo Roda Moinho. Serão financiadas pelo projeto “Criança Esperança” as oficinas de apoio ao “para casa”, reforço escolar e apoio aos trabalhos escolares. Também serão realizadas oficinas complementares de incentivo à leitura e poesia, cinema educativo e rodas de conversas. Ainda estão associados ao projeto a compra de alguns materiais de consumo e permanentes e materiais para as oficinas.

O valor a ser destinado pelo “Criança Esperança” poderá ser usado apenas para o projeto selecionado e pelo período de 12 meses. Por isso a direção tem a preocupação de um entendimento equivocado da população que possa refletir na queda das doações. “Este dinheiro é muito bem-vindo e fará a diferença. Mas precisamos esclarecer que ele tem um direcionamento único e um período curto. Por isso fazemos um apelo para que a população continue fazendo sus doações. Só assim conseguiremos seguir com este trabalho tão importante”, diz Jacqueline Souza.

Conheça o Roda Moinho

Instituição tem 29 anos de trabalho em Lafaiete

O Centro de Promoção da Criança e do Adolescente – Projeto Roda Moinho, foi criado em 27 de fevereiro de 1994 pela missionária da Congregação Nossa Senhora Menina irmã Anna Maria Maltase e pelo Arcebispo de Mariana Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida. Em um terreno doado pela Prefeitura l de Conselheiro Lafaiete e recursos doados pela fundação Kellog’s do Brasil, foram construídas as primeiras instalações que abririam portas ao programa de atendimento idealizado a partir de 1997.

Há 29 anos a instituição dá continuidade ao idealismo inicial e oferta Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos através do Projeto Roda Moinho às crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social em caráter contínuo, de modo a garantir aquisições progressivas, de acordo com seu ciclo de vida prevenindo as situações de risco social.

Em sua maioria as famílias atendidas no Projeto Roda Moinho são numerosas, com grande contingente de crianças e adolescentes, renda inferior a dois salários mínimos, baixa escolaridade e defasagem de qualificação profissional. Dentro desse cenário o CEPROI por meio do Projeto Roda Moinho, visa prevenir situações de risco e vulnerabilidade social decorrentes da situação de pobreza, privação e fragilização, no município, investindo no desenvolvimento de potencialidades, no fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, na oportunidade de aquisições coletivas e individuais das crianças, adolescentes e suas famílias.

Seja um doador

Você pode realizar sua doação através do PIX: CNPJ: 00.083.459/0001-04

FONTE FATO REAL

Bolsa família+: Beneficiários selecionados podem receber R$ 50 extras

Bolsa Família é o maior programa de transferência de renda do Brasil, reconhecido internacionalmente por já ter tirado milhões de famílias da fome. O Governo Federal de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) retomou o programa em 2023 com ainda mais proteção às famílias, com um modelo de benefício que considera diversos detalhes.

Além de garantir renda básica para as famílias em situação de pobreza ou de extrema pobreza, o programa ainda busca integrar políticas públicas, fortalecendo o acesso das famílias a direitos básicos como saúde, educação e assistência social.

Para ter direito ao Bolsa Família, a principal regra é que a renda de cada pessoa da família seja de, no máximo, R$ 218 por mês. Ou seja, se apenas um integrante da família recebe um salário mínimo (R$ 1.320) e nessa família há sete pessoas, a renda per capita fica em torno de R$ 189, o que possibilita a participação no programa.

Como participar do Bolsa Família

Inicialmente, é preciso estar inscrito no Cadastro Único, com os dados corretos e atualizados. Esse cadastramento é feito em postos de atendimento da assistência social dos municípios, como os CRAS. É preciso apresentar o CPF, mas lembre-se: não basta ter inscrição no Cadastro Único para receber o Bolsa Família.

Todos os meses, o programa identifica as famílias que serão incluídas e que estão aptas para passar a receber o benefício mensalmente, que se encontra atualmente com pagamentos, em média, de R$ 672,45.

Quem pode receber R$ 50 a mais?

Em 2023, como mencionado, o programa passou por uma reformulação que incluiu um benefício extra de R$ 50 para algumas famílias. Esse benefício é destinado às famílias com gestantes ou crianças menores entre sete e dezoito anos de idade, além de R$ 150 para cada crianças de até 6 anos.

Para receber esse benefício extra, é essencial cumprir alguns requisitos, como as gestantes realizarem o pré-natal e as crianças cumprirem o calendário vacinal e o acompanhamento do estado nutricional. Abaixo, confira o calendário de pagamentos do Bolsa Família para esse mês de junho, conforme o Número de Inscrição Social (NIS):

  • NIS final 1: pagamento em 19/06
  • NIS final 2:  pagamento em 20/06
  • NIS final 3:  pagamento em 21/06
  • NIS final 4:  pagamento em 22/06
  • NIS final 5:  pagamento em 23/06
  • NIS final 6:  pagamento em 26/06
  • NIS final 7:  pagamento em 27/06
  • NIS final 8:  pagamento em 28/06
  • NIS final 9:  pagamento em 29/06
  • NIS final 0:  pagamento em 30/06

FONTE CAPITALIST

Professor Éverlan Stutz é selecionado em coletânea nacional de poesia

O escritor e jornalista Éverlan Stutz foi um dos selecionados na Coletânea Beatniks 23, da Editora Persona, com o poema “Futilidade”.  O movimento literário Beatniks foi originado em meados das décadas de 40 e 50 do século XX por um grupo de intelectuais que estava cansado do modelo de ordem estabelecido nos EUA após a Segunda Guerra Mundial.  Esses escritores, do Movimento Beat ou ainda Geração Beat, defendiam a ênfase nas experiências com palavras, o não conformismo, a liberdade e a busca espiritual.

Os autores selecionados na coletânea vão receber 10% do valor das vendas do livro que reúne crônicas, poemas e contos. “Quando recebo percentual nas publicações, percebo que existem editoras que valorizam o trabalho autoral e isso é essencial para manter viva a vontade de escrever”, explica Stutz que também foi selecionado para lançar seu livro de poesia in(versão) no Festival Literário de Londrina. O evento foi prorrogado devido à falta de repasse do principal patrocinador do festival que será realizado entre os dias 13 a 17 de setembro.  “Fazer arte no Brasil é um desafio. Com a retomada do Ministério da Cultura e com a implementação de políticas públicas de financiamento para o setor artístico, espero que o direito à cultura seja respeitado e assegurado no país”, argumenta Éverlan que é Membro da Academia de Ciências e Letras de Ouro Branco.  

Confira o link com os autores selecionados:

https://www.editorapersona.com/post/beatniks-23

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.