Turismo e fé: réplica de avião retrata a “Santa que caiu do Céu”

44
Peregrinos chegam a gruta onde teria caído a imagem de Nossa Senhora das Graças/Arquivo

A prefeitura de Catas Altas da Noruega usou a criatividade para divulgar a principal festa religiosa local que completa 69 anos.

A história da Imagem Milagrosa atravessa mais de meio século e atrai milhares de devotos a cidade. Ontem a prefeitura instalou uma réplica do avião na entrada da cidade que retrata, segundo a crença local, a história Imagem Milagrosa.

Junto ao avião, a prefeitura será também instalada uma imagem de Nossa Senhora da Graça dando vida ao momento que a santa caiu do céu e sua imagem foi resgatada intacta à época. Assim nasceu a devoção que se transformou em uma história de fé.

A ideia de colocar o avião partiu do setor de cultura local. “O avião foi construído em metal por 3 funcionários da prefeitura que se debruçaram no trabalho artístico. O esboço do avião foi criado por Pauinho e Dyones .“Criamos um ambiente que em que o devoto poderá reconstituir a cena da santa quando caiu do avião.  È um atrativo turístico que criamos que identifica a cidade e agrega valor a fé do nosso povo”, disse. Banners explicativos também serão colocados.

A festa

Desde o dia 19, acontece a novena preparatória do 1º Jubileu a ser realizado no Santuário Arquidiocesano de Nossa Senhora das Graças, organizado pela Paróquia São Gonçalo do Amarante.

O Jubileu de Nossa Senhora das Graças, autorizado pelo Papa Francisco, acontece até do dia 29 quando os católicos celebram a padroeira do Município.

No domingo, dia 29, acontece a festa da padroeira local quando a cidade recebe devotos e romeiros de diversas partes de Minas e do Brasil.

A história da santa milagrosa

Entronização da imagem de Nossa Senhora das Graças (1949)/Reprodução

A religiosidade é uma das principais tradições de Minas Gerais. Seja em templos ou capelas; em grandes celebrações ou no sossego do lar; a fé é o que movimenta o imaginário das pessoas de bem.

Em Catas Altas da Noruega é essa fé que, há séculos, faz com que as coisas aconteçam. Mas em 1949 a chegada de um novo pároco transformou a história daquele pequeno povoado.

Padre Luiz Gonzaga Pinheiro, nasceu em 1920 e morreu em 1995. Durante 48 anos de vida religiosa, dos quais 46 foram passados em Catas Altas da Noruega, ele sempre demonstrou sua fé inabalável em Deus e sua confiança na Virgem das Graças.

Além dos deveres de Sacerdote, Padre Luiz procurou solucionar os problemas do pequeno vilarejo. Foi através de suas mãos que a cidade recebeu a primeira rede de água potável e o serviço de energia elétrica, além da construção de estradas, pontes e capelas.

Assim que chegou a Catas Altas da Noruega em 1949, Padre Luiz manifestou o desejo de abençoar uma imagem de Nossa Senhora das Graças, a santa de sua devoção. A data estava marcada, 30 de julho, durante as comemorações do Dia de São Gonçalo do Amarante, padroeiro da cidade.

Pouco antes do dia combinado, o Padre soube que a imagem que havia encomendado não chegaria a tempo da celebração. Mas ela chegou.

Réplica de avião que transportava imagem milagrosa foi confeccionada pelos próprios trabalhadores da prefeitura, demonstrando a fé que alimenta devoção de quase 70 anos/Reprodução

Na tarde de 29 de julho de 1949, um avião de carga que fazia o trajeto Rio de Janeiro – Belém do Pará entrou em pane. Preocupados, os pilotos jogaram toda a carga para fora. Foi uma verdadeira chuva de objetos: geladeiras, fardos de pano, calçados, tapetes, materiais cirúrgicos e de escritório e três imagens sacras. Duas delas se quebraram, menos uma: a de Nossa Senhora das Graças.

Logo a história espalhou pela cidade. A santa que o Padre tanto queria havia chegado. Não pela estrada, mas pelo céu.

 Desde então, Nossa Senhora das Graças se tornou a referência entre a população catasaltense, tanto que hoje é a padroeira da cidade. A ela são atribuídos milagres. Milhares de turistas visitam Catas Altas da Noruega para ver e rezar junto à tão famosa imagem que caiu do avião.

 Para a igreja católica, o Dia de Nossa Senhora das Graças é comemorado em 27 de novembro, mas em Catas Altas da Noruega a festa é em 29 de julho, o dia em que sua imagem chegou pelo céu.

Estima-se que 30% das mulheres que nasceram na cidade nos últimos 60 anos levam o nome da santa em seu nome. Pode ser Graça ou Maria das Graças, o importante é homenagear a devoção de um povo.

Nas ruas, no comércio, nos prédios públicos. É impossível andar pela cidade e passar despercebido. Para todos os lados encontramos a história viva. A fé.

A imagem de Nossa Senhora das Graças está em exposição na Igreja de Nossa Senhora do Rosário enquanto a Matriz de São Gonçalo do Amarante passa por obras de restauração.

Novena preparatória: 19 a 27 de julho

25/07 – Quarta-feira

Tema: Jubileu: celebrar a conversão

Intenções principais da Santa Missa: Por nossa Paróquia, Pároco, colaboradores e benfeitores das obras paroquiais.

26/07 – Quinta-feira

Tema: Jubileu: abrir os olhos para as maravilhas de Deus

Intenção principal da Santa Missa: Pelos enfermos

27/07 – Sexta-feira

Tema: Um jubileu mariano: guiados por Maria ao encontro de Jesus

Intenção principal da Santa Missa: Pelos que trabalham pelo bom êxito destas festividades.

28/07 – Sábado

Dia Festivo de São Gonçalo do Amarante

Pertencia totalmente a Cristo o coração de Gonçalo

19 h – Missa Solene

Procissão luminosa, conduzindo a imagem do glorioso São Gonçalo, do Santuário até a Matriz.

Intenção principal da Santa Missa: Pela paz e prosperidade do município de Catas Altas da Noruega

29/07 – Domingo

Dia de Nossa Senhora das Graças

Com ternura viestes ao encontro deste povo!

6h: Alvorada

6h30min: Missa na Gruta da Laje. Caminhada da fé até o Santuário de Nossa Senhora das Graças

10h: Missa festiva no Santuário de Nossa Senhora das Graças, transmitida pela rádio Noruega FM, 98.7.

16h: Missa Solene presidida pelo Exmº e Revmº Dom José Eudes Campos do Nascimento, DD. Bispo Diocesano de Leopoldina. Benção do Jubileu. Procissão de Nossa Senhora das Graças.

À chegada, no Santuário, Te Deum em ação de graças e benção do Santíssimo Sacramento. Encerramento das festividades.

Intenção principal da Santa Missa: Por todos os devotos de Nossa Senhora das Graças.