Vereadores atacam a área de saúde e denunciam de médicos cochilando no plantão; “dá vontade de passar lá e capinar”, dispara Carlos Nem sobre mato no PSF do Museu

18

Ao longo dos últimos anos, a área da saúde mobilizou intensas e inflamadas discussões e foi O principal tema nas sessões. Em 2020, não será diferente. Já nas duas primeiras reuniões, o setor voltou a ser alvo de polêmica e ataques diretos dos vereadores.

Pedro Américo criticou falta de manutenção na US do Albinópolis/REPRODUÇÃO

O vereador Pedro Américo (PT) usou a tribuna para criticar o mato ao entorno da sede da USB do Bairro Albinópolis e falta de manutenção na unidade. “Será que não tem ninguém na prefeitura para arrumar um sifão ou uma porta de banheiro”, questionou Américo.

OS vereadores dispararam contra os problemas na saúde e fizeram incisivas cobranças com ácidas críticas e até mesmo usando de ironias. O Vereador LÚcio Barbosa (PSDB) disparou contra o setor. “Ao que parece pouca coisa funciona. Estive em Carandaí e o prefeito lá fez 7 UBS em 3 anos e todas com equipes completas e em pleno funcionamento. Aqui em Lafaiete são pacientes esperando anos por um exame”, disparou.

“No PSF do Museu o mato toma conta e chega a mais de 2 metros. Falam que é falta de roçadeira. Como uma prefeitura em 3 anos não conseguiu comprar uma roçadeira?. Dá vontade de passar lá e capinar. È um absurdo. Há PSF que tem bebedouro novo, mas não funciona por falta de profissional para instalar”, provocou.

Vereadores entraram 2020 não poupando a área de saúde/CORREIO DE MINAS

Cochilo na policlínica

Já o Vereador Pedro Américo (PT) denunciou que médicos dormem durante plantão no Pronto Socorro. Ele afirmou que foi ao local e constatou a demora no atendimento médico. “Enquanto o povo fica esperando atendimentos os médicos cochilam lá dentro e o povo penando de fora. Isso é uma falta de humanidade. Não falta de dinheiro mas gestão”, comentou.

UPA e asilo

O Vereador Sandro José (PSDB) cobrou a construção de uma UPA para desafogar ao atendimento na policlínica. Ele comentou que UBS de Gagé que não saiu do projeto. “Tem algo desanormal. Está faltando médico no asilo. Veja que Clínica Bom Pastor, em Lafaiete, consegue receber ajuda de diversas cidades e nós temos dificuldades em contribuir”, afirmou. O Vereador Darcy da Barreira (SD) também pediu atenção a urgente reforma do posto regional da barreira.

O outro lado

O líder do Governo na Câmara, o Vereador Fernando Bandeira (PT) leu uma ofício em relação as questionamentos sobre a UBS do Albinópolis. No documento, a secretaria municipal de saúde afirma que o compressor  da odontologia foi consertado e que o atendimento está regularizado. Em relação a capina, já foi providenciada a limpeza do local. Quanto ao material de consumo que falta na unidade não compromete o seu funcionamento.