Vereadores criticam Viação Presidente e querem barrar aumento da tarifa de ônibus

81

O aumento aprovado esta semana pelo Conselho Municipal de Transporte (CMTT) elevando de R$2,60 para R$2,90 o preço da passagem em Lafaiete repercutiu nas redes sociais.

Vereador Carlos Magno
Vereador Carlos Magno

Nas ruas o assunto mobilizou a comunidade lafaietense e as críticas eram direcionadas ao serviço prestado pela concessionária Presidente: longas filas, atrasos nas linhas, mau tratamentos de funcionários e má qualidade dos ônibus.

Fernando Bandeira
Vereador Fernando Bandeira

O aumento ainda depende de ratificação em uma audiência pública (ainda ser definida a data) e posterior assinatura do decreto pelo prefeito Ivar Cerqueira (PSB).

Mas o assunto também ecoou entre os vereadores na noite do dia 18. Na Tribuna não faltaram denúncias contra o serviço prestado. “Este aumento é um absurdo principalmente que não há qualquer fiscalização e a Presidente faz o que quer em Lafaiete”, criticou João Paulo Pé Quente (PSB).

O vereador Fernando Bandeira (PTB) também disparou contra o aumento da tarifa. “Olha se este aumento viesse com investimentos até que poderíamos discutir este assunto. Mas o que vemos na cidade são ônibus que mais parecem carroças e estragam todos os dias”, denunciou.

Vereador João Paulo Pé Quente
Vereador João Paulo Pé Quente

 

Já o vereador Carlos Magno (PT) propôs aos seus colegas que a Câmara barre este aumento durante a realização da audiência pública. “Não vamos deixar este aumento de 15%”, sugeriu. Ele adiantou que voltará com o projeto para a implantação, a exemplo de Ouro Preto, do Taxi Lotação. Nele quando o taxi retorna de uma corrida pode trazer pessoas pagando o preço da passagem de ônibus.

 

 

 

Fotos:Arquivo