Viação Presidente alerta que sem aumento da passagem empresa não tem capacidade de investimentos

12
Reunião da FAMOCOL ocorreu ontem a noite,dia 17/CORREIO DE MINAS

A empresa está sem capacidade de investimentos e o valor da tarifa nos últimos anos está abaixo do planilhado. Esta foi a declaração do representante da Viação Presidente, Celso Nepomuceno, durante reunião da Federação das Associações dos Moradores de Conselheiro Lafaiete (FAMOCOL), ocorrida ontem a ontem, dia 17, no Solar Barão de Suassuí.

Mais uma vez a empresa ouviu as críticas das lideranças e usuários do transporte coletivo, como disponibilização de mais linhas, horários e falta de educação de motoristas e cobradores.

Celso disse que a empresa trabalha no limite de seus custos e a queda de passageiros, em torno de 8%, vem repercutindo no caixa da empresa.

Por outro lado, o presidente do Conselho Municipal de Transporte e Trânsito (CMTT), Valney Alves, está fazendo um estudo aprofundado das linhas e itinerários, como também do contrato e do aditivo de 2011. Uma comissão vai percorrer os itinerários para conferir as linhas, o tempo de uso dos veículos e diversos documentos do contrato. Ele sugeriu a criação de um conselho dos usuários para fiscalizar o serviço. “É só falar em aumento de tarifa que se cria na cidade um alarde”, disse. Ele se defendeu de críticas de que estaria ao lado da empresa.

Alves disse que assim que a prefeitura concluir o estudo sobre a situação do transporte público o CMT vai deliberar sobre o aumento da passagem.