Viaduto sobre a BR 040 ficará pronto em janeiro de 2021 e vai retirar tráfego de carretas de minério de Gagé

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Viaduto sobre a BR 040 ficará pronto em janeiro de 2021 / DIVULGAÇÃO

Está perto o fim do tormento para os moradores de Gagé, em Lafaiete. Anda a passos largos a construção de uma alça rodoviária que vai desviar o intenso tráfego de carretas de minério. A comunidade sente um grande impacto como poeira, riscos ambientais e poluição sonora.
A obra faz parte do plano de investimento ampliando o terminal de cargas da SCOF (Serviços Complementares de Operações Ferroviárias), com sede em Gagé, tem previsão de estar pronto em janeiro de 2021.
A alça rodoviária liga a empresa à BR-040, passando sobre a malha ferroviária da MRS e do rio Bananeiras, saindo no trevo que liga a BR-040 no sentido de São Brás e Jeceaba.
“A obra promoverá diversos benefícios, mas os mais notáveis serão a retirada total do trânsito dentro da comunidade do Gagé e redução de aproximadamente 20 km entre os mineradores e o terminal. Melhorias em segurança pessoais e operacional, possibilidade aumento da capacidade produtiva”, afirmou Alessandro Meira, Gerente Operacional da SCOF.
“O Terminal SCOF, sempre  cultivou em seus valores o respeito e boa relação com a clientes, parceiros e todas as comunidades e municípios que tem relação direta ou indiretamente com reflexo de nossa atividade. Buscamos incansavelmente atender e participar ativamente de todas atividades que visam a melhoria do processo e benefícios para todos. Dessa forma, a conquista dessa grande obra, atenderá o anseio de inúmeros pleitos, em especial da comunidade do Gagé, a qual devemos todo o nosso respeito e agradecimento por convivermos de forma tão harmoniosa ao longo dos anos, e assim permaneceremos como sempre”, finalizou.

O custo estimado da obra gira em torno de R$8 milhões.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *