13 de julho de 2024 16:48

Pé na estrada e mochila às costas: caminhantes percorrem 400 km do Caminho dos Diamantes

Uma aventura entre Diamantina a Ouro Preto, conhecido como “Caminho dos Diamantes”, foi capaz de encher os olhos e tirar o fôlego de dois caminhantes e aventureiros lafaietentes.

Usando o bordão, “pé na estrada e mochilas às costas”, eles percorrem 400 km em 12 dias. Para vencer o trajeto diariamente percorriam cerca de 36km.


Aventura e passeio
Ao todo foram 30 locais pelos quais os empresários lafaietenses Tadeu Resende e José Geraldo Pinto visitaram entre vilas, distritos e cidades.
Mas o planejamento da caminhada iniciou há mais de um ano quando os 2 amigos se reuniram para organizar a empreitada esportiva, ecológica, histórica e cultural.

No dia 21 de fevereiro, os caminhantes partiram de Lafaiete até Belo Horizonte com destino a Diamantina. Um dia antes de iniciar a caminhada, eles foram até Biribiri, perto de Diamantina, um paraíso de chachoeiras.

No dia 22, eles partiram de Diamantina a São Gonçalo do Rio das Pedras. Já no segundo dia, eles passaram pelo Serro e chegam ao distrito histórico de Milho Verde.

E por aí foram Alvorada de Minas, Conceição do Mato Dentro, Itambé do Mato Dentro, Morro do Pilar, Ipoema, Barão de Cocais, Santa Bárbara, Santa Rita Durão, Catas Altas, quando passaram pelo extinto Distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, destruído pela Vale.

Foram dias de aventura, companheirismo, esforço, amizade e conhecimento da história de Minas e belos lugares que encantaram a dupla que já prepara uma nova aventura pela Estrada Real.

Segundo eles, por onde passaram a recepção e o calor humano, características dos mineiros, brotaram na jornada que ainda enche de emoção dos lafaietenses, amantes da natureza.

Uma epopeia pela história de Minas. “Foram dias fantásticos”, disse a dupla que pertence do Grupo “Andarilhos Queluzianos”.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade