13 de julho de 2024 08:05

Andarilhos Queluzianos promovem a 5ª feijoada beneficente

Convidados

Como descreveu Reuber Antoniazzi, idealizador e um de seus fundadores, o grupo Andarilhos Queluzianos surgiu na orla da Lagoa da Pampulha, em 2004, sob a égide do companheirismo e do altruísmo e com as bênçãos de São Francisco de Assis. Na época, o grupo, ainda bem pequeno mas com grande visão e idealismo, promoveu sua primeira caminhada aliada a uma atividade filantrópica doando 40 litros de leite para uma entidade beneficente.

Andarilhos Queluzianos (2)

Os anos foram passando, o grupo foi aumentando e o desejo de ajudar ao próximo foi se fortalecendo. Em 2012, surgiu a ideia de se fazer uma feijoada filantrópica com a qual pudéssemos, com a parceria da sociedade e do próprio grupo, estender o nosso apoio a um número maior de pessoas. Outra ideia foi participarmos de barracas de festas juninas o que iria aumentar ainda mais as nossas oportunidades de angariar fundos para os objetivos filantrópicos. Tendo no grupo, vários maçons da Loja Maçônica Estrela de Queluz, diretores e conselheiros do Clube Dom Pedro II cujas ideias comungavam com as da diretoria e de vários integrantes dos Andarilhos Queluzianos, naturalmente surgiu entre as três entidades uma forte união que logrou êxito e sucesso nos eventos FEIJOADA BENEFICENTE e FESTAS JUNINAS, que integram nosso calendário anual e acontecem nas instalações do Clube Dom Pedro II.

Andarilhos Queluzianos

Ano passado, os resultados obtidos com a feijoada beneficente e a barraca na festa junina nos permitiram proporcionar doações a entidades filantrópicas da cidade, correspondentes a mais de R$ 20.000,00 (vinte mil reais).

Este ano, em 5 de junho, o grupo Andarilhos Queluzianos, realizou a sua 5ª feijoada beneficente onde compareceram mais de 700 convidados. A motivação do grupo é tão grande que pode ser vista no comportamento de seus integrantes que arregaçam as mangas conjuntamente para cumprir cada detalhe planejado ao longo de 3 meses. Desde quinta-feira, os preparativos finais já estavam sendo executados. Transporte e estocagem de insumos alimentícios, talheres, vasilhames e pratarias. Na fase seguinte, voluntários do grupo compareciam para auxiliar a família Rosa nos preparativos de alimentos. No sábado, enquanto os alimentos eram preparados, um grande grupo compareceu ao salão de eventos do Clube Dom Pedro II para darem início à formação de kits de pratos e talheres.convidados (2)

No domingo, já às 06h00 da manhã, mais andarilhos compareceram ao clube para organizarem as mesas, descascarem laranjas, fixarem faixas e baners. Finalmente, por volta de 11h00 outros integrantes transportavam, nas camionetes de Luiz Flávio Villela e Beto Matos, as panelas com alimentos prontos para o grande início do evento. Na entrada de acesso do salão de eventos, alguns membros do grupo se dedicavam ao controle de venda de convites e recebimento de convidados. Outros se responsabilizavam com a venda de cocadas em uma barraca enquanto em outra, estava sendo vendida a deliciosa caipirinha preparada pelo parceiro de anos, o Eli juntamente com sua esposa. Com a chegada dos convidados, garçons, cozinheiras e vários andarilhos se envolviam nas atividades de abastecimentos dos aparadores onde eram servidos os convidados. Foram muitos os elogios recebidos pelo grupo quanto à organização da feijoada e isto mostrou que aprendemos, a cada ano, a planejar melhor e sermos mais eficientes. Foram horas e mais horas de grande envolvimento dos organizadores e apoiadores do evento mas o êxito final virá com a entrega das doações conseguidas com o resultado financeiro obtido.

conjunto Parte do Alto

Queremos, neste momento, agradecer a cada um de nossos parceiros sem os quais nada seria possível. Muitos fornecem doações de materiais e ingredientes necessários. Temos, em nosso grupo, o Guilherme Vinícius (Jornal Correio de Minas) e o Luiz Fernando (Jornal Correio da Cidade) que contribuem muito com a divulgação deste e outros eventos. Contamos também com o apoio incondicional e vibrante dos 100 integrantes do grupo, cada qual assumindo variadas e importantes funções e responsabilidades. A cada ano, temos a certeza de que tudo dará certo em razão do envolvimento fundamental dos amigos Canti e Pedro Rosa com seus familiares na linha de frente dos preparativos tanto da feijoada quanto da barraca na festa junina. Às cozinheiras, ajudantes, garçons o nosso muito obrigado pela dedicação ímpar e fundamental de todos estes anos. À diretoria do Clube Dom Pedro e aos amigos da Loja Maçônica Estrela de Queluz, deixamos aqui o nosso reconhecimento por todo e fundamental apoio e parceria. A cada um dos mais de 700 convidados deste ano, agradecemos o apoio através da aquisição dos convites e o comparecimento ao evento. Sem vocês, convidados, todo o esforço seria em vão. Parabéns também ao conjunto Parte do Alto que fez brilhar ainda mais o ambiente local. Aos organizadores, nossos parabéns. Não é fácil fazer acontecer um evento deste porte com total sucesso. Assim, com o envolvimento e comprometimento de todos, conseguimos atingir o objetivo maior que é levar um pouco mais de conforto a quem precisa.

Somos uma grande família que irradia um brilho de amor ao próximo e de fraternidade. É este brilho que nos ilumina o nos mostra que estamos na estrada certa e sob as bênçãos de São Francisco e de nosso Deus. Estes eventos também se tornam mais uma oportunidade de confraternização entre os membros do grupo juntamente com familiares e amigos.

Aproveitamos a oportunidade para convidar a todos para a festa junina no Clube Dom Pedro, nos dias 24, 25 e 26 de junho. Estaremos lá com nossa barraca em mais um evento filantrópico.

Abraços a todos.

LAÉRCIO REZENDE AMARAL – ANDARILHO QUELUZIANO

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade