30 de maio de 2024 19:02

Hélio Campos analisa sua reeleição e aponta novos rumos para a sua gestão em Ouro Branco

“Temos fé que teremos uma gestão mais tranquila do ponto de vista administrativo, sem os enormes percalços que tivemos que enfrentar em 2017, 2018 e 2020”. Assim analisou o prefeito reeleito de Ouro Branco, Hélio Campos (PDSB), ao discorrer sobre os novos planos e projetos para os próximos 4 anos.

Leia entrevista na íntegra.

CORREIO – Surpreendeu-lhe votação tão acirrada e apertada?  Qual avaliação da campanha?

Hélio Campos -O processo eleitoral em Ouro Branco transcorreu com tranquilidade e em conformidade com a legislação e o estado democrático de direito. Tivemos um índice muito grande de abstenção, o que se repetiu em todo o país. Todos os candidatos, sem exceção, alegam que esse índice os prejudicou.

Nesse momento penso apenas em fazer um bom governo para toda Ouro Branco e não apenas para os que votaram no candidato x ou y. O importante é termos humildade e a noção de que fomos democraticamente eleitos para fazer mais e melhor nos próximos quatro anos, com o apoio da câmara de vereadores. Os demais concorrentes ao cargo de prefeito, bem como os candidatos a vereador eleitos têm todo meu respeito e apreço.

CORREIO -Quais suas prioridades para o segundo mandato?

Hélio Campos – O mundo mudou após a pandemia. Todos os setores foram drasticamente afetados e a forma de operação será também atualizada. Buscaremos implementar o Novo Jeito de Cuidar das pessoas. Iremos trabalhar para desenvolver métodos seguros e eficientes de atendimento na área da saúde e educação e focar nossos esforços na recuperação das atividades econômicas, desenvolvendo o turismo regional, fortalecendo nosso comércio e promovendo a vinda de novas empresas para nossa cidade.

Toda essa nova forma de ver a sociedade exigirá também uma nova forma de trabalho por todos os administradores públicos. Quem não se atualizar não estará apto a administrar. Temos que estar preparados para esse novo mundo que desperta logo à frente.

O prefeito reeleito de Ouro Branco, Hélio Márcio Campos (PSDB)

CORREIO- Já pensa em mudança ou novos nomes do secretariado?

Hélio Campos –O novo mundo exigirá uma nova forma de administração. Ainda não conversamos sobre os cargos de Secretários municipais, mas certamente o diálogo será aberto e franco. Nossos projetos futuros terão que estar alinhados à proposta de fazermos diferente e melhor. A manutenção ou não dos Secretários será avaliada oportunamente e será tratada pontualmente, caso a caso, para que tenhamos segurança de que faremos uma gestão segura, eficiente e principalmente inovadora. Vamos procurar gestores que atendam esse perfil.

CORREIO- Como avalia o cenário regional?

Hélio Campos – O trabalho da Gestão Pública exige de todos planejamento e ações internas nos Municípios, mas também atividades conjuntas que possibilitem o crescimento regional, formando assim, um cenário regional próspero.

Nossa região sempre busca o caminho do diálogo e da análise de soluções para os Municípios. Saúdo os novos gestores recém eleitos e também os reeleitos. Tenho certeza de que estamos todos juntos na busca do crescimento regional e da parceria para o sucesso de nossas cidades, trabalhando assim pelo bem de toda a população.

CORREIO –Considerações finais.

Hélio Campos – A Gestão 2017 – 2020 apresentou grandes desafios. Em 2017 tivemos que sanear uma prefeitura com vencimentos de servidores atrasados, com dívidas enormes batendo à porta mês a mês e com um funcionalismo público desmotivado e abatido pelas situações postas. Assim, no primeiro ano de governo, a gestão teve uma meta: a responsabilidade administrativa, ou seja, gastar apenas o que tínhamos e reduzir o endividamento descontrolado do Município. O planejamento era que, após a resolução dos problemas no ano de 2017, teríamos condições de realizar um verdadeiro choque de gestão na rotina de nossos munícipes em 2018. No entanto, em 2018 o Estado de Minas Gerais, de forma irresponsável, deixou de passar uma quantidade muito grande de recursos mensais para os municípios mineiros(ICMS, IPVA, FUNDEB e Saúde), algo que jamais havia ocorrido na história. Todos os prefeitos se viram em situação desesperadora. Tivemos colegas que renunciaram, outros entraram em depressão profunda, pois não conseguiam pagar sequer os salários dos servidores. Nós, graças a Deus, conseguimos passar por essas duas crises sem dividir o maior peso da conta com a cidade e com o funcionalismo. Fizemos fundos de reservas que nos resguardaram e nos tiraram do grupo de cidades vieram à verdadeira falência. Em 2019, finalmente conseguimos trabalhar. O novo governador de Minas Gerais reconheceu a dívida que tinha com os Municípios, gerada em 2018, e fez acordos judiciais para pagamento das parcelas atrasadas. Isso gerou um crédito homologado pelo poder judiciário às prefeituras, inclusive para Ouro Branco.

Com esse crédito e o apoio do legislativo conseguimos fazer várias obras em nossa cidade que eram cobradas há décadas, como o asfaltamento de ruas no centro e da rodovia da batata, a reforma do Hospital, abertura da creche do bairro Belvedere, a ciclovia na Mariza, dentre outras. Atacamos também o problema social da falta de habitação, quando conseguimos, como muito esforço, trazer o “Minha Casa, Minha Vida” para Ouro Branco.

Enfim… em 2019 conseguimos trabalhar. Estávamos na expectativa de, em 2020, continuarmos o trabalho, mas fomos surpreendidos pela maior pandemia mundial do século o que demandou o direcionamento administrativo, financeiro e técnico para sua contenção. Foi difícil, mas considero a gestão vitoriosa. Para os anos de 2021-2024 temos um planejamento de intensificar as ações de melhoria de nossa infraestrutura, bem como de reforçar as ações de saúde no nosso Município. Temos fé que teremos uma gestão mais tranquila do ponto de vista administrativo, sem os enormes percalços que tivemos que enfrentar em 2017, 2018 e 2020. Hoje as contas do Município estão equilibradas e certamente termos condição de fazer melhor para nossa cidade. Gostaríamos, eu e o vice-prefeito, Dr. Celso Roberto Vaz, de agradecer a confiança dos eleitores ourobranquenses, que apostaram na nossa capacidade administrativa. Não os decepcionaremos. Obrigado!

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade