25 de julho de 2024 03:30

Duas pessoas são presas por ocultação de cadáver

Na madrugada desta quarta-feira, 28 de julho, por volta de 1h, após diversas diligências, a Polícia Militar (PMMG) prendeu dois principais suspeitos de homicídio que havia ocorrido em 07 de junho deste ano. Eles foram presos em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver. A vítima se trata de um adolescente de 15 anos que estava desaparecida desde o dia 3 de junho.

No dia 30 de junho, a mãe da vítima acionou a polícia e informou que seu filho estava desaparecido desde o dia 3 de junho. Um dia depois, ela registrou um novo Boletim de Ocorrência, informando que seu filho havia sido morto por um traficante, por uma possível dívida de drogas. Desde então, os policiais fizeram diversas diligências de rastreamento e, contando com o serviço de inteligência de segurança pública e apoio de denúncias anônimas, intensificou as buscas em trilha que liga o bairro Rosário ao Morro Santana, também conhecido como “Gogo” e na região do bairro Morada do Sol.

Durante uma batida policial, na madrugada de hoje, feita no Bairro Morada do Sol, área conhecida como “Invasão”, foi localizado um dos suspeitos de autoria do delito, que tentou fugir da abordagem policial. Durante a abordagem ao primeiro suspeito localizado, a polícia recebeu denúncias anônimas sobre o segundo suspeito, conseguindo encontrá-lo e abordá-lo. Segundo os policiais, os suspeitos admitiram a autoria do homicídio do menor que estava desaparecido e informaram o local aonde ocultaram o cadáver, sendo presos em flagrante por este delito.

Em seguida, com as informações dos autores, equipes da polícia deslocaram até um buraco de sari específico, localizado em lugar conhecido como Lagoa Seca, que está situado em uma trilha que liga o bairro Rosário ao bairro Morro Santana. No local apontado, o Corpo de Bombeiros Militar foi acionado e resgatou o cadáver.

Um dos suspeitos confirmou as denúncias, segundo a nota policial, afirmando que a vítima foi morta no dia 7 de junho por volta de 15h com o uso de uma faca, pelo fato do menor ter roubado 25 pedras de crack, tendo uma dívida no contexto do tráfico de drogas. Após o ato, de acordo com a polícia, eles informaram como e aonde ocultaram o cadáver.

Diante dos fatos, os autores, presos em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver, foram conduzidos à Delegacia de Plantão para as devidas providências da persecução penal.

Fonte: Mais Minas

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade