24 de maio de 2024 04:56

Auxílio Brasil não vai pagar R$ 400 em novembro mas sim R$ 230; programa pode chegar até R$600,00

O Auxílio Brasil está prometido pelo Governo Federal para se iniciar em novembro, onde terá um valor médio de R$ 400. Contudo, segundo fontes do governo, a primeira parcela do benefício que substituirá o atual Bolsa Família não será no valor de R$ 400, de acordo com fontes, o repasse com o novo valor ocorrerá em dezembro e ainda dependerá da aprovação do Congresso Nacional.

Valor do Auxílio Brasil

A validação do valor do Auxílio Brasil ocorrerá apenas no mês de dezembro, além disso, o Congresso Nacional é quem definirá se o benefício terá o valor mínimo de R$ 400, ou quem sabe ainda pode ter um valor maior.

Novo salário mínimo regional passa a valer já em 1º de janeiro. Foto: Gilson Abreu/AEN

A situação pode se tornar real frente a emendas que correm no sentido de aumentar o valor do benefício, podendo chegar ainda ao valor de R$ 600.

Ainda conforme fonte do governo, reuniões que precederam a definição do valor do Auxílio Brasil em R$ 400 foi marcada por parte da ala parlamentar indicando o interesse no benefício com valor de R$ 500 ou R$ 600.

Contudo, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira declarou conforme interlocutores nos últimos dias que não haverá brechas para que esse reajuste além do que é previsto pelo governo aconteça.

Mudanças com a implementação do Auxílio Brasil

O atual Bolsa Família atende cerca de 14,7 milhões de famílias que recebem valores abaixo de R$ 100 e outras famílias com valor de até R$ 500, contudo, a média de valores para todos os beneficiários gira em torno de R$ 190.

Assim, a expectativa atual é de que o benefício pago no mês de novembro seja reajustado em 20%, elevando assim a média de R$ 190 para R$ 230. Logo, no mês de setembro, com a validação do Congresso, os beneficiários possam receber o valor médio de R$ 400.

Outra expectativa do governo é zerar a fila do Cadastro Único de Informações Sociais (CadÚnico), em que diversas famílias estão na fila de espera, aguardando a concessão do Bolsa Família, assim, o novo Auxílio Brasil deve saltar de 14,7 milhões para cerca de 17 milhões de famílias.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade