20 de abril de 2024 17:47

Nota rara: conheça a cédula de R$ 50 que pode valer até R$ 4 mil

Colecionadores desembolsam até milhares de reais por exemplares de cédulas consideradas raras. Veja exemplos.

Muitos brasileiros estão descobrindo que aquela nota ou moeda guardada no fundo da carteira pode valer bem mais que o número estampado nela. Esse é o caso de uma cédula de R$ 50 bastante procurada pelos colecionadores, que chega a ser vendida por R$ 4 mil.

Essa raridade com poucas unidades em circulação tem uma diferença bem clara em relação às demais: ela foi emitida sem a tradicional frase “Deus seja louvado”. A falha em um lote de 1994 faz dele um objeto de desejo dos amantes dessa arte.

As notas de R$ 50 que contém o “erro” se tornaram ainda mais valiosas após o Banco Central ordenar a retirada de boa parte delas de circulação. Além do detalhe, outros fator importante que valoriza o exemplar é seu estado de conservação.

Notas e moedas raras

Outros motivos também tornam cédulas e moedas valiosas e raras, como fazer parte de um lote específico, ser fabricada fora do país ou conter a assinatura de uma certa autoridade. Confira alguns exemplos:

  • Nota de R$ 1: tirada de circulação em 2006, a cédula de R$ 1 atualmente pode custar R$ 275.
  • Nota de R$ 5: unidades de um lote de notas de R$ 5 que contém um asterisco em frente ao número de série podem custar até R$ 2 mil.
  • Nota de R$ 10: emitidas nos anos 2000 em comemoração aos 500 anos de descobrimento do Brasil, as notas de plástico de R$ 10 chegam a custar até R$ 150.
  • Moeda de R$ 0,50: o exemplar valioso foi cunhado sem o zero após o cinco, e por isso vale até R$ 1,8 mil no mercado.
  • Moeda de R$ 1: a coleção de moedas das Olimpíadas de 2016, realizada no Brasil, tem valores entre R$ 8 a R$ 300, de acordo com o modelo.

FONTE EDITAL CONCURSOS

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade