17 de abril de 2024 11:36

Coca-Cola contrata aprendizes, mulheres e PcDs para atuação na fábrica da região

A Coca-Cola Femsa Brasil abriu novo processo seletivo para contratação de mulheres, pessoas com deficiência (PcDs) e aprendizes para atuação na fábrica da empresa em Itabirito (Região Central de Minas).

As vagas são para as áreas de produção, manutenção, armazém, almoxarifado, qualidade, xaroparia e tratamento de água e esgoto. Os interessados podem enviar e-mail para rs.mg@kof.com.mxcurriculo.itabiritomg@kof.com.mxrafaella.moreira@kof.com.mx e pamela.olira@kof.com.mx, fazer cadastro no site trabalheconosco.vagas.com.br/femsa ou acessar o perfil da empresa no LinkedIn.

Na área de almoxarifado, estão abertas oportunidades para jovem aprendiz, ajudante operacional, almoxarife e operadora de empilhadeira.

Para a área de manufatura (produção), a empresa está contratando operadora e técnica em manufatura. Já na área de CRA (Célula Recebimento Antecipado), estão disponíveis vagas para assistente administrativo e jovem aprendiz.

Há oportunidades, na área de manutenção, para jovem aprendiz, técnica em manutenção e automação, técnica em manutenção elétrica, técnica em manutenção eletromecânica e técnica em manutenção mecânica. No setor de operações (armazém), conferente e operadora de empilhadeira GLP serão contratadas.

Na área de xaroparia e tratamento de água e esgoto, estão abertas vagas para operadora e técnica em manufatura. Para o setor de multipack (produção), a empresa contrata ajudante operacional e, na área de qualidade, técnica de qualidade. Já nas áreas de RH e segurança do trabalho estão disponíveis vagas para jovens aprendizes.

Alerta

A Coca-Cola Femsa Brasil ressalta que todas as vagas de emprego são divulgadas nos canais oficiais: Vagas.com e redes sociais Facebook, Instagram e Linkedin da empresa (perfis com sinal de verificado). A companhia orienta que, em caso de recebimento de informações relacionadas à empresa, a pessoa faça a checagem nos canais oficiais e não clique ou compartilhe links que possam redirecionar para sites falsos.

FONTE RADAR GERAL

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade