30 de maio de 2024 17:21

Ônibus que tombou e deixou sete mortos estava irregular e fugia de escolta

Um ônibus de turismo que tombou no Distrito Federal, na noite desse sábado (21), e deixou sete mortos, era clandestino e estava fugindo de escolta. Dezoito pessoas ficaram feridas. Isso é o que Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) confirmou à reportagem divulgada pelo Metrópoles.

O motorista recebeu ordem de parada no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) da BR-070, onde passou pela vistoria de fiscais da ANTT. Na ocasião, ficou constatado que se tratava de transporte irregular.

Ainda acordo com a reportagem, seguindo o protocolo, os fiscais escoltariam o ônibus até o terminal rodoviário mais próximo. Contudo, na altura de Ceilândia, o condutor acelerou para tentar despistar os fiscais.

“A Agência esclarece que, em nenhum momento, houve perseguição por parte da equipe da Agência. Na fiscalização no posto da PRF, além de constatar a falta de autorização para transporte, foi identificado que o veículo estava sem seguro e com os pneus carecas”, informou a nota da ANTT.

Nesse momento, o motorista teria perdido o controle da direção. Chovia no momento da batida.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade