18 de junho de 2024 22:48

Testemunha vira suspeito em caso de mulher achada morta e seminua em MG

Um homem de 56 anos, inicialmente considerado como testemunha, virou o principal suspeito de matar uma mulher, de 57, na BR-116, em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais. Conforme a Polícia Militar (PM), a vítima foi achada morta às margens da rodovia na manhã de terça-feira (21/5), na altura no Bairro Vila Bretas, por pessoas que trafegavam pelo local. Os militares foram acionados por volta das 6h.

A vítima tinha lesões na cabeça causadas, provavelmente, com um pedaço de concreto, que foi encontrado sujo de sangue perto do corpo. Parte do crânio, inclusive, estava afundado. Segundo a PM, existe a suspeita de que a mulher tenha sido estuprada antes da execução, o que ainda será investigado por meio de exames periciais. 

O tenente Helbert Candeia informou que o suspeito tem passagens pela polícia, mas não especificou por quais crimes. Já a vítima, também de acordo com o militar, era alcoólatra, usuária de drogas e tinha transtornos mentais, conforme informado por familiares à PM. 

Em coletiva à imprensa nesta quarta-feira (22/5), a Polícia Civil (PCMG) disse que, durante o depoimento, ainda na condição de testemunha, o homem de 56 anos apontou um possível suspeito para o homicídio, o que não chegou a ser considerado pelas autoridades, pois os policiais notaram respingos de sangue na calça dele.

Além disso, os investigadores analisaram os registros de câmeras de monitoramento na rodovia, quando viram o homem nas imagens acompanhado da vítima nas proximidades do local do crime. Depois, ele aparece agredindo a mulher e levando-a para uma área de mata. Em seguida, deixa o local sozinho.

“Diante dos fortes indícios de autoria, o homem foi preso em flagrante pelo crime de homicídio e, após os procedimentos na delegacia, foi encaminhado ao sistema prisional”, informou a Polícia Civil, sem apresentar uma possível motivação para o assassinato. As investigações prosseguem.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade