22 de junho de 2024 20:10

Concurso TSE Unificado: edital de concurso é publicado com 395 vagas e salários de até R$ 13,9 mil

Edital do novo concurso TSE Unificado é publicado com 389 vagas para técnicos e analistas judiciários. Iniciais são de até R$15 mil!

O edital do concurso TSE Unificado foi publicado nesta quarta-feira, 29 de maio. A oferta total é de 389 vagas imediatas, mais cadastro de reserva, para técnicos e analistas judiciários, cargos de nível superior. As remunerações iniciais são de até R$15.387.

O concurso unificado da Justiça Eleitoral oferece vagas para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e para 26 Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). Somente o TRE do Tocantins não participa da seleção por ainda ter edital em validade.

As inscrições ficarão abertas de 4 de junho a 18 de julho, pelo site do Cebraspe, organizador do concurso. As provas serão aplicadas no dia 22 de setembro.

A seguir, veja a divisão das vagas imediatas, mais cadastro de reserva (CR), entre as áreas e especialidades de técnico e analista:

Técnico judiciário:

  • área administrativa: 207 vagas imediatas + CR;
  • área Administrativa – agente de Polícia Judicial: 11 vagas imediatas + CR; e
  • apoio especializado – Programação de Sistemas: 55 vagas + CR.

Analista judiciário:

  • área Judiciária: 43 vagas imediatas + CR;
  • área Administrativa: 9 vagas imediatas + CR;
  • área Administrativa – Contabilidade: 5 vagas imediatas + CR;
  • apoio especializado – Arquitetura: CR;
  • apoio especializado – Arquitetura: 3 vagas imediatas + CR;
  • apoio especializado – Biblioteconomia: 1 vaga imediata + CR;
  • apoio especializado – Enfermagem: 1 vaga imediata + CR;
  • apoio especializado – Engenharia Civil: 4 vagas imediatas + CR;
  • apoio especializado – Engenharia Elétrica: 2 vagas imediatas + CR;
  • apoio especializado – Engenharia Mecânica: 3 vagas imediatas + CR;
  • apoio especializado – Estatística: 5 vagas imediatas + CR;
  • apoio especializado – Medicina (Clínica Médica): 2 vagas imediatas + CR;
  • apoio especializado – Medicina (Psiquiatria): 1 vaga imediata + CR;
  • apoio especializado – Medicina do Trabalho: 1 vaga imediata + CR;
  • apoio especializado – Odontologia: 1 vaga imediata + CR;
  • apoio especializado – Psicologia: 2 vagas imediatas + CR;
  • apoio especializado – Serviço Social: 1 vaga imediata + CR; e
  • apoio especializado – Tecnologia da Informação: 32 vagas imediatas + CR.

Cada cargo tem sua oferta distribuída entre os tribunais participantes do concurso. A divisão consta no edital.

As remunerações iniciais dos aprovados serão de:

  • técnicos judiciários: R$9.922,75, sendo R$3.554,02 de vencimento básico, R$4.975,64 de Gratificação por Atividade Jurídica (GAJ) e R$1.393,10 de auxílio-alimentação
  • técnico judiciário (polícia judicial): R$11.166,66, sendo R$3.554,02 de vencimento básico, R$4.975,64 de Gratificação por Atividade Jurídica (GAJ), Gratificação de Atividades de Segurança (GAS), de R$ 1.243,91, e R$1.393,10 de auxílio-alimentação
  • analistas judiciários: R$15.387,88, sendo R$5.831,15 de vencimento básico, R$8.163,61 de Gratificação por Atividade Jurídica (GAJ) e R$1.393,10 de auxílio-alimentação.

Os servidores ainda terão direito a assistência pré-escolar; e assistência médica e odontológica (participação da União).

O concurso unificado tem 33% das vagas reservadas às cotas. Os percentuais são para os seguintes grupos:

  • 20% das vagas para pessoas negras;
  • 10% das vagas para pessoas com deficiência; e
  • 3% das vagas para pessoas indígenas.

Concurso TSE Unificado terá inscrições a partir de junho

As inscrições do concurso TSE Unificado serão aceitas de 4 de junho a 18 de julho, no site do Cebraspe, banca organizadora da seleção.

O primeiro passo será preencher o formulário com todas as informações solicitadas. O candidato deverá indicar a opção pelo cargo/área/especialidade, pelo Tribunal Eleitoral ao qual concorrerá e pela cidade de provas.

Será possível se inscrever em até dois cargos, sendo um de técnico judiciário e outro de analista judiciário, cujas provas serão aplicadas em turnos distintos.

Nesse caso, o candidato poderá optar pelo Tribunal Eleitoral ao qual concorrerá, podendo ser em órgãos distintos para cada um dos cargos objeto de opção.

O passo seguinte é pagar a taxa de inscrição de R$85 para técnico judiciário e R$130 para analista judiciário.

Somente membros de famílias de baixa renda, inscritos no programa Cadastro Único (CadÚnico), e doadores de medula óssea poderão solicitar a isenção da taxa.

Os pedidos de isenção da taxa poderão ser feitos durante todo o período de inscrição, de 4 de junho a 18 de julho, pelo portal do Cebraspe.

Provas do concurso TSE Unificado serão em setembro

O concurso TSE Unificado será composto pelas etapas de:

  • prova objetiva para todos os cargos;
  • prova discursiva (somente para analista judiciário);
  • teste de aptidão física (somente agente da Polícia Judicial); e
  • avaliação de títulos (somente para analista judiciário).

Todas as etapas serão realizadas nas capitais dos 26 estados brasileiros (incluindo o Tocantins) e no Distrito Federal.

As provas objetivas e discursivas realizadas em 22 de setembro em turnos distintos para técnicos e analistas judiciários. Veja:

  • provas para analista judiciário: turno da manhã; e
  • provas para técnico judiciário: turno de tarde.

Na parte objetiva, os candidatos deverão responder a 120 questões, no estilo CERTO ou ERRADO, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos.

Veja o que será cobrado em Conhecimentos Básicos:

  • Língua Portuguesa (para todos os cargos);
  • Noções de Direito Eleitoral (apenas para os cargos de técnico judiciário – área administrativa; e analista judiciário – área administrativa);
  • Noções de Direito Administrativo (exceto para o cargo de analista judiciário – área judiciária); e
  • Noções de Direito Constitucional (apenas para os cargos de técnico judiciário – área administrativa; e analista judiciário – área administrativa).

Os Conhecimentos Específicos são variáveis conforme a especialidade em disputa.

Para o cargo de técnico judiciário – área administrativa, por exemplo, serão cobrados os seguintes Conhecimentos Específicos:

  • Administração Pública;
  • Gestão de Pessoas;
  • Gestão de Contratos.

Já para técnico judiciário – área administrativa – agente da Polícia Judicial os Conhecimentos Específicos serão:

  • Segurança Judiciária;
  • Noções de Direitos Humanos;
  • Noções de Direito Penal de Direito Processual Penal.

prova discursiva para analista judiciário consistirá na redação de um texto dissertativo de até 30 linhas a respeito de temas relacionados aos Conhecimentos Específicos do cargo/área/especialidade.

Serão corrigidas as provas discursivas dos concorrentes que tiverem as melhores pontuações na objetiva, conforme o limite determinado em edital.

Concurso ainda terá TAF e avaliação de títulos

O teste de aptidão física (TAF) será aplicado somente para o cargo de técnico judiciário – agente da Polícia Judicial. Os convocados deverão executar os seguintes exercícios:

  • flexão de braço na barra fixa (para os candidatos do sexo masculino) ou de barra estática (candidatas do sexo feminino);
  • flexão abdominal;
  • corrida de 12 minutos.

Por sua vez, a avaliação de títulos será para todos os candidatos a analista judiciário aprovados na prova discursiva.

Os concorrentes serão pontuados a partir da especialização acadêmica, experiência profissional e aprovações em concursos públicos.

O prazo de validade do concurso será de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

FONTE FOLHA Q CONCURSOS

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade