Apesar da luta da família, pequena Júlia morre em Belo Horizonte

23

Faleceu hoje, dia 21, pela manhã, prematuramente aos 2 anos, a pequena lafaietense Júlia Gabriele da Silva. Ela estava internada na Santa Casa de Misericórdia, em Belo Horizonte, desde o dia 8 de março e não resistiu ao tratamento de miocardia, além de tromboembolia

Antes de ser transferida sua família viveu o drama e agonia de não conseguir um leito para seu tratamento. Ele foi internada no Hospital São Vicente, em Lafaiete, no dia 26 de fevereiro. Insatisfeitos com a demora, os pais acionaram a Justiça que obrigou o Estado a conseguir uma vaga, sob multa diária. Somente depois de muita luta, os pais conseguiram uma vaga em um hospital especializado. Em Lafaiete ele ficou pelo menos 12 dias a espera de uma vaga.

Desde o início de fevereiro a família vinha lutando pela vida de Júlia. Entre idas e vindas ao hospital, a mãe percebendo que a perninha dela estava muito inchada e que ela não estava mais andando retornou mais uma vez ao São Vicente onde foi pedido um exame de Eco Doppler, no dia 24 de fevereiro, constatando miocárdia, trombo no pulmão e coração.