Após 2 dias de angústia, família localizada mulher desaparecida

12
Maria das graças estava com problemas depressivos

Após quase dois dias de angústia e desespero, a história de desaparecimento de uma barbacenense teve final feliz na manhã desta quarta feira (06). Os familiares conseguiram localizar Maria das Graças Godoy Miguel Damasceno, na manhã de hoje em uma rua da histórica São joão del Rei, cidade localizada a cerca de 54 km de Barbacena.

Os familiares receberam a informação dando conta do paradeiro de Maria das Graças, de que ela estaria em São João Del Rei, através da ajuda de William Ribeiro, amigo da família que mora na cidade, depois dele ter passado por vários guichê das empresas prestadoras de serviços na rodoviária do município, e também, após colher informações de populares em diversas ruas da cidade. Willian largou todos os seus compromisso pessoais e de trabalho para se concentrar no único objetivo o de localizar Maria das Graças.

O Reencontro

Em conversa com o Vertentes das Gerais, a lha Aline Damasceno, falou do momento do reencontro com a mãe: “Quando ficamos sabendo que ela foi vista em uma rua de São João Del Rei, nos embarcamos para a cidade bem cedo, e com a ajuda do William, eu e minha irmã começamos a procurar desesperadamente por ela e quando encontrei ela em uma rua da cidade, minha primeira reação foi correr para abraçar ela e desabei a chorar no ombro dela tamanha a emoção que senti naquele momento,” comentou Aline.

Maria das graças estava com problemas depressivos

O desaparecimento

Diagnosticada com quadro depressivo e sem motivos aparente, Maria das Graças que estava desaparecida desde o começo de tarde da última segunda feira (04), chegou até a cidade de São João Del Rei depois que conseguiu carona de um caminhoneiro. E durante o seu desaparecimento, informações chegaram a até aos familiares dando conta de que ela teria sido vista na vizinha cidade de Barroso, a pouco mais de 28 km de Barbacena.  Os familiares de Maria das Graças, ainda muito emocionados com todo o drama que passaram ate o seu reencontro, deixa os agradecimentos a todas as pessoas que ajudaram no compartilhamento contendo fotos e informações sobre a Maria das Graças, e principalmente, ao William Ribeiro, que abandonou todos os seus afazeres para ajudar na localização dela. Os familiares ainda pedem um pouco de atenção por parte dos motoristas que estão em viagens pelas rodovias, para que antes de conceder carona para uma pessoa no quadro em que estava a minha mãe, tentar conversas com a pessoa na tentativa de buscar informações tentando saber o porque ela estaria saindo da cidade. “Acredito que desta forma, reduziria em muto o número de pessoas com histórico de depressão que estão deixando suas cidades, como no fato que ocorreu com a minha mãe,” explanou Aline.

Fonte: Vertentes Gerais