Briga por galinhas termina em desavença, tiros e prisão durante briga entre vizinhos em Piranga

9

Ontem, dia 13, por volta das  16:30 horas, Policiais Militares compareceram na localidade Piau, zona rural de Piranga, onde segundo relato da vítima seu vizinho (homem, 33 anos) havia efetuado um disparo de arma de fogo em direção à sua residência, causando a morte de uma de suas galinhas. Ainda segundo a vítima ao perceber o acontecido, deslocou até a residência do autor para saber o que estava acontecendo e lá foi ameaçado de morte, tendo o autor aparecido com outro tipo de arma diferente daquela com que havia efetuado o disparo.

A vítima disse que o autor teria oferecido uma quantia de R$ 100,00 pela galinha morta, porém ele não aceitou, acreditando que aquilo era um abuso. Segundo o autor ele realmente fez o disparo de arma de fogo contra a galinha pertencente ao seu vizinho devido ao fato de que os animais dele não saem de seu terreno, coisa que ele havia pedido há tempos para que fosse evitado. No local os policiais em contato com uma testemunha do ocorrido (mulher, 32 anos) amásia do autor confirmou que seu companheiro havia disparado com uma arma de fogo contra uma galinha e segundo ela  seu companheiro constantemente vem manuseando as armas de fogo dentro da residência, o que está causando pavor a ela e aos três filhos menores do casal.

Armas apreendidas pela PM/Divulgação

O autor entregou sem maiores problemas as armas as quais foram apreendidas e encaminhadas à delegacia de plantão. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao autor. Os Policiais Militares foram até a residência do vizinho do autor, proprietário do animal atingido com o disparo, onde foram informados pela esposa dele de que ele não se encontrava mais em sua residência, dizendo que ele havia deslocado para a cidade de Piranga.

A esposa da vítima confirmou o disparo da arma de fogo, efetuado pelo autor. Realizado patrulhamento na tentativa de encontrar a vitima, para maiores detalhes sobre o ocorrido, porém sem êxito, sendo impossibilitado também de conseguir maiores dados para qualificações. O autor foi encaminhado até o Hospital Municipal São Vicente de Paula, onde foi feito o Auto de Corpo de Delito pelo médico de plantão e em seguida  foi apresentado a Delegacia de  Polícia em Conselheiro Lafaiete.