Capela Nova: indefinição marca eleições, mas surgem ao menos 3 pretendentes

24

Situada na região do Campo das Vertentes, Capela Nova é uma das cidades mais charmosas e acolhedora da região. Povo ordeiro e protagonista de sua história, em  Manoel de Souza Maia, fazendeiro da região, pediu permissão à Sé de Mariana para a construção da capela dedicada a Nossa Senhora das Dores, localizada atrás da serra da Pedra Menina, sendo freguesia de Queluz. Surge o arraial de “Capela Nova das Dores” ou, simplesmente, “Dores”. Quando se planejava a construção do templo na região, Capela Nova já era bastante populosa, com cerca de 72 famílias, em fins do século XVIII. Em 1856, foi criada a freguesia. Em 1864, a paróquia foi transferida para o arraial do Glória, com a denominação de Nossa Senhora do Glória, sendo restaurada em 1870. O decreto de 17 de dezembro de 1938 reduziu a denominação de Capela Nova das Dores para Capela Nova. Em 12 de dezembro de 1953, foi criado o município de Capela Nova, desmembrando-se de Carandaí.

Cenário

O povo de Capela Nova tem paixão pela política e as sucessões são inflamadas. Nossa reportagem esteve na cidade onde ouviu diversos moradores que opinaram sobre o quadro político e corrida municipal, apontando que serão os pré candidatos. O quadro das últimas eleições é marcado pela polarização de grupos rivais.

O Prefeito Adelmo Moreira (DEM) deve tentar a reeleição mantendo a chapa com o atual Vice prefeito, Otacílio (Patriotas). O grupo governista conta com o apoio do PSDB, PSD, PRB e do PSC, partido do Vereador Charles Moreira, que surge como opção do grupo político, caso Adelmo não concorra a reeleição, o que é cada dia mais improvável.

Do lado oposicionista, surgem os nomes do ex Prefeito Dr. Manoel Barbosa (1997-2004) e vereador Marcelo (2013 -), ambos do MDB, que conta também com apoio do PV, SDD, Progressistas e PT. que governou a cidade  entre 2012 e 2016 tendo como Prefeito, Luiz do Sindicato, que por sua vez foi Vice Prefeito do ex Prefeito Juninho (DEM/PR), 2004 a 2012.

O atual grupo político que está no poder conta com o apoio do Deputado Estadual Glycon Franco (PV), o Deputado Federal Fred Costa (Patriotas) e do Senador Rodrigo Pacheco (DEM).

Já o ex Vereador Charles Moreira é ligado ao Deputado federal Lafayette Andrada (PRB).

O PT local conta com apoio dos Deputados Federais Reginaldo Lopes e Padre João. Já Dr. Manoel conta com apoipio do Presidente da ALMG, Agostinho Patrus Filho (PV) e Marcelo Henriques com o apoio da Deputada Estadual Ione Pinheiro (DEM).

Eleições

Em 2008, como o apoio do PT, Juninho chegou a seu segundo mandato derrotando Diniz com uma vantagem de mais de 900 votos em um eleitorado de 4,3 mil votantes. Em 2012, Luiz Sindicato (PT) bateu o atual prefeito pela margem de menos de 1%, o que representou 33 votos de diferença.

Na eleição de 2016, Adelmo chegou ao poder vencendo com folga Waldir (SD) por quase 600 votos de vantagem.