Quem vai vencer as eleições em Desterro de Entre Rios (MG)? Disputa segue embolada

Quatro anos depois, o processo eleitoral já chegou a simpática Desterro de Entre Rios (MG) cujos cofres públicos são irrigados pelos royalties da mineração. Nos últimos 8 anos, o município experimentou um vertiginoso crescimento imobiliário e na diversificação comercial. Com a chegada da mineração, a renda per capita subiu melhorando a qualidade de vida da população colocando a cidade como uma das mais prósperas da região.

O cenário

Nas duas últimas eleições, em 2016 e 2020, a cidade teve 4 e 5 postulantes respectivamente. O quadro de pulverização tende a acontecer em 2024 o que embola escolha para os mais de 6 mil eleitores.

Vencedor com quase 52% do eleitorado, com 2.469 votos, Waguinho Duarte (União Brasil) segue firme no seu claro propósito de chegar ao seu 2º mandato. Ele aposta suas fichas no retrospecto de suas obras para vencer as eleições e bater de novo seus oponentes.
A oposição tenta se unir para mostrar força e muitos apostam na dobradinha, ainda que remota, entre o ex-candidato Mocrácio Ribeiro e o ex-prefeito João Azzi. O primeiro pode chegar a sua 4ª eleição consecutiva. Por outro lado, fontes consultadas indicam que os dois postulantes podem seguir em campos distintos, o que facilitaria a reeleição do atual mandatário.

Segue na lista de pré-candidatos o vereador Neimar Lázaro Faleiro (PL) que mais uma vez tenta emplacar seu nome na contenda eleitoral.

Desterro ainda tem mais nomes na disputa. O militar da reserva Gilson José Diniz vem para mais uma disputa em Desterro. Há quem aposte que ele entrará para disputar uma cadeira no legislativo.

O advogado Lucas Morais (MDB) também ensaia a concorrer as eleições. Em 2022 ele foi candidato a deputado federal e em 2016 e 2020 disputas a corrida municipal.

Com uma perspectiva otimista de receita, Desterro de Entre Rios segue para uma disputa embolada. Quem vai vencer?

Eleições 2024: Capela Nova volta a ter três pré-candidatos a Prefeito

Durou pouco o número de quatro pré-candidaturas ao Executivo Municipal em Capela Nova. Após decidir concorrer ao Governo Municipal, Charles da Farmácia conseguiu um apoio importante e até então considerado improvável, o de seu primo e atual Prefeito, Adelmo Moreira, que indicará o Vereador Juvenal Gabriel para compor a chapa. Este esteve cotado tanto para vice de Charles da Farmácia, quanto do também Vereador e atual Presidente da Câmara, Pablo Bernardo, que retirou sua pré-candidatura em prol da união dos dois grupos que devem lançar as chapas majoritária e proporcional pelo PL.

Essa movimentação deixou em alerta os demais pré-candidatos, Dr. Manoel e Juninho do Mercado, sendo que em ambos os grupos, há quem defenda uma união dos dois pré-candidatos em uma única chapa visando polarizar a disputa com a chapa governista.

Apostando na experiência de quem já governou a cidade por dois mandatos e foi derrotado na última eleição por apenas 12 votos, alguns apoiadores do Dr. Manoel atuam para que Juninho do Mercado seja seu vice visando unir a oposição, com o intuito de levar a eleição para a polarização, não só entre os grupos políticos, como também entre as famílias Moreira e Barbosa. Caso não consiga trazer Juninho do Mercado para sua chapa, as outras opções para vice são o Vereador Cidinho e o médico veterinário Tiago Barbosa, que concorreu como companheiro de chapa de Dr. Manoel em 2020. Sua chapa majoritária será composta pelo seu partido, o MDB, além do PT e do PV que juntos com o PC do B, compõem a Federação Brasil da Esperança.

Já Juninho do Mercado, que vem atuando como candidato da terceira via, pode até aceitar uma união com o grupo do Dr. Manoel, mas entende que seu trabalho vem rendendo frutos e que sua pré-candidatura deve ser mantida. Embora haja a possibilidade do apoio de Dr. Manoel a sua pré-candidatura, onde o mesmo poderia indicar o vice, Juninho do Mercado vem estudando o nome ideal para compor sua chapa junto a seu grupo político, como também em conversas com lideranças e populares que vem aderindo a sua pré-candidatura. Sua chapa majoritária será composta pelo PSD e pelo PP, que pode vir a indicar o nome para compor sua chapa.

Os próximos seis meses serão de muita conversa e articulação entre os grupos políticos, até que em julho, as pré-candidaturas começam a se tornar candidaturas e começam a se preparar para o período eleitoral que se inicia em agosto. Até lá fica a dúvida se a eleição será polarizada ou terá uma terceira via. Certo mesmo é que não será disputada por quatro grupos políticos, pois dois deles já se uniram em um único grupo visando continuar à frente do Executivo Municipal.

Leia mais:

TSE recebe até sexta-feira sugestões sobre regras para eleições

Audiências públicas serão realizada de 23 a 25 de janeiro

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebe até a próxima sexta-feira (19) sugestões sobre as regras que vão valer para as eleições municipais de outubro. Ao todo, são 10 temas sob consulta, que devem ser regulados por resoluções eleitorais a serem votadas pelos ministros da Corte. 

Entre os temas mais sensíveis está a regulamentação do uso da inteligência artificial no contexto das eleições. Um dos objetivos é evitar a circulação de montagens de imagens e vozes produzidas por aplicativos de inteligência artificial para manipular declarações falsas de candidatos e autoridades envolvidas com a organização do pleito.

No portal do TSE, os interessados podem encontrar a minuta da resolução sobre inteligência artificial e também sobre os outros nove temas, que incluem propaganda eleitoral, pesquisas eleitorais, prestação de contas, auditoria do processo eleitoral e ilícitos eleitorais, entre outros. 

Qualquer pessoa física ou jurídica pode enviar contribuições sobre as regras eleitorais ao TSE, por meio de formulário eletrônico. Após receber as sugestões, a Corte Eleitoral vai realizar uma série de audiências públicas para expor e discutir possíveis alterações às minutas de resolução. 

As audiências públicas serão realizadas de 23 e 25 de janeiro, na sede do TSE, em Brasília, sob comando da ministra Cármen Lúcia, relatora das resoluções sobre as regras eleitorais. 

As pessoas ou instituições autoras das sugestões podem solicitar o uso da palavra no momento do envio das contribuições. A participação poderá ser presencial ou virtual. A lista de inscrições deferidas será divulgada no Portal do TSE no dia 22 de janeiro.

Todas as informações sobre as minutas das resoluções eleitorais e as respectivas audiências públicas podem ser encontradas no portal do TSE.

As eleições municipais estão marcadas para 6 de outubro, com eventual segundo turno em 27 de outubro. 

FONTE AGÊNCIA BRASIL

Eleições 2024: Com pré-candidaturas a Prefeito definidas, começa a disputa por apoios, partidos e vices em Capela Nova (MG)

A eleição de 2024 em Capela Nova tende a ser a primeira de sua história que será disputada por quatro candidatos ao cargo de Prefeito Municipal.

Irão concorrer à sucessão de Adelmo Moreira: Charles da Farmácia, Dr. Manoel, Juninho do Mercado e Pablo Bernardo.

Após ter batido o martelo sobre sua pré-candidatura a Prefeito, Charles da Farmácia tem mais dois compromissos até o início da campanha em 16 de agosto. Primeiro, formar o órgão partidário municipal do PL na cidade, que abrigará sua candidatura e também sua chapa proporcional. O outro será definir o (a) companheiro (a) de chapa. Estão cotados para compor chapa além da servidora pública municipal, Sonia Santana; os Vereadores Cidinho e Juvenal, também cogitados para comporem outras chapas majoritárias.

Mais experiente entre todos os pré-candidatos, Dr. Manoel, que já definiu que irá concorrer pelo MDB, o qual está filiado desde a década de 1980, deve receber o apoio do PV e do PT, ambos na Federação Brasil da Esperança, junto com o PC do B. Para a vaga de vice, os principais nomes cotados são o do Vereador Cidinho e do médico veterinário Tiago Barbosa, que compôs a chapa do emedebista em 2020.

Estreante em disputas eleitorais, Juninho do Mercado, que vai concorrer pelo PSD com apoio do PP, está conversando com seu grupo sobre quem melhor poderá compor sua chapa majoritária. Estão cotados para a disputa: o Secretário Geral do PSD, Anderson Guilherme; o programador musical Pretinho da Rádio e a Professora e ex Diretora da Escola Estadual Chiquinho de Paiva, Patrícia Barbosa.

Além de presidir o legislativo municipal no ano de 2024, Pablo Bernardo terá a missão de manter o grupo governista à frente do Poder Executivo. Para companheiro de chapa, estão cogitados os também Vereadores Gil e Juvenal, que o antecederam na Presidência da Câmara Municipal. Atualmente filiados no União Brasil, devem migrar para o PRD.

Num cenário eleitoral tão pulverizado como o da próxima eleição, a escolha do nome do (a) vice pode influenciar de forma positiva ou negativa no desempenho dos candidatos. Dentre os muitos critérios utilizados para a escolha do vice os principais são: trazer uma parcela do eleitorado que o candidato não tenha, captar recursos para a campanha ou ter um padrinho politicamente influente. Um bom vice deve atender a pelo menos um deste quesitos.

Após eleito, dependendo da vontade do titular e de seu relacionamento com o mesmo ao longo do Governo, o vice pode se tornar o principal parceiro na gestão vindo a ser indicado como sucessor, receber incentivo para concorrer ao Legislativo ou cair no ostracismo.

Eleições 2024: Carandaí pode ter quatro candidatos a Prefeito

Eleito em 2016 e reeleito em 2020, o atual Prefeito Vasiquinho não pode se recandidatar e seu grupo político estuda três nomes para sucedê-lo. O atual Vice-Prefeito, José Pedro Vitorreti, que pode se recandidatar a seu atual cargo, pois foi eleito somente em 2020; o Vereador Valério Domingos e o Secretário Municipal de Governo, Rogério Bertolin. Uma chapa composta por dois destes três nomes não está descartada. O nome a ser escolhido deve contar com o apoio do Deputado Federal Luiz Fernando (PSD).

Eleito Vereador em 2004, Vice-Prefeito em 2008, tendo assumido o cargo de Prefeito em 2011 e segundo colocado nas eleições de 2012, 2016 e 2020, Kiko vem novamente para a disputa em 2024. Sua candidatura contará com o apoio do Deputado Federal Fred Costa (PRD).

Atual Diretor Presidente do CEASA – MG e filho do ex Prefeito Agostino Corsino, Luciano Oliveira, que foi Secretário Municipal de Administração na década de 1980 e assessor parlamentar na ALMG e Câmara dos Deputados nas duas décadas seguintes, é outro nome cogitado para concorrer a Prefeitura de Carandaí. Sua candidatura pode contar com o apoio do Deputado Federal Pinheirinho (PP).

Candidato a Deputado Estadual majoritário na cidade nas eleições de 2022, Alan Agro é mais um nome a entrar na disputa pelo Poder Executivo de Carandaí. Sua candidatura pode contar com o apoio do Governador Romeu Zema (NOVO), embora todos os demais nomes cotados para a disputa sejam de partidos da base de apoio do Governador na ALMG.

Mesmo com mudanças na legislação eleitoral, como a redução do número de partidos através da cláusula de barreira e introdução das federações partidárias e somando-se a isto, a redução do percentual por partido para lançamento de candidatos para a chapa proporcional, o número de candidaturas ao Executivo vem crescendo. Este crescimento pode ser reflexo das mudanças anteriormente mencionadas, fazendo com que os partidos lancem nomes para os Executivos Municipais como estratégia de crescimento e fortalecimento para as eleições de 2026, onde a cláusula de barreira será ainda mais rigorosa exigindo que um partido ou federação eleja no mínimo 13 Deputados Federais e alcance 2,5% dos votos válidos, o que reduzirá ainda mais o número de partidos, seja por fusão, incorporação ou federação partidária.

Eleições 2024: Lafaiete inicia o ano com 16 pré-candidaturas ao Executivo

Com eleições previstas para o dia 06/10, o calendário eleitoral traz outras datas importantes como o prazo máximo para mudança de partido e domicílio eleitoral até 06/04, o período de convenções entre 20/07 e 05/08 e o período de campanha entre 15/08 e 05/10.

O ano se inicia com 16 pré candidaturas, com mais de uma dentre de determinado partido, federação ou grupo político. Até o momento se colocam como pré candidatos:

Aloísio Rezende: candidato a Prefeito pelo Patriota em 2020, a Deputado Estadual pelo PP em 2022, passou pelo PL em 2023 e atualmente está filiado ao PSD. Seu nome também é cogitado como companheiro de chapa do também pré candidato Júlio Barros, do Rede.

André Menezes:  Vereador eleito e reeleito com a maior votação entre os eleitos de 2020. Teve seu nome cogitado tanto para concorrer ao Executivo Municipal em 2020, tanto como candidato como companheiro de chapa em 2020. Disputa o PL com o também pré-candidato Marcos de Paula e com o atual Prefeito Mário Marcus, este com vistas para 2026.

Darci Tavares: Vereador por dois mandatos e Presidente da Câmara por quatro mandatos, vice-Prefeito e atual assessor do Governo Mário Marcus, colocou seu nome como pré candidato em 2020, mas acabou apoiando a candidatura de Aloísio Rezende. Agora em 2024, coloca seu nome novamente como pré-candidato ao Executivo Municipal.

Dr. Júlio Barros: candidato do PT à Prefeitura Municipal entre 2000 e 2012, ficou em segundo lugar em todas as eleições que concorreu com exceção de 2004, onde foi eleito Prefeito. Concorreu a Vice-Prefeito em 2016 na chapa de Benito Laporte, ficando em terceiro lugar. Filia-se ao Rede em 2020 e apoia  a candidatura de Cléber da Caixa para Prefeito e concorre a Deputado Federal em 2022. Para 2024, coloca novamente seu nome para o Executivo Municipal, podendo ter como vice o também pré-candidato, Aloísio Rezende.

Dr. Marco Antônio: Vice Prefeito Municipal desde 2017, Vereador por dois mandatos, tendo presidido a Câmara Municipal em 2010, concorreu a Deputado Federal pelo PHS em 2018 e a Deputado Estadual pelo Republicanos em 2022, seu atual partido.

Dylan Franco: irmão do ex Deputado Glycon Franco, seu principal conselheiro político desde sua primeira eleição para Vereador no ano 2000. Agora entende que é sua hora de entrar no cenário político como candidato e para isso conta com o apoio incondicional de seu irmão. Atualmente no Podemos, tende a mudar de partido com vistas para a eleição de outubro. Pode ter como Vice, o ex Vereador Victor Bhering, atualmente no PV e consequente mente na Federação Brasil da Esperança, junto com PT e PC do B.

Elisa Lopes: candidata a Deputada Federal pelo Novo em 2018 e pela Federação PSDB Cidadania em 2022 e a Vice-Prefeita na chapa de Aloísio Rezende em 2020, a atual Secretária de Administração é outro nome cogitado para a sucessão de Mário Marcus.

Giusepe Laporte: eleito para seu primeiro mandato de Vereador em 2020 pelo MDB, partido pelo qual concorreu a Deputado Estadual em 2022, sendo majoritário na cidade e na região. Como seu atual partido tem outro pré-candidato a Prefeito, o mesmo deve migrar para o Podemos, presidido pela Deputada Federal Nely Aquino, o qual se aproximou em 2023.

Leandro Chagas: Empresário e Presidente da ACIAS (Associação Comercial Industrial Agropecuária e Serviços) Conselheiro Lafaiete, vem se destacando como uma jovem liderança empreendedora, o que coloca seu nome entre os possíveis candidatos à sucessão de Mário Marcus.

Marcos de Paula:  empresário, concorreu a Vice-Prefeito na chapa de Divino Pereira em 2020 e a Deputado Estadual em 2022, ambas pelo PSD. Filiou ao PL em 2023, partido pelo qual se colocou como pré-candidato a Prefeito, mas enfrenta concorrência pelo partido do também pré-candidato, Vereador André Menezes e do atual Prefeito Mário, que não pode se reeleger e já vislumbra uma eventual candidatura a Deputado Estadual em 2026.

Neuza Mapa: Candidata a Prefeita de Itaverava em 2016 e a Deputada Estadual em 2018, ambas pelo PT, migrou para o PDT onde concorreu a Prefeita de Conselheiro Lafaiete em 2020 e a Deputada Federal em 2022. Em 2023, se filiou ao PSB partido pelo qual se coloca como pré-candidata ao Executivo Municipal.

Pastor Chrystian: Pastor da Igreja Evangélica Luz e Vida, concorreu a Vereador pelo MDB em 2020 e a Deputado Estadual pelo Avante em 2022, partido pelo qual se coloca como pré-candidato a Prefeito.

Renato Percentual: empresário do ramo da comunicação e logística, com experiências de coordenação em diversas campanhas eleitorais, coloca seu nome como pré-candidato ao Executivo Municipal.

Talysson Zebral: com a experiência de líder estudantil, assessor parlamentar, assessor da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República e empresário, além da militância no PT, coloca seu nome como pré candidato a Prefeito Municipal, cargo que o mesmo concorreu em 2020 pelo PC do B. Como o PT, faz parte da Federação Brasil da Esperança junto com o PV e PC do B, enfrenta a concorrência interna dos ex Vereadores Victor Bhering e Zilda Helena.

Victor Bhering: vereador entre 1997 e 2008, eleito para o primeiro mandato pelo PMDB e os demais pelo PSB, partido pelo qual concorreu a Prefeito no ano de 2008. Filiado ao PV, tem seu nome cogitado para concorrer novamente ao Executivo Municipal. Como enfrenta concorrência interna na Federação Brasil da Esperança, pode concorrer pelo PDT, presidido pelo seu ex assessor jurídico e ex Chefe de Gabinete do ex Deputado Estadual Glycon Franco ou compor uma chapa com Dylan Franco.

 Zilda Helena: Vereadora entre 2001 e 2008, Secretária Municipal de Desenvolvimento Social entre 2013 e 2016, concorreu a Deputada Estadual em 2010 e 2022 e a Vereador em 2020. Paar 2024, coloca seu nome como pré-candidata do partido e da Federação onde encontra concorrência interna do ex Vereador Victor Bhering  (PV) e de Talysson Zebral (PT).

Até o encerramento da janela e prazo de filiações partidária em 06/04, este número de pré-candidatos tende a diminuir pelo fato de haver mais de um pré candidato em um partido, federação ou grupo político, além da formação de novos grupos políticos, composições entre pré candidatos, desistências de candidaturas e até mesmo surgimento de candidaturas que não estão sendo citadas até o período de convenções e registros das candidaturas em agosto.

Eleições em Queluzito: disputa pode chegar a quatro candidatos

Eleito em 2020, o atual Prefeito Danilo Albuquerque (PP) terá como principal adversário, um velho conhecido do eleitorado local, o ex Prefeito Celinho (PSD), que governou a cidade por dois mandatos, tendo disputado as três últimas eleições.

O que parecia ser uma reedição da eleição de 2020, pode ganhar dois novos concorrentes, um de cada grupo político: Eucelim da Ferradura (PMN), apoiador de Danilo Albuquerque e Jesus Alexandre, apoiador de Celinho.

Nas eleições de 2022, Danilo Albuquerque e Euclim da Ferradua apoiaram a candidatura de Ione Pinheiro (União) para Deputada Estadual e Pinherinho (PP) para Deputado Federal.

Já Celinho e Jésus Alexandre apoiaram a candidatura de Glycon Franco (FEBRASIL: PT/PV/PC do B) para Deputado Federal e cada um teve seu candidato a Deputado Estadual. Enquanto Celinho apoiou a candidatura de Gustavo Valadares (PMN) para Deputado Estadual, Jésus Alexandre apoiou a candidatura de Giusepe laporte (MDB) para Deputado Estadual.

Quanto mais polarizado o cenário eleitoral, se torna mais difícil de prever o resultado da eleição. Embora pré candidatos, Eucelim da Ferradura (que já concorreu em 2016) e Jésus Alexandre (que ensaiou uma candidatura em 2020), podem vir a compor chapa com os candidatos que os mesmo apoiaram em 2020.

Caso a disputa seja disputada por três candidatos, o grupo que se dividir em duas candidaturas entra em desvantagem contra seu concorrente. Já a polarização, o desempenho do grupo governista à frente do Executivo Municipal, pode influenciar de forma positiva ou negativa, seu desempenho eleitoral, facilitando ou dificultando a tentativa da oposição em se tornar Governo.

A pouco menos das eleições municipais, o cenário é de muita articulação e especulação. Com as festas de fim de ano, o cenário tende a ficar mais estático, voltando à sua dinâmica pré eleitoral após o carnaval e com a abertura da janela partidária em março. Após o encerramento desta em abril, o cenário começa a se definir para que as candidaturas sejam oficializadas entre julho e agosto, para a partir de então iniciar a corrida eleitoral.

Eleições 2024: Disputa em Caranaíba (MG) pode se repetir pela terceira vez

Desde quando concorreu a Prefeito de Caranaíba pela primeira vez em 1996, Marcos Belavinha (Federação PSDB/Cidadania) foi o candidato de seu grupo político em todas as eleições posteriores com exceção de 2012 quando não pode disputar a reeleição. Eleito em 1996, 2004, 2008 e 2016, derrotado em 2000 e 2020, Marcos Belavinha se prepara para concorrer ao quinto mandato de Prefeito de Caranaíba contra o mesmo adversário que ele derrotou em 2016 e foi derrotado por ele quando tentou a reeleição em 2020, o atual Prefeito, Fábio Henriques (MDB).

Entre o primeiro e segundo confronto entre ambos, o então Prefeito Marcos Belavinha apoiou a candidatura de Ione Pinheiro (DEM) para Deputada Estadual e Pinheirinho (PP) para Deputado Federal. Já Fábio Henriques apoiou a candidatura de Glaycon Franco (PV) para Deputado Estadual e Fred Costa (Patriota) para Deputado Federal.

Em 2022, Marcos Belvinha manteve o apoio à candidatura de Ione Pinheiro (União) Deputada Estadual e apoiou a candidatura de Glycon Franco (FEBRASIL: PT/PV/PC do B) para Deputado Federal enquanto Fabio Henriques apoiou a candidatura de Gustavo Valadares (PMN) para Deputado Estadual e Fred Costa (Patriota) para Federal.

Em 2024, Marcos Belavinha tentará seu quinto mandato como Prefeito de Caranaíba contando com o apoio da Deputada Ione Pinheiro e de Glycon Franco que pode vir a assumir o cargo de Deputado Federal no ano que vem como suplente ou em 2025 como efetivo.

Já Fábio Henriques, que tentará a reeleição contará com apoio do Deputado Estadual Gustavo Valadares, atual Secretário de Governo e Fred Costa, Deputado Federal, presidente Estadual do PRD e um dos Deputados Federais mais próximos do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD).

Empatados em disputas entre si, Fábio Henriques e Marcos Belavinha vão para o desempate em 2024 contando com apoios na esfera federal, estadual e municipal, colocando à disposição do povo de Carnaíba seus nomes e serviços prestados ao longo de seus mandatos.

Eleições em Capela Nova pode ser disputada por quatro grupos políticos

Eleito em 2016 e reeleito em 2020, o Prefeito Adelmo Moreira não pode concorrer ao cargo que ocupa e seu grupo não consegue encontrar um nome para disputar sua sucessão. A novidade fica por conta do atual Diretor de Esporte do município e suplente de Vereador, Dayano Daniel, que exerceu o mandato por quatro meses. Além dele, são cogitados como possíveis candidatos à sucessão de Adelmo os Vereadores Gil, Pablo, Juvenal e Cidinho. Destes cinco nomes citados pode sair uma chapa majoritária, ou seja, Prefeito e Vice-Prefeito. Os Vereadores Juvenal e Cidinho tem seus nomes cogitados para concorrer a Vice na chapa de outros pré-candidatos. Atualmente todos se encontram filiados ao União Brasil, podendo migrar para o PRD, partido liderado pelo Deputado Federal Fred Costa, que recebeu o apoio deste grupo sendo majoritário na cidade nas eleições de 2022 com 915 votos. Além do Deputado Fred Costa, este grupo também apoiou a candidatura do Deputado Estadual Gustavo Valadares , atual Secretário Estadual de Governo, que obteve 784 votos na cidade nas eleições de 2022.

Vereador entre 2000 e 2008, Charles Moreira pretende concorrer ao cargo que seu saudoso pai, Djalma de Carvalho Moreira, exerceu por duas oportunidades (1972-1976 e 1982-1988) e seu saudoso irmão, Djalma de Carvalho Moreira Júnior, também exerceu duas vezes (2005-2008 e 2009-2012). Para tal o mesmo conta com o apoio do Deputado Estadual Doorgal Andrada e do Deputado Federal Lafayette Andrada, que receberam seu apoio em 2022, onde o primeiro obteve 600 votos e o segundo 608 votos. Como foi um dos principais apoiadores da recandidatura de Bolsonaro a Presidência da República na cidade, seu destino partidário poder ser o Republicanos, partido do Deputado Federal Lafayete Andrada ou o PL, partido do ex Presidente Jair Bolsonaro e que seu irmão concorreu a Prefeito em 2008, quebrando uma tradição de vinte anos de seu grupo político, onde todos os candidatos a prefeito concorreram pelo PFL (1985-2007 e DEM entre 2007 e 2022), utilizando o número 25, que voltou a ser utilizado por Adelmo Moreira nas três eleições subsequentes. Dentre os nomes cotados para compor chapa está o do Vereador Juvenal (União Brasil), um dos nomes cotados para concorrer a prefeito ou vice prefeito pelo grupo governista.

Principal expoente do MDB na cidade, partido que é filiado há quarenta anos, Dr. Manoel Barbosa, popularmente conhecido como Neca, concorreu a primeira vez ao cargo de Prefeito em 1988, enfrentando seu sogro, Francisco Machado, que veio a ser eleito. Concorreu a segunda vez em 1996 sendo eleito, numa disputa contra Djalma Moreira de Carvalho e reeleito em 2000, disputando contra Djalma Moreira de Carvalho Júnior, que vira a ser eleito quatro anos depois. Vinte anos após sua segunda eleição, tenta ser o primeiro capela-novense eleito três vezes Prefeito e perde a eleição para o atual Prefeito, Adelmo Moreira por uma diferença de 12 votos. Em 2022 apoiou a candidatura do Deputado Estadual Inácio Franco, que não foi eleito e obteve 328 votos na cidade. Para Deputado Federal ele apoiou a candidatura do Deputado Federal Newton Cardoso Jr., que foi reeleito obtendo 275 votos na cidade. Em 2024, vai tentar pela quinta vez o Poder Executivo contando com o apoio do PT e PV, que estão juntos com o MDB desde a eleição de Luiz do Sindicato para Prefeito, que exerceu mandato entre 2013 e 2016, tendo sido Vice-Prefeito entre 2005 e 2012. Dentre os nomes cotados para compor a chapa está do Vereador Cidinho (União Brasil), outro nome cotado para concorrer a Prefeito ou Vioce Prefeito pelo grupo governista.

Estreante no cenário político municipal, o empresário Hélio Júnior, conhecido como Juninho do Mercado, conta com o apoio do PSD Estadual e do Presidente Estadual do CEASA, Luciano Corsino, filho do ex Prefeito de Carandaí, Agostinho Corsino, podendo receber o respaldo de uma Deputada Estadual de uma tradicional família política mineira, além ele buscar apoio junto a lideranças e populares locais. Em 2022, o mesmo apoiou a candidatura de Diego Andrade a Deputado Federal, que foi reeleito obtendo 127 votos na cidade e para Estadual Tonho Prado, que recebeu 248 votos na cidade, não sendo eleito.

Tradicionalmente a disputa é polarizada entre dois grupos políticos, sendo que em algumas eleições foram disputadas por três candidatos. Mas uma eleição disputada por quatro candidatos seria algo inédito na cidade de Capela Nova. Mas estes grupos vêm buscando composições com o intuito de reduzir este número de eventuais candidaturas que pode tornar o resultado imprevisível.

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.