Coletivo é danificado durante confusão

9
Coletivo é danificado durante confusão /Reprodução

A Polícia Militar foi acionada na última sexta-feira (07) por um motorista de uma linha de ônibus que presta serviço no transporte coletivo de passageiros em Barbacena, onde ele relatou que estaria ocorrendo uma confusão generalizada no interior do veículo provocada por um determinado grupo de jovens que teriam embarcado no veículo em um dos pontos iniciais da linha São Francisco Via Dinz-Centro. Quando a guarnição chegou ao local, o veículo estava estacionado em uma rua do Bairro Diniz ,e alguns passageiros estavam desembarcando do coletivo e outros permaneceram em seu interior. Ao fazer contato com o motorista ele comentou que estaria dirigindo o veículo e que durante a viagem teve início uma confusão enorme no interior do ônibus, e que em um determinado momento da viagem uma passageira que estava em companhia de seu sobrinho menor de idade, o solicitou para que desse um m naquela algazarra alegando que o sobrinho dela requer cuidados especias e que o mesmo caria muito agitado em ambientes com muitos barulhos.

Coletivo é danificado durante confusão /Reprodução

A partir daquele momento, ele estacionou o ônibus em uma rua do Bairro Diniz e solicitou aos passageiros que estavam causando tal situação que terminassem com aquela atitude, momento que alguns dos passageiros que estariam no fundo passaram a depredar o interior do veiculo, com chutes na porta traseira e vidros. Logo após um dos vândalos não satisfeito pulou a roleta e o agrediu com empurrões e fugiu da lotação. Os vândalos empenaram a porta do meio do veículo e acionaram a saída de emergência do vidro lateral, sendo necessário sua retirada pra não cair e machucar mais alguém. Em contato com algumas testemunhas que também estariam no interior do ônibus uma passageira disse ao policiais militares que de fato estaria realmente uma algazarra no interior do veiculo e que o motorista já havia parado em um ponto anterior solicitando que os passageiros agitados se comportassem se isso não  ocorresse ele não prosseguia a viagem, momentos que os ânimos foram acalmados e o trajeto foi retomado, contudo em um novo deslocamento, uma passageira que anteriormente havia solicitado do motorista para que ele pudesse colocar m a confusão, voltou a conversar com ele e lhe disse algo que a ela não ouviu, cando novamente agitado o interior da lotação, sendo que percebeu que alguns dos passageiros abriu a saída de emergência do veiculo e pulando por esta passagem, A testemunha também observou quando um cidadão pulou a roleta indo em direção ao motorista e inciado uma atrito entre eles, tendo o passageiro desembarcado em seguida.

Uma outra passageira relatou aos militares que quando desembarcava do coletivo em companhia do lho de 8 anos, a porta do coletivo veio a se fechar tendo a criança cado com um dos braços preso na porta e sentindo fortes dores no braço ele  posteriormente foi conduzido para o Hospital Regional. Um dos familiares do garoto que teve um dos braços preso na porta do coletivo e o motorista do ônibus entraram em atrito verbal, sendo os dois conduzidos para a delegacia de polícia para prestarem maiores esclarecimentos. O coletivo também foi levado para a delegacia onde de acordo com a Polícia Militar, passaria por perícia. Um aparelho celular de uma das testemunhas que gravou todas as imagens da ação foi recolhido e encaminhado para a delegacia e repassado à autoridade policial para maior elucidação dos fatos.

Fonte: Vertente das Gerais