fbpx
31 C
Conselheiro Lafaiete
quarta-feira, 30 setembro 2020
Início Nacional Conheça nova aposentadoria por invalidez e novo auxílio-doença do INSS

Conheça nova aposentadoria por invalidez e novo auxílio-doença do INSS

Aposentadoria por invalidez e auxílio-doença do INSS passaram por algumas mudanças, desde a reforma da previdência. Confira!

Com a Reforma da Previdência, várias modificações foram realizadas. Isso inclui a aposentadoria por invalidez, que deu espaço para a aposentadoria por incapacidade permanente, e o auxílio-doença, adora denominado como auxílio por incapacidade temporária.

Desde a reforma de 1998, com a EC 20/98, a previdência passou a incluir as pessoas com deficiência para proteção dos mais desfavorecidos. A atual ementa constitucional demonstra uma evolução, por conta da alteração das nomenclaturas, substituindo termos patogênicos como “doença” e “invalidez”.

No caso do auxílio-doença, por exemplo, entende-se que o dinheiro é destinado somente quando existe alguma doença, o que não é um fato, já que o benefício é destinado a quem possui incapacidade laboral, independente de doenças.

A invalidez está ligada à impossibilidade total de exercer alguma atividade laboral, dessa forma, o termo é substituído por “aposentadoria por incapacidade permanente”, que se mostra mais adequada para o atual cenário.

Aposentadoria por incapacidade permanente

De acordo com o regime geral da previdência social, os assegurados do INSS com incapacidade total ou permanente para exercício de atividades laborais, comprovados através de perícia, serão aposentados por incapacidade.

Segundo o estabelecido no artigo 25 , I, da lei 8.213/91, a aposentadoria por incapacidade tem, como carência, o prazo de 12 contribuições previdenciárias ao INSS.

Independente do período de contribuição, a aposentadoria por incapacidade pode ser concedida em casos de afastamentos ocasionados por acidente de qualquer natureza, doença ocupacional ou doenças graves previstas na lista do Ministério da Saúde e Previdência, previstas no anexo XLV, da Instrução Normativa 77/2015 do INSS (artigo 147).

Valor do benefício

De acordo com o artigo 44 da lei, a aposentadoria por incapacidade consistirá em uma renda mensal correspondente a 100% do salário-de-benefício. Com as últimas reformas, algumas alterações na metodologia de cálculo foram efetuadas.

Então, caso o benefício seja definido por conta de acidentes ou doenças no ambiente de trabalho, o valor será 100% sobre a média salarial. Por outro lado, se o acontecido não está relacionado ao ambiente de trabalho, o INSS reserva 60% da média salarial, com o acréscimo de 2% para cada ano contribuído.

O adicional cessa com a morte e não é transferido para a pensão por morte.

Prova de incapacidade total

É substancial a prova de incapacidade total e permanente para a obtenção da aposentadoria por incapacidade permanente. Por isso, é importante que o segurado possua relatórios médicos, exames laboratoriais e laudos técnicos.

Além disso, também é importante reunir os laudos médicos atualizados para pleitear uma créscimo de 25% do valor, caso necessitem da assistência de outra pessoa. (Edital Concursos)

Mais lidas

Luto: morre o presidente do Clube Dom Pedro II

Faleceu nesta tarde (29) o presidente do Clube Dom Pedro II em Lafaiete, Milton Soares Ferreira. Ele estava internado ha mais...

Helicóptero chega para socorrer vitimas dentro de carro em chamas na BR040

Um acidente de grandes proporções, envolvendo um caminhão e um carro, deixa a BR 040 totalmente travada nós dois sentindo.