Crueldade: jovem embriagado que agrediu o pai é indiciado pela Polícia Civil

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Polícia Civil de Carandaí manifestou esta semana sobre um vídeo que ganhou as redes sociais e chocou moradores de Carandaí e região, onde um homem agredia um senhor de idade.
De acordo com o delegado, Dr. Itamar, a Polícia Civil, antes mesmo do vídeo ganhar destaque nas redes sociais e antes mesmo da divulgação do acontecido pela imprensa, indicou o agressor e outras duas mulheres que assistiram as agressões e nada fizeram para impedi-las. Segundo a Polícia, o inquérito já foi concluído e encaminhado a justiça para as providências. (Carandaí On Line)

Reveja o Caso

Momentos da agressão de filho ao pai

O vídeo de um idoso sendo agredido pelo próprio filho circulou nas redes sociais nos últimos dias e gerou revolta nos internautas. O caso aconteceu em Carandaí  no dia 12 de fevereiro. Nas imagens um homem visivelmente embriago começou a discutir com o pai idoso, aparentemente na casa da família. Uma pessoa começou a gravar a cena.

A vítima estava sentada em um sofá e se levanta como se fosse dar um soco no filho. No entanto o rapaz mais novo empurrou o pai de volta para o sofá e começa a distribuir muitos socos e tapas na cara do idoso que tenta revidar, sem sucesso.  Durante as agressões, o nariz do idoso começou a sangrar bastante e uma idosa que inicialmente ria da briga se levantou e separa a briga. A vítima ficou com a cabeça abaixada e o nariz sangrando bastante. É possível ver que há outras pessoas na casa que não reagem as agressões.

À época, a  Polícia Militar emitiu uma nota dizendo que foi a casa da família e que o idoso não quis registrar Boletim de Ocorrência. Os envolvidos disseram que não estão mais se desentendendo e se comprometeram a não se agredirem novamente.  A Polícia Civil também entrou no caso e segundo o delegado Itamar Cláudio Neto a vítima não quis representar contra o filho. “Eu estou estudando os passos que posso dar porque é um homem que se encontra em situação de vulnerabilidade. Houve uma lesão corporal que é um crime de ação penal que requer representação, mas o homem não quis fazê-la”, disse o delegado.  Segundo o delegado, os dois confirmaram que estavam bêbados quando começaram a se agredir. “Eu quero responsabilizar o agressor e as pessoas pela omissão. O meu foco nesse momento é não deixar o rapaz impune. Alcançando ele, eu alcanço os outros que omitiram socorro”, concluiu o delegado.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *