Em Congonhas, o PAC Cidades Históricas é realidade

17

O Município sempre quis restaurar seus principais espaços públicos e monumentos históricos, por saber que eles representam o início da cidade e podem valorizar a cultura, o turismo e garantir mais qualidade de vida.

O prefeito Zelinho nomeou uma equipe técnica que desenvolve trabalhos há mais de dois anos. Estes vão da apresentação das propostas e projetos ao IPHAN e aos ministérios da Cultura (MinC) e do Planejamento até a execução das obras. Como resultado, Congonhas é a única cidade mineira em que a Prefeitura conseguiu ter aprovadas todas as ações selecionadas.

Das dez ações do PAC Cidades Históricas selecionadas, todas tiveram seus projetos executivos aprovados, sendo que cinco já estão em execução:

– O Parque da Romaria visa à preservação do meio ambiente associada à prática de lazer, tendo com equipamentos urbanos recepção, espaço multiuso, borboletário, orquidário, banheiro seco, duas trilhas, relógio de sol e anfiteatro.

– A requalificação da Alameda compreende a valorização do espaço público e a preservação do Patrimônio, criando espaços de permanência. A Alameda serve de eixo de ligação entre alguns dos principais monumentos históricos e equipamentos urbanos, como o Museu de Congonhas, o Parque da Romaria, O Centro Cultural Romaria e o Santuário do Bom Jesus. A Alameda terá calçadas largas, paisagismo adequado, passarelas de pedestres, sinalização para deficientes visuais, mobiliário urbano, nova iluminação e outros atrativos.

– Nas Igrejas Matriz de N. Sra. da Conceição e do Rosário estão sendo restaurados os elementos artísticos integrados, como retábulos, arco-cruzeiro, púlpitos e coro.  Na Basílica, além dos elementos citados acima, será restaurado também os forros e painéis.

 

Demais ações

– A Requalificação do adro da Basílica será executada diretamente pelo IPHAN.

– As restaurações do Cine Teatro Leon, do Centro Cultural Romaria, do Museu da Imagem e Memória e a da antiga Câmara Municipal já possuem projetos aprovados pelo IPHAN, aguardando liberação de recursos financeiros do Governo Federal, através do IPHAN/MinC.

Todas estas ações totalizam um valor de R$ 23,7 milhões.

Artes Parque da Romaria (2)

DSCN5476 (1)

IMG_2112

 

IMG_2128

 

Fotos:divulgação/SECOM