Entre Rios: cidade registra 4 homicídios e duas tentativas de assassinato em 2018; crimes estão ligados ao tráfico

15

A escalada de violência assustou os moradores de Entre Rios de Minas em 2018. Somente o ano, foram 4 homicídios e uma tentativa de assassinato.  Os números assustam para uma cidade de pouco mais de 15 mil habitantes.

Segundo o delegado Dr. Darli Teixeira, a maioria dos casos está associada ao tráfico de drogas. Em dezembro, foram presos 9 pessoas ligadas a escalada de violência que a cidade presenciou o ano.

Os casos

Michael Bruno de Jesus, de 29 anos/Arquivo

No dia 16 de abril, a cidade foi sacudida por um homicídio e a tentativa de assassinato. Por volta das 2:00 horas as vítimas foram alvejadas por vários disparos de arma de fogo de calibres diversos, suficientes para levar a óbito Michael Bruno de Jesus, de 29 anos, e ferir Wagner Oliveira Alves.

O crime ocorreu quando, os supostos autores F.V.S.R, de 20 anos de idade e I.C.A.E., de 27, numa emboscada, aguardavam a chegada das vítimas em suas residências no bairro Santa Efigênia,, isso após participarem da festa da rádio Ouro na cidade de São Brás do Suaçuí.

Outro caso

Seis dias depois, vários tiros vindos do bairro Alto dos Cruzeiros foram ouvidos pelos militares que atendiam uma ocorrência no bairro Cachoeira.

Tone Stalone, de 25 anos/Arquivo

Os militares foram informados por populares que o locutor de Rádio, conhecido como Tone Stalone, de 25 anos que é morador do bairro Padre Vitor havia sido alvejado pelos disparos e que ele já teria sido socorrido pela sua genitora ao hospital Cassiano Campolina.

A vítima  relatou aos militares que estava dentro do seu veículo, um Fiat/Pálio, estacionado em frente a casa de sua mãe falando ao celular com a esposa, quando ouviu os tiros e percebeu que o atirador com o rosto tampado com a própria blusa, tentava alvejá- lo.

Para escapar da ação, fingiu de morto, mesmo assim o atirador continuou a efetuar disparos em sua direção. Após ter sido atingido no antebraço esquerdo, abandonou o veículo e correu para dentro da casa de sua genitora que imediatamente providenciou o socorro através de um vizinho que o levou ao hospital. Três cápsulas calibre 38 foram recolhidas pela perícia no local, uma delas estava percutida, porém não deflagrada.

Bairro Castro

Na noite do dia 8 de agosto, na avenida Sócrates Machado, Bairro Castro, Valentim  Ferreira da Costa,  foi assassinato, quando pessoas ouviram disparos de arma de fogo e verificaram a vítima caída ao solo com ferimentos na cabeça. Uma testemunha viu um homem em uma moto quando roubou um celular de Valentim. O caso é tratado como latrocínio (roubo seguido de morte).

Outros casos

No dia 21 de outubro por volta das 22:00 horas, foi registrado um assassinato, quando um individuo teria adentrado a residência da vítima e efetuado disparos de arma de fogo contra o cidadão que veio a falecer no local. O autor saiu correndo do local e demais informações sobre a autoria estão chegando por denúncias anônimas que podem levar à identificação do autor.

O nome da vítima é de Rodrigo dos Santos, morado do Bairro Santa Efigênia, em Entre Rios de Minas, aproximadamente de 48 anos. De acordo com a perícia técnica, a vítima foi alvejado com seis tiros que atingiram tórax, costas, braço e axila, além de um corte contuso na face.

José Pedro da Silva, de 26 anos/Arquivo

No dia 30 de outubro, empenhados pela sala de operações (190), foi repassado que na Avenida Sagrados Corações, em Entre Rios de Minas, teriam ocorridos vários disparos de arma de fogo e que havia uma pessoa caída ao solo, próximo ao ginásio poliesportivo. A viatura deslocou ao local e constatou que havia uma pessoa recebendo atendimento dos integrantes do Samu  realizado os primeiros socorros quando deslocaram com a vitima para o Hospital Cassiano Campolina.

A princípio, ela foi atingida por 3 disparos de arma de fogo e não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito. As denúncias apontam de que o autor dos disparos seria o cidadão, morador de São Brás do Suaçuí, no bairro Cidade Nova. A vítima é natural da Paraíba de nome de José Pedro da Silva, de 26 anos.