Festival Quintanda começa neste sábado e tem show de Sá e Guarabyra

15
Festival é atração neste fim de semana
Festival é atração neste fim de semana

A Prefeitura de Congonhas realiza, sob coordenação da Secretaria Municipal de Cultura, há dezesseis anos com grande sucesso de público o Festival de Quitanda. São aguardados novamente na Romaria neste domingo, 15, congonhenses, além de turistas da região e de todas as partes do Brasil. O evento acontece das 9h às 19h. Na véspera, será realizada a Noite de Caldos e Violas, com comercialização de deliciosos caldos e comidas típicas, e apresentação de cantores da região e os de renome nacional, que aquecem o público neste clima de quase inverno. Os shows deste sábado ficam a cargo dos congonhenses Kadú & Leo e da dupla nacionalmente conhecida Sá e Guarabyra. O festival conta com o apoio da Emater, FUMCULT, Educativa FM (97.5 mhz), Rádio Congonhas AM (1020 khz), Colonial FM (104.9) e Mercado Central.

Com uma estimativa de público de aproximadamente trinta mil pessoas, o evento é muito aguardado por trazer de volta as tradições do campo e as antigas receitas das fazendas mineiras. Um festival extremamente saboroso e agradável.

No domingo,15, o Festival da Quitanda apresenta 33  stands com quitandeiras locais e 18  stands de várias cidades da região (Belo Horizonte, Jeceaba, Sabará, São Brás do Suaçuí, Conselheiro Lafaiete, Ouro Branco, Itabirito, Lagoa Dourada, São Gonçalo do Rio Abaixo, Itaverava, Santa Bárbara do Tugúrio, Piranga, Nova Lima, Belo Vale, Entre Rios de Minas), num total de 51 e 13 cidades participantes.

Bolo canjiquinha, trança de Calabresa com queijo canastra, enrolado de mandioca com goiabada, pão de torresmo, rosquinha de amendoim, caçarola de fubá, bolo de laranja do quintal, sonho de aipim, bolo de farinha de milho Romeu e Julieta, biscoito de polvilho com queijo e fubá são algumas das mais de trinta delícias que as quitandeiras de Congonhas irão comercializar no festival. E isso é apenas uma parte. As cidades participantes irão oferecer mais 30 receitas.

Durante todo o domingo, acontecem apresentações culturais e shows com músicas de raiz e a comercialização de quitandas tradicionais e artesanais, com objetivo de resgatar e preservar a tradição da culinária mineira. Há também um concurso de quitandas que premia as seguintes categorias: Quitanda “Prata da Casa” (melhor quitanda de Congonhas), “Quitanda Regional” (melhor quitanda dentre as demais cidades participantes), Quitanda “Comércio Especializado” (melhor quitanda dentre as padarias, confeitarias e supermercados participantes) e “Melhor Stand” (melhor ornamentação da barraca).

Todo ano é confeccionado o Caderno de Receitas do Festival da Quitanda, com as iguarias concorrentes de Congonhas. Este é distribuído durante a festa.

Tudo isso acontece na Romaria, centro cultural localizado junto ao conjunto arquitetônico das obras de Aleijadinho. O cenário do Festival da Quitanda sempre é temático, remetendo às fazendas do interior e às tradições rurais de Minas Gerais.

Tombamento

O trabalho das quitandeiras de Congonhas encontra-se em processo de avaliação junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, para que este ofício seja considerado patrimônio imaterial.

Além deste cunho cultural, o festival também contribui para a inclusão socioeconômica, pois promove o empoderamento das quitandeiras, proporcionando a elas a oportunidade de melhorarem a oferta de seus produtos e serviços e terem, na comercialização de quitandas, uma fonte de renda para elas e suas famílias.

Fotos:Divulgação/SECOM