Funcionária age rápido, chama a PM e frustra assalto a supermercado e bandidos obrigam vítimas a deitarem ao chão

10

Ontem a noite, dia 2, após denúncia via 190 sobre ocorrência de roubo a um supermercado situado a Avenida Ivanilde Martins Bueno, Bairro Soledade, em Ouro Branco, os militares compareceram ao local e depararam com um cofre em frente a porta do estabelecimento. A equipe policial realizou contato com a vítima (mulher, 36 anos) que relatou que o crime foi praticado por três indivíduos usando toucas do tipo “ninja”.

Dois deles estavam com armas de fogo, sendo uma do tipo pistola e outra semelhante a um revólver de cor preta. Eles abordaram as vítimas no término do expediente, já em frente ao estabelecimento, e ordenaram para que todos deitassem ao chão. Em seguida, ordenaram que a 3 vítimas arrastarem o cofre existente na tesouraria do comércio para o exterior. A vítima (homem, 25 anos) relatou que em frente ao estabelecimento estava a sua motocicleta Honda Bros de cor vermelha, placa HCK 3429 e licenciada em Ouro Branco, com a chave na ignição, a qual não foi mais vista, possivelmente subtraída pelos autores para a fuga.

Uma testemunha informou que se encontrava nas escadas com acesso ao estabelecimento e notou que três indivíduos saíram de trás do banheiro, na lateral esquerda do estabelecimento e dirigiram-se às vítimas com armas de fogo em punho e anunciaram o assalto, que ao perceber a situação saiu correndo em direção à Avenida Marisa de Sousa Mendes para acionar a Polícia Militar. Outra testemunha informou que ao transitar pela rua com acesso ao hospital Fob, por volta das 22:00 horas notou à presença de um veículo Fiat Uno de cor prata estacionado atrás do supermercado, não sabendo precisar maiores detalhes do veículo. Os autores não obtiveram êxito em levar o cofre. As vítimas afirmaram que um dos autores permaneceu na parte externa do supermercado com um aparelho celular ou algo semelhante a um rádio de comunicação e que em dado momento demonstrou nervosismo no momento em que ordenou às vítimas a irem para os fundos do estabelecimento.