GARIMPANDO: Cônego Santa Apolônia, um ilustre conterrâneo nosso

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

GARIMPANDO NO ARQUIVO JAIR NORONHA

 

NOTÍCIAS DE CONSELHEIRO LAFAIETE – 39

 

CÔNEGO SANTA APOLÔNIA, UM ILUSTRE CONTERRÂNEO NOSSO

 

É muito importante conhecermos a vida deste ilustre homem que alcançou

a alforria para Silvério Dias para aumentar a nossa autoestima cidadã de filhos desta terra que já foi CARIJÓS, QUELUZ e hoje é CONSELHEIRO LAFAIETE.

Parque Estadual do Rio Doce/Imagem da Internet

            “Do rio Doce pode se dizer que todo ele se pode chamar uma nova Índia Oriental em pedrarias e metais”. (Padre Simão de Vasconcelos (1597-1771). Notícias curiosas e necessárias das coisas do Brasil. Lisboa, 1668. Ribeirão tão rico que o ouro sai em granitos em qualquer parte, que se prova”.

 

ESTA É  A RAZÃO DA LUTA DO CÔNEGO FRANCISCO PEREIRA DE SANTA APOLÔNIA, em 1825, contra a concessão de privilégios dados a uma companhia anglo-brasileira de navegação do rio Doce. Ele foi contra os direitos de exclusividade para a exploração das supostas minas de ouro e lavras de diamantes na bacia do rio Doce. Ele escreveu:

            “E quem ousará negar, que no espaço de 20 ou 30 anos possam os ingleses extrair todos os nossos tesouros encerrados naquele abençoado terreno?”.

Por essa referência pode-se avaliar o valor intelectual e patriota de nosso conterrâneo e dizer que ele honrou a terra em que nasceu. É ESSENCIAL que a comunidade conheça o mais amplamente seus vultos ilustres do passado.

 

            Depois do período colonial, permanece a crença na existência de ouro e pedras preciosas, com alguns relatos nitidamente fantasiosos, como o do Coronel Ignácio Pereira Duarte Carneiro: “terreno é fertilíssimo, é rico em mineração […] da parte do norte sai um ribeirão tão rico que o ouro sai em granitos em qualquer parte, que se prova”

 

Santa Apolônia é citado em um site de história mineira como UM DOS NOTÁVEIS POLÍTICOS DO SÉCULO XIX. Sua trajetória pública se iniciou quando fez parte da Segunda Junta eleita em 23 de maio de 1822 para governar a Província de Minas Gerais. Em seguida participou do Governo Provincial, ficando, em certo período, como Presidente da Junta. Assumiu a presidência da Província de Minas Gerais por quatro vezes, tendo sido vice-presidente cinco vezes. Foi deputado à Assembleia Constituinte do Brasil em 1823.

 

Santa Apolônia nasceu em Carijós, no dia 8 de abril de 1743. Seus pais eram Apolinário Pereira e Luísa Maria Rosa. Estudou no Seminário de Mariana, no Rio de Janeiro e em Coimbra, onde se licenciou em Direito Canônico e se ordenou presbítero.

 

Foi bispo por alguns dias, chantre e vigário geral de Mariana, onde faleceu a 10 de julho de 1831. Outro destaque é o seu brilhantismo como orador, considerado um dos maiores oradores de Mariana na época em que viveu, o que pode ser comprovado com os relatos da missa solene em ação de graças, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar, que a Câmara de Ouro Preto mandou celebrar, em 1819, pelo nascimento em Portugal da Princesa da Beira, pretendente ao trono de Portugal. Nessa tão importante solenidade, o orador foi o “Reverendo Francisco Pereira de Santa Apollonia” como é relatado numa carta enviada a Portugal.

 

ALGUMAS INFORMAÇÕES SOBRE A VIDA POLÍTICA DO CÔNEGO

.

2.^ JUNTA – ELEITA A 23 DE MAIO DE 1822 (1;

(Posse a 24 Maio do dito anno)

  1. Manoel de Portugal e Castro — presidente

Luiz Maria da Silva Pinto .. secretario

Capitão-mór Custodio José Dias

Coronel Romualdo José Monteiro de Barros

Cônego dr. Francisco Pereira de Santa Apolônia

Luiz Pereira dos Santos

Capitão-mór Manoel Teixeira da Silva

Nota: — Pouco depois de proclamada a Independência e da acclamaçâo de Pedro 1.° como Imperador, d. Manoel de Portugal e Castro deixou a administração, retirando-se de Minas (13 de outubro de 1882) e do Brasil.

Substituiu-o na presidência da Junta o cônego dr. Santa-Apolônia.

 

GOVERNO PROVINCIAL

(período imperial)

PRESIDENTES E;VICE-PRESIDENTES

1 — Dr. José Teixeira da Fonseca Vasconcellos (depois Barão e Visconde de Caeté) — presidente

— Dr. Theotonio Alves de Oliveira Maciel — vice-presidente

— Cônego dr. Francisco Pereira de Santa-Apolônia — vice-presidente

1 — Dr. José Teixeira da Fonseca Vasconcellos. (presidente) reassume o governo

 

Governadores em Minas Gerais

Luiz Antonio Silva e Souza (cônego) …

Francisco de Santa Apolônia (Padre)(1822)

 

Vice-Presidências em Minas Gerais

Francisco Pereira de Santa Apolônia (Padre Dr.)

Cônego dr. Francisco Pereira de Santa Apolônia — vice- presidente

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *