Garimpando – Uma rua encantada e seu passado – 12

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

                                                     Avelina Maria Noronha de Almeida

                                                      [email protected]

Um articulista, quando escreve, usa palavras. Ele sonha que suas palavras, tomem vida, tomem asas, atinjam outras mentes, acionem atitudes e muita coisa mais. Em resumo: que renda aquilo que ele escreveu. Às vezes ele consegue, às vezes não.

            Escrevendo sobre a Avenida Santa Matilde, fazendo um retrospecto, fui ao início, digamos à Pré-História dela, quando El-Rei mandou que se abrisse o Caminho Novo, que, depois de muito trabalho, muita luta, muitas dificuldades mas, também, muitas conquistas, em Carijós atingindo as terras onde hoje está o Bairro Santa Matilde.

            Depois veio a epopeia da Inconfidência Mineira, quando, naquelas terras, havia a Estalagem das Bananeiras, citada nos Autos da Devassa porquanto também lá Tiradentes fez suas pregações e o estalajadeiro, João Dias da Mota, foi julgado, condenado, enviado para a África, lá falecendo. Então passaram a residir na Fazenda das Bananeiras o Capitão-mor Comendador José Ignacio Gomes Barbosa e sua esposa Maria Joaquina de São José, pais do Barão de Suassuy. Maria Joaquina era sobrinha do Inconfidente João Dias da Mota. Com o falecimento do Comendador, a propriedade passou para o filho, José Inácio Gomes Barbosa, o Barão de Suassuy, que se casou, em 1823, com Jesuína Tavares de Mello. Com o falecimento do barão e da baronesa, a fazenda passou para as mãos dos familiares da baronesa.

            Um genealogista que não reside em Conselheiro Lafaiete, Thiago, da família Tavares de Mello, que tem um trabalho muito amplo e importante sobre essa genealogia, lendo esta série de artigos entrou em contato comigo e trocamos informações. Há poucos dias ele me comunicou que haverá um encontro da Família Tavares de Mello no domingo, dia 8 de janeiro, no restaurante MOINHO VELHO, no povoado dos Almeidas. Quem for da família Tavares de Mello ou Melo e quiser ir, será ao meio-dia. Não há necessidade de inscrição. Cada participante paga a sua despesa. Tenho certeza de que serão momentos muito felizes.

            Aproveito a “carona” da Fazenda das Bananeiras para me referir à Fazenda da Paraopeba, onde também residiram pessoas dessa família até pouco tempo.

TAVARES DE MELLO NA FAZENDA DA PARAOPEBA

avelina

FAZENDA DA PARAOPEBA – SÉCULO XVIII

Imagem da Internet

Direitos reservados por Ângelo Alves Corrêa

            A foto acima é da Fazenda das Paraopeba no século XVIII. Também nessa fazenda residiram muito tempo pessoas da Família Tavares de Mello.

            Luiz Gonzaga de Mello, filho de José Tavares de Mello, o Filho, e de Joanna de Marcelina Magalhães, casado em primeiras núpcias com Anna Celestina da Silva Campolina e em segundas núpcias com Francisca de Paula Ferreira lá residiu e prosseguiram na fazenda, até pouco tempo, descendentes destes.

            A Fazenda da Paraopeba agora fase final de restauração.

avelina2

FAZENDA DA PARAOPEBA EM FASE FINAL DE RESTAURAÇÃO

Imagem da Internet

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *