Governo divulga pontuação definitiva do ICMS Cultural e cidades sobem em investimentos no setor

15
Igreja Matriz de Nossa Senhora das Brotas é um dos bens que pode ser tombado em Entre Rios/Reprodução

O Iepha-MG divulgou esta semana a pontuação definitiva do ICMS Cultural sem grandes alterações em relação prévia anunciada há 15 dias. Os repasses financeiros do Governo do Estado de Minas Gerais aos municípios que pontuaram no programa serão feitos ao longo do ano de 2019.

Em novembro, a pontuação definitiva será encaminhada à Fundação João Pinheiro, instituição responsável por calcular os valores que as prefeituras irão receber do Governo de Minas.

Na região

Santana dos Montes sempre se destaca pela preservação de seu rico patrimônio/Reprodução

No geral os municípios cresceram a pontuação. Lafaiete que perdeu pontos nos últimos anos saiu de 7,74 (2016) para 11,93. As cidades que se destacam são Congonhas (23,7 pontos), Belo Vale (22,06 pontos), Cristiano Otoni (16,37 pontos), Santana dos Montes (16,2 pontos), Itaverava (15,63pontos), Catas Altas da Noruega (16,22 pontos), Senhora de Oliveira (13,33 pontos). O maior destaque foi Entre Rios de Minas que saiu de 0,6 pontos e foi a 13,07 pontos.

Queluzito, Ouro Branco e Jeceaba caíram o ranking regional. Jeceaba amarga a última colocação como apenas 0,6 ponto, o que expressa o abandono e o desprezo com o patrimônio histórico e cultural do Município.

Leia também:

Cidades sobem na pontuação do IMCS cultural; Lafaiete, Belo Vale, Entre Rios, Santana, Cristiano e Catas Altas são destaques