Homem armado ameaça outro no Bairro Lucas Monteiro, é perseguido pela Polícia e foge

11

15267688_1793765360898416_6940464002338091246_nNo começo da madrugada de domingo, 28, a Polícia Militar de Congonhas recebeu uma ligação via 190 em que o solicitante informava que na rua Raimundo Mota, bairro Lucas Monteiro, dois elementos estavam em uma motocicleta de cor escura e o garupa, armado, fazia ameaças a um homem. Nas imediações também foi visto uma Saveiro prata em atitude suspeita.

Diante da denúncia as viaturas foram acionada para que fosse até o locar realizar o cerco aos suspeitos. Os policiais se depararam com uma motocicleta Honda Tornado, de cor preta, na Av. Chico Mendes. O piloto não respeitou a ordem de parada da polícia e deu início a uma fuga em direção ao bairro Cristo Rei.

Os elementos seguiram em alta velocidade, realizando manobras perigosas e transitando pela contramão. Ao perceber que seria alcançado pela PM, o garupa (conhecido do meio policial) desceu da moto,  jogou a arma de fogo no telhado de uma casa, continuou fugindo a pé, depois embrenhou-se em um matagal e desapareceu próximo às margens de um rio.

O piloto da motocicleta seguiu adiante e foi localizado pela viatura porém, conseguiu se desvencilhar do bloqueio policial subindo pela calçada e tomou rumo ignorado.

A polícia voltou à casa onde a arma foi atirada e conseguiu localizar o objeto: um revólver da marca Rossi, calibre 38, preto, com o número de série raspado e carregada com seis munições prontas para serem utilizadas.

Como um dos autores foi reconhecido, a PM deu início as diligências na residência do mesmo, localizada no bairro Praia. Seu pai franqueou a entrada dos policiais que encontraram no alto de um guarda roupas duas pequenas porções de substância esverdeada semelhante à maconha. Ele ainda confirmou que o filho possui uma motocicleta Honda Tornado Preta, mas não soube informar a placa.

O motorista da Saveiro vista no local foi identificado como primo deste autor. Ele foi procurado pelos Militares e alegou que realmente esteve com o primo naquele dia mais cedo, em frente a uma choperia de Congonhas, mas que depois foi embora levar a namorada no bairro Residencial.

Diante dos fatos, a Sala de Operações da PM, de posse das ligações e do número do celular denunciante, entrou em contato com a vítima que esclareceu o que estava acontecendo. O homem relatou que há algum tempo teve divergências com um dos envolvidos, durante uma festa em um sítio. De lá para cá ambos passaram a se estranhar e no domingo, quando se encontraram na Av. Júlia Kubtscheck, houve um novo desentendimento entre eles.

A vítima relatou que o autor o seguiu até o bairro Lucas Monteiro e passou várias vezes na rua, como não o encontrou abordou um de seus amigos e, com a arma em punho, passou a ameaça-lo, dizendo que iria apaga-lo.

As vítima foram conduzidas até o pondo de apoio da Polícia Militar para registrar o Boletim de Ocorrência.

Segundo as testemunhas o homem da Saveiro não foi autor de nenhuma ameça, porém passou pelo local e possivelmente poderia estar dando apoio. Como não houve atribuição de crime e nem fatos concreto de sua participação, ele foi qualificado como suspeito para futura investigação.

O condutor da motocicleta ainda não foi identificado e o rastreamento continua.

Fonte: Indicador Congonhas