Jovem fala pela primeira vez após agressões sofridas por 4 garotas que cortaram seu cabelo e rasparam sua sobrancelha

32

No início da tarde desta terça, dia 26, nossa equipe foi ao bairro Profeta, em Congonhas, onde conversou com a jovem, de 14 anos, agredida por quatro garotas na tarde do último domingo, dia 24. Acompanhada do pai, o motoboy M.K (34), a menor S.K (16), relatou que estava em casa quando “Bruna” teria chamado-a pelo Whatsapp para irem a uma festa de aniversário por volta das 15:00 horas. O evento que aconteceria nas proximidades de um conhecido mercado do bairro. Ela conta que ao chegar ao lugar combinado, Bruna estava de mochila, em companhia de outras 3 garotas que a vítima conhece, quando teria dito que a festa fora transferida para uma casa no loteamento “Nova Congonhas”, momento em que as 5 garotas teriam se deslocado até a festa.

Jovem foi agredida por 4 colegas por suposto ciúmes

Quando chegaram em um local ermo, Bruna teria tomado o aparelho celular da vítima e dito que ela estava ficando com seu namorado. Estão versão é negada pela menor S. K. garantindo que ela e o garoto são apenas amigos. As moças teriam segurado a vítima e Bruna tirou uma tesoura, uma faca e um aparelho de barbear da mochila e as agressões começaram.

O jovem S.K, teve os cabelos cortados, as sobrancelhas raspadas e apanhou das quatro garotas. Desesperada saiu em direção a sua casa, quando elas atiraram pedras e bateram nela novamente. Dois jovens em um carro mais antigo passaram perto e deram carona as jovens.

Ao acordar o pai da garota, a levou até a casa de Bruna de onde chamou a PM, quando foi feito uma REDIS (BO). Pouco depois elas foram levadas a UPA onde fizeram exame de corpo delito. Assustada, a garota S.K que é diabética e faz uso de isolina todos os dias, não voltou a escola e nem ao comércio do avô onde trabalha após o horário de aula. O pai vai entrar  com uma ação para garantir o ir e vir da filha.

Fonte; Repórter Cidadão (Hilton Rodrigues)