João Paulo alega pressão de grupo e reapresenta sua candidatura a presidente da Câmara

8
João Paulo e Fernando Bandeira vão protagonizar disputa acirrada pelo comando do legislativo/CORREIO DE MINAS

O que parecia uma eleição pacificada e acertada ganhou novos capítulos nos últimos dias. Conforme já havia antecipado nossa reportagem em torno de um acordo na sucessão na Câmara Municipal dando como certa a eleição do vereador Fernando Bandeira (PTB), eis que na noite de ontem, dia 22, o líder do prefeito, João Paulo Pé Quente (DEM) recuou e relançou sua candidatura a presidência da Casa, inflamando a disputa interna. “Já havia conversado com o Bandeira, mas fui procurado por vereadores que desejam que eu lançasse meu nome e não abrem mão de minha candidatura. Quando a gente tá no grupo tenta argumentar, mas prevalece a maioria”antecipou Pé Quente.

Ele disse chateado com a situação já que havia acordado com Bandeira que não entraria na disputa. “Espero que prevaleça a democracia e não haja ressentimento”, assinalou, pregando um novo acordo. “Quem sabe podemos chegar a um novo acordo? A gente faz parte de um grupo. Eu não tinha vontade de voltar a presidência já que já assumi este cargo a legislatura passada. Espero que os meus colegas analisem as duas  propostas e harmonia continue nesta Casa”, defendeu.

Ao usar a Tribuna, Fernando Bandeira, não deixou de provocar seu oponente. “Eu estou aqui para defender o povo e pelo qual fui eleito”, reagiu, comparando com João Paulo que afirmara momentos antes que sua candidatura fora motivada por um grupo.

Nos bastidores os dois vereadores cantam vitória e enumeram os votos. A disputa promete acirramento com margem de menos de 2 votos ao vencedor. A eleição acontece no dia 19 de setembro na última reunião de 2017.

3ª Via e Chico Paulo

Na semana passada, o vereador Chico Paulo (PT) havia xingado o suposto acordo em torno da vitória antecipada de Fernando Bandeira. “Como há vencedor se a eleição não aconteceu? Isso denigre a imagem da Casa”, esbravejou.

Ontem, dia 21, nossa reportagem antecipou que o nome do vereador Carlos Nem (S0) surgia nos bastidores como uma 3 via na disputa a presidência. A nossa reportagem ele negou a investida.