Moradores denunciam lama de minério em nascente e secretário diz que vai cobrar solução para água no Pires

15
Moradores ainda convivem com abastecimento de água barrenta/ARQUIVO

Não é de hoje que a água é um problema para o Bairro Pires. Desde ontem (21) a tarde os moradores denunciam a cor de barro do bem que chega nas torneiras. “O problema persiste”, informou uma dona de casa a nossa reportagem.

Fotos enviadas por moradores relatam que as causas estariam ligadas a lama de minério que escorreu da área para a nascente, chamada de “boi na brasa”, uma das que abastece a localidade. Segundo eles, o minério entupiu a mina e levou sujeira até as residências.

Nossa reportagem entrou em contato com a minerador Ferro + para esclarecer a situação. A assessoria de comunicação que afirmou que “está apoiando a comunidade do Pires quanto aos danos causados pelas chuvas nascentes que abastecem os moradores”. Diversos caminhões pipas se revezam levando água as centenas de casas para normalizar o abastecimento como também a distribuição de galões.

Fala do Secretário

O Secretário Municipal de Meio Ambiente, Neilor Aarão, foi questionado pela nossa reportagem acerca da contaminação da nascente no Pires. Neilor explicou que o grande volume de águas quando a sexta feira choveu mais de 130mm que provocaram a situação de anormalidade. “Houve uma chuva fora do normal neste dia com eventos negativos em diversas áreas como o  grande volume de água na BR 040 e no Parque das Cachoeiras. Diversos vídeos vazaram nas redes sociais mostrando a lama e o barro correndo na rodovia. Não houve qualquer rompimento na estrutura”, descartou Neilor.

Na sexta feira, o volume de água transformou a BR 040 em um rio de lama, interditando o trânsito. Nelior antecipou que nos próximos dias para se reunir com a “Ferro +” e a Copasa para solucionar de uma vez o problema da água no Pires.

 

Leia mais: