Noite sangrenta: cidade registra dois assassinatos

25

A PM compareceu ontem (5), por volta das 23:0 horas ao Hospital Raimundo Campos, em Ouro Branco, no qual havia dada entrada uma vítima de disparos de arma de fogo já em óbito. Os militares deslocaram até a localidade rural de Cristais, quando identificaram a  Sebastião Emílio Dias, de 71 anos.

Ele participava de um churrasco em família e em dado momento ele avisou que iria para casa, sede da fazenda. Durante o seu trajeto os familiares e testemunhas que permaneceram no churrasco ouviram vários estampidos de tiros vindos da direção de uma porteira da propriedade onde a vítima iria passar e perceberam o barulho de uma motocicleta saindo do local. Ao verificar o local, eles depararam com a vítima caída no chão, sendo providenciado o seu socorro em veículo particular que o levou ao hospital em Ouro Branco, aonde ele veio a falecer.

De acordo com as apurações, tudo indica que o crime foi premeditado e que o autor estava na tocaia da vítima atrás de uma porteira da propriedade, haja vista que a vítima levava uma vida conturbada e além de praticar a agiotagem, tinha vários inimigos e vivia em constantes atritos, o que será investigado.

Outro homicídio

PM registrou o segundo homicídio ocorrido na noite desta sexta-feira (5), agora a comunidade rural de Castilhiano, em Ouro Branco. Conforme informações obtidas pela nossa reportagem, um amigo que tinha o costume de deixar a vítima, Nilton Cesar Estevão, de 40 anos, pernoitar na sua casa informou que estava na cidade de Ouro Branco enquanto a vítima tinha ficado da sua residência, ao chegar por volta de 00h15min, o encontrou caído no chão de um dos quartos da residência já sem os sinais vitais e apresentando um corte no o pescoço.

A Polícia Militar foi acionada e as providencias de praxe foram tomadas, sendo o corpo encaminhado ao IML em Conselheiro Lafaiete. Até o fechamento desta matéria, não havia nada de concreto sobre a autoria e a motivação do crime.

O amigo da vítima informou que em data pretérita foi vítima do furto de uma motocicleta e uma arma de pressão na sua propriedade, porém não soube informar se o crime havia alguma ligação com o fato anterior por não ter como apontar suspeitos.