Orgulho para a região: entrerriano pode assumir Ministério da Justiça

21
Filho ilustre de Entre Rios pode se tornar ministro da justiça /Reprodução
Filho ilustre de Entre Rios pode se tornar ministro da justiça /Reprodução

A novela sobre quem substituirá Alexandre de Moraes, indicado para o Supremo Tribunal Federal (STF), pode estar perto do seu desfecho. O presidente Michel Temer (PMDB) estaria inclinado a nomear o ex-ministro do Supremo Carlos Velloso para o comando do Ministério da Justiça e da Segurança Pública.

Cotado para assumir a pasta, Velloso defendeu a Lava Jato.

Velloso não acredita que o próximo chefe da Justiça tome qualquer decisão contrária à Operação Lava Jato. Para ele, a “Polícia Federal tem grande grau de autonomia e o Ministério Público é reconhecidamente uma instituição independente e autônoma”. 

Em outro momento, o ex-magistrado afirmou que a Lava Jato representa um marco e destacou o fato de Poder Judiciário, o Ministério Público e a polícia trabalharem em conjunto para acabar com os rumores de que são responsáveis pela impunidade do país.

A ideia de dar uma solução política para o cargo perdeu força na segunda-feira (13). Alguns conselheiros de Temer defendiam a indicação do deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG) para o cargo como forma de fazer um aceno ao núcleo peemedebista da Câmara dos Deputados. As declarações do parlamentar sobre o Ministério Público, porém, minaram suas chances. Após Pacheco se tornar carta fora do baralho, Velloso abriu caminho para assumir a pasta. Além de ter trânsito no Poder Judiciário, o ex-ministro do STF tem força para enfrentar a crise de segurança pública.

Hoje o presidente Michel Temer esteve com o ex-ministro do STF Carlos Velloso e conversaram privadamente por mais de 1 horas.

A história

Carlos Mário da Silva Velloso nasceu na cidade de Entre Rios de Minas, Minas Gerais, em 19 de janeiro de 1936, filho do Juiz Achilles Teixeira Velloso e de D. Maria Olga da Silva Velloso. É casado com a Professora Maria Ângela Penna Velloso e tem quatro filhos: Rita de Cássia Velloso Rocha, advogada, casada com o engenheiro Cláudio Luiz Reis Rocha; Carlos Mário da Silva Velloso Filho, advogado e Procurador do Distrito Federal, casado com a advogada Adriana Timo Brito Velloso; Rosa Maria Penna Velloso, advogada.

A filha Ana Flávia Penna Velloso Rezek, advogada e jornalista, é casada com o Ex Ministro do STF, Francisco Rezek, Juiz da Corte Internacional de Haia.

Em dezembro de 2.000, logo após tomar posse como Presidente do STF, recebeu a Medalha Dsembargador Hélio Costa, do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, conferida pela Comarca de Entre Rios de Minas.