Região conta com Castramóvel

15
Apresentação do Castramóvel do Codap reuniu lideranças da região e ONG’s que cuidam animais /Divulgação

Em solenidade realizada no Solar do Barão de Suaçuí, em Conselheiro Lafaiete, no dia 14 de dezembro, o Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba (Codap) recebeu oficialmente, um veículo adaptado para atender aos municípios conveniados com a castração animal, denominado Castramóvel. Os objetivos são realizar campanha de esterilização em massa de caninos e felinos através da unidade móvel, além de campanhas educativas visando à adoção responsável. A iniciativa irá contribuir para redução do número de animais abandonados, para evitar a zoonoses, já que a castração ajuda a controlar a natalidade dos animais e a administrar a saúde pública com menor custo. Para os animais, os benefícios são a redução da demarcação de território, fugas, agressividade, risco de câncer, superpulação e aumenta a longevidade. Entre os presentes esteve o deputado estadual Glaycon Franco, que destinou os recursos, por meio de emenda parlamentar, para a aquisição do veículo adaptado, além de prefeitos consorciados e suas equipes, ONG’s, vereadores e outras representatividades.

Após ter a garantia de que o recurso seria disponibilizado, na 70ª Ordinária do Codap em 2017, foi aprovada pelos prefeitos consorciados a assinatura do convênio para aquisição de um veículo adaptado para castração de animais. Em 22 de Dezembro de 2017, foi assinado na Segov ( ) o termo de convênio. Na 73ª sessão ordinária do Codap, os prefeitos deliberaram pela criação da comissão técnica com representantes de municípios consorciados para estudar e definir as diretrizes do programa. Em 6 de abril deste ano, o valor de R$ 170 mil foi depositado na conta do consórcio. Como a empresa definida pelo primeiro pregão não entregou esse veículo em tempo hábil, outro foi realizado dia 14 de setembro, que definiu a empresa Deva Veículos LTDA.

O Codap formou uma comissão técnica, com profissionais dos municípios consorciados, para especificação do veículo adaptado, levantar as demandas de cada município, das ONG’s que serão parceiras, dos insumos necessários, divulgação do projeto e logística de implantação.

União regional

Após a solenidade, o deputado estadual Glaycon Franco afirmou que, principalmente em momentos de crise, os problemas devem ser discutidos e resolvidos coletivamente. Ele lembrou que na região do Alto Paraopeba, Campo das Vertentes e Vale do Piranga, esta é uma demanda antiga. “Destaco a importância de nossas ONG’s, de vereadores e prefeitos, que abraçaram a causa e, mesmo diante de toda a dificuldade financeira dos municípios, acreditaram neste projeto. O primeiro objetivo dele, aponto como médico e filho de veterinário, é a atenção à saúde animal. Quando os animais chegam a ser abandonados é porque houve algum problema financeiro ou de outra ordem da pessoa. E essa população de animais também fica desassitida, o que interfere na saúde de ambos. Estou feliz porque o Castramóvel vai atender a toda a nossa região. O Codap, hoje com 14 cidades tem a expectativa de reunir 21  no início de 2019. Cumprimento o corpo técnico do Codap, formado por profissionais, já com vivência nesta área. Este trabalho de castração animal via consórcio é pioneiro no Brasil, desenvolvido ao mesmo tempo que com outro em Minas.

“O Castramóvel é um dos benefícios que o Codap está proporcionando a toda esta região. Isto é fruto de muito trabalho de uma equipe competente do consórcio, coordenada pelo secretário executivo Rodolfo Gonzada, e que conta eu sua diretoria ainda com o diretor de Operações, Dimas Mariosa, o controlador Interno, Paulo Cezar Lopes Corrêa, e a diretora Administrativa do CODAP, Fabiana Rodrigues Pereira. Estou muito feliz pelos avanços que conseguimos em 2018, mesmo tendo sido um ano de muitas dificuldades. Em Congonhas, por exemplo, já contamos com o Centro de Zoonoses, que em breve começará a realizar castração animal. O Castramóvel Regional vai ser um equipamento muito importante para Congonhas e as cidades consorciadas. Por isso, agradeço muito ao deputado Glaycon Franco, que tem sido um grande parceiro de nossas cidades. A união delas em torno do Codap, que oferece licitações e serviços a menor custo e mais agilidade, e da Amalpa, que cede, por exemplo, máquinas e disponibiliza outros serviços, nossos municípios estão se desenvolvendo cada dia mais”, afirmou o presidente do consórcio, Zelinho, prefeito de Congonhas.

Para a vereadora Carla Sássi, de Conselheiro Lafaiete, e colaboradora da Associação Lafaietense de Proteção Animal (Alpa), “quando se fala de castração, lógico que estamos pensando em cães e gatos soltos nas ruas por causa da taxa altíssima de reprodução, o que decorre da falta de política pública. Nas décadas de 1970 e 80, acontecia o extermínio de animais em grande escala de cães e gatos e a gente viu que isso não deu certo. Temos agora uma nova visão. Além do sofrimento de cães e gatos, temos também como foco a saúde humana, que é extremamente beneficiada quando temos um controle populacional, ético e eficaz, através da castração. Em Minas, temos duas doenças que estão em amplo crescimento, que são a leishmaniose e a esporotricose, presentes nas cidades da região. Em Conselheiro Lafaiete, criamos uma lei em 2006, quando Glaycon era vereador, que trata do programa de castração que o município precisava ter, e não tinha. Com isso, sofreu uma Ação Civil Pública, que fez o Ministério Público obrigá-lo a desenvolver este programa em 2013. Recebemos recursos de TAC’s [Termos de Ajustamento de Conduta]. Enquanto veterinária e responsável técnica da ONG na oportunidade, decidimos transformar Lafaiete em referência em castração no âmbito nacional e conseguimos. Apresentamos nosso projeto em Brasília duas vezes. O reconhecimento veio para nosso projeto itinerante, único em Minas Gerais. Ganhou grande reforço em 2016 com um Castramóvel, também graças à emenda parlamentar do deputado Glaycon. Desde 2013, já foram mais de 15 mil animais castrados. Com isso desenvolvemos também projeto de combate a esporotricose, como única cidade do País com projeto desenvolvido para combatê-la. Quanto a Leishmaniose, Lafaiete não tem nenhum caso humano e estamos realizando um estudo para saber se tem relação com o controle de animais. Agora pretendemos ampliar este trabalho na zona rural, onde ele já acontece, com o Castramóvel do Codap. Como outro consórcio [O Consórcio Intermunicipal Multissetorial do Médio Rio Piracicaba] lançou seu Castramóvel em Novembro, o Codap é pioneiro também. Há 10 anos, a gente nem pensaria em uma reunião entre prefeitos e deputado que dedica uma verba para castração animal seria impensável”, disse em sua apresentação a vereadora engajada na causa dos animais de rua.

Vanderlei Ferreira, integrante da ONG Aparc, de Congonhas, lembrou que “temos atrás, o controle de animais era feito com matança, uma crueldade imensa. Atualmente nós temos uma reviravolta neste sentido, o Castramóvel é um grande avanço, evolução. Estamos felizes com este presente de Natal. Nossa região pode conscientizar o restante do País com esta iniciativa. Este está entre os dois primeiros consórcios públicos que presenteiam com um veículo adaptado as cidades para castração animal e beneficiar e muito as ONG’s. Quero parabenizar o prefeito de Congonhas e presidente do Codap, Zelinho, com a todas essas pessoas envolvidas com esta grande conquista do Codap”.

Segundo a diretora administrativa do Codap, Fabiana Rodrigues Pereira, em janeiro serão desenvolvidos os próximos passos do projeto para que ele entre em operação: “Reunião com as ONG’s e secretarias municipais de Saúde previstas para janeiro de 2019; Contratação da equipe de profissionais em Janeiro de 2019 para execução do serviço nos municípios consorciados; Liberação do Alvará Sanitário e aprovação do CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária); Realização dos mutirões de castração e campanhas nos municípios”.